Momento Economia

Inflação pelo IPC-S encerra agosto com avanço

Publicados

em


.

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) registrou inflação de 0,53% em agosto. Com este resultado, o indicador acumula alta de 1,58% no ano e 2,77% nos últimos 12 meses, segundo dados divulgados hoje (1º) pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Os maiores índices de inflação ficaram com alimentação (0,81%), transportes (0,80%), habitação (0,54%) e saúde e cuidados pessoais (0,53%). Outros grupos com aumento de preços foram despesas diversas (0,50%), comunicação (0,18%) e educação, leitura e recreação (0,05%). Vestuário teve deflação de 0,45%.

O IPC-S é calculado com base em preços coletados em sete capitais: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Recife, Salvador e Porto Alegre.

Edição: Maria Claudia

Leia Também:  Ipea: taxa de desocupação cresce porque pessoas estão buscando emprego
Propaganda

Momento Economia

Greve dos Correios: Justiça decide acordo nesta segunda (21)

Publicados

em


source

Brasil Econômico

Greve dos Correios
Arquivo/Agência Brasil

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) julgou na tarde desta segunda-feira (21) o acordo entre a empresa estatal dos Correios e seus funcionários, que estão em greve

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) julga na tarde desta segunda-feira (21) o acordo entre a empresa estatal dos  Correios e seus funcionários, que estão em paralisação. A decisão sobre a greve dos Correios está sendo tomada em uma sessão virtual com ministros do TST.

A sessão sobre a greve dos Correios foi interrompida por conta da instabilidade na internet de alguns ministros, mas deve ser retomada em breve.

O julgamento decidirá sobre o dissídio coletivo, em que a empresa pede a declaração da abusividade da greve de seus empregados, iniciada em 17 de agosto.


A sessão foi definida pela relatora, ministra Kátia Arruda, depois de duas tentativas de solução consensual sobre a greve dos Correios.

Leia Também:  Atual secretário de Saneamento Pedro Maranhão é o entrevistado do iG de 3ª feira

Tentativas anteriores de acordo entre empresa e empregados dos Correios deram errado

No dia 27 de agosto, o vice-presidente do TST, ministro Vieira de Mello Filho, se reuniu com a empresa dos Correios e as entidades sindicais representantes dos empregados e propôs a renovação das 79 cláusulas vigentes, sem reajustes nas cláusulas econômicas. A proposta foi rejeitada pela empresa. 

Em 2 de setembro, a relatora deferiu liminar para determinar a manutenção de 70% dos trabalhadores dos Correios em cada unidade e vedar a realização de descontos relativos aos dias de paralisação. No dia 11, ela promoveu nova audiência de conciliação, mas as negociações não avançaram.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA