Momento Economia

Inscrições para feira de produtos orgânicos acabam nessa segunda-feira

Publicados

em


Os empreendimentos e as cooperativas de produtos orgânicos têm até segunda(5) para se inscreverem para a seleção dos representantes brasileiros na maior feira do setor do mundo. O Ministério da Agricultura escolherá agroindústrias e empresas de alimentos orgânicos para a Biofach 2021, que ocorrerá de 17 a 20 de fevereiro do próximo ano em Nuremberg, na Alemanha.

Para participar da seleção, os interessados devem preencher o formulário de inscrição e enviar uma cópia escaneada de pelo menos um dos certificados internacionais de orgânicos válidos para a Biofach 2021 pelo email [email protected] O ato de inscrição não garante a participação na feira, apenas manifesta o interesse do inscrito em participar do processo de seleção de expositores.

Até 10 empreendimentos e cooperativas serão escolhidos. Segundo o Ministério da Agricultura, será dada prioridade a produtores da agricultura familiar, mas agroindústrias e empresas do setor de orgânicos também poderão se inscrever.

A organização do Pavilhão Brasil na Biofach 2021 será realizada pelo Mapa, por meio da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo e da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais, junto ao Ministério das Relações Exteriores (MRE) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil).

Leia Também:  Procura por vaga temporária? Pandemia deve cortar ofertas para o Natal; entenda

A seleção considerará os seguintes aspectos: setor de atuação e adequação dos produtos ao evento; histórico de participações em feiras internacionais na qualidade de expositor; disponibilização de produtos para amostragem e degustação; histórico de atividades voltadas à exportação; composição do portfólio para apresentação no evento e histórico de participação em outros eventos organizados pelo Ministério da Agricultura em parceria com o Ministério de Relações Exteriores, como ausências e condutas indevidas.

Estrutura

Os participantes terão estrutura completa de estande, incluindo impressão de artes gráficas para comunicação visual, catálogo do pavilhão, utensílios e equipamentos de utilização coletiva, recepcionistas com fluência nos idiomas português, alemão e inglês e mobiliário para preparação e exposição de produtos. Também haverá espaço para reuniões com potenciais compradores, com apoio técnico do Ministério da Agricultura.

Paralelamente à Biofach, ocorrerá a Feira Internacional de Cuidados Pessoais Naturais e Orgânicos, a Vivaness. Em 2020, os dois eventos juntos reuniram 3,8 mil expositores de 110 países e atraíram aproximadamente 47 mil visitantes de 114 países.

Por causa da pandemia do novo coronavírus, os eventos seguirão normas rígidas de higiene. Além do distanciamento mínimo de 1,5 m entre as pessoas em todas as áreas do recinto de exposições, todas as pessoas com mais de 7 anos serão obrigadas a usar máscaras nos espaços internos do local da exposição. As coberturas faciais poderão ser removidas nas mesas do estande de exposição, desde que uma distância mínima de 1,5 m possa ser mantida com segurança.

Leia Também:  Air X Charter realizará voos em Guarulhos

Mais informações podem ser obtidas no e-mail [email protected] e no site oficial do evento.

Edição: Liliane Farias

Propaganda

Momento Economia

Funcionários tatuam meta da empresa: internet reprova, empresa explica

Publicados

em


source

Brasil Econômico

Mais Top Estética Tatuagem
Reprodução/Instagram

Tatuagem feita por um dos funcionários em homenagem às 100 filiais da empresa, estipulando a meta de 300 lojas

Recentemente, em comemoração às 100 lojas abertas pela Mais Top Estética , seis funcionários da empresa decidiram tatuar o número 300, simbolizando a meta de abrir 300 novas franquias. A internet não demorou para criticar a atitude, culpando o dono da companhia, que se mostrou, porém, não conivente com o ato.

Caio Rodrigues, CEO da Mais Top Estética, conta que a princípio não acreditou que os trabalhadores de fato fariam a tatuagem . “Não dei muito valor na hora. Daí passou uma ou duas horas eu vi uma movimentação do pessoal falando, eles me falaram que iam fazer de fato”.

O dono da empresa logo tratou de garantir que a responsabilidade de uma possível insatisfação com a tatuagem ficasse com os funcionários em si, uma vez que a ideia partiu deles e sem o respaldo da empresa .

“Eu fiquei preocupado, isso aqui pode ser passageiro pras pessoas que estão aqui, nem a gente sabe”, disse Rodrigues, mostrando a preocupação com o eventual fim do ciclo, mas com uma marca eterna na pele do trabalhadores.

Leia Também:  Confiança do Consumidor tem primeira queda desde maio

Segundo o CEO, os funcionários explicaram que, independente de qualquer coisa, a tatuagem representa um momento transformador da vida deles, momento que proporcionou crescimento, em diferentes âmbitos, para os trabalhadores .

Caio combinou que todos assinariam um termo de auto-responsabilidade, que foi aceito pelos funcionários com facilidade. O dono da empresa conta que achou que esse termo e toda a conversa sobre a possibilidade de, no futuro, esses funcionários deixarem a empresa fossem desestimulá-los, o que não ocorreu. “Não surtiu efeito, eles seguiram com a ideia e fizeram a tatuagem”, afirma o empresário.

Em pouco tempo, a notícia se espalhou na mídia, com muitos comentários negativos. Alguns internautas interpretaram a homenagem dos funcionários como uma jogada de marketing da própria empresa, pintando a Mais Top Estética como responsável pelas tatuagens. 

O dono da empresa alegou que não esperava uma negação reativa, porque, segundo ele, a equipe não teve a malícia de perceber essa possibilidade. “Às vezes, a gente foca tanto na parte positiva, que as coisas tão indo bem, que tudo tá fluindo, que não passou pela nossa cabeça que aquilo ali poderia gerar um problema. Tanto que, quando a gente viu na mídia , a gente tomou um susto”, afirma.

Leia Também:  Brasil vai ter o menor investimento na década desde os anos 80, diz FGV

Foi feita uma reunião com os empregados que tatuaram para falar sobre a repercussão e entender como eles estavam se sentindo. “A minha preocupação era como o time estava se sentindo ali, porque as pessoas estavam ofendendo eles o tempo inteiro”, conta Caio.

Com tudo certo entre empresa e funcionários, a versão da Mais Top Estética veio à tona. 

Versão dos funcionários

O administrador de empresas Handerley Garcês de Matos Coelho, 25 anos, já passou por grandes empresas, diz que não se arrepende de sua primeira tatuagem. “Isso está marcado na minha mente e na minha vida de maneira muito intensa”, justifica o jovem.

De auxiliar para assistente e hoje supervisor financeiro da marca, Handercley afirma que, desde que entrou para a Mais Top, em janeiro do ano passado, superou uma depressão e quitou dívidas. Segundo ele, a tatuagem é uma homenagem merecida.

O CEO, mesmo não acreditando a princípio e não incentivando posteriormente se mostrou feliz com a homenagem feita pelos funcionários. Em suas redes sociais, expôs sua animação ao ver a relação dos empregados com a marca:

Share this Image On Your Site

Please include attribution to with this graphic.


Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA