Momento Economia

INSS mantém prova de vida pelo menos até agosto

Publicados

em

 

Projeto de lei adia procedimento até o fim do ano por causa da pandemia
Reprodução: ACidade ON

Projeto de lei adia procedimento até o fim do ano por causa da pandemia

A prova de vida para aposentados, pensionistas e beneficiários de auxílios do INSS está mantida, mesmo com aprovação do Projeto de Lei 385/21 do Senado, que adia o procedimento até o final do ano em decorrência da pandemia de coronavírus. A autarquia informou que aguarda decisão para suspender ou não o recadastramento anual dos segurados.

Suspenso desde março de 2020, o calendário foi retomado em 1º de junho deste ano e ampliado até 2022 no início deste mês.

Como o Congresso Nacional entrou em recesso parlamentar, a possibilidade é de que o projeto, já aprovado na Câmara, volte à pauta após 3 de agosto . O PL do Senado precisa ser reavaliado pela Casa porque sofreu modificações na Câmara.

Um substitutivo do deputado Danilo Cabral (PSB-PE), relator do PL, retirou do texto a permissão para o uso de outros meios para o segurado do INSS realizar o procedimento. Ou seja, a prova de vida pela plataforma Meu INSS também pode ser suspensa até o dia 31 de dezembro deste ano.

Para o relator, “não há justificativa para que, em um momento tão grave de crise sanitária, a prevenção a possíveis fraudes esteja acima da preservação da vida de milhões de brasileiros com o risco de corte do benefício”.

Leia Também:  Polícia Civil intercepta veículo com homens que planejavam cometer um roubo em Várzea Grande

Biometria

Em andamento, a prova de vida por biometria pode ser estendida a todos os segurados do INSS. No início do projeto-piloto no ano passado foram escolhidos 53 milhões de pessoas para realizar o procedimento pelo celular. O total de procedimentos realizados, no entanto, não foi informado pelo INSS.

E por que estender a biometria? Porque o PL 385 prevê o uso preferencial de biometria para a realização da prova de vida, mesmo que seja por procuradores.

De acordo com o texto, os bancos deverão dar preferência máxima de atendimento a beneficiários com mais de 80 anos ou com dificuldades de locomoção com o objetivo de evitar demora e exposição do idoso a aglomerações. Além disso, deverá informar ao cidadão outros meios remotos de realizar a prova de vida para evitar deslocamentos.

Sobre as regras de recebimento dos benefícios por procurador, o projeto concede gratuidade na emissão da primeira via de procuração pública para esse fim exclusivo. Já a renovação do documento passa de semestral a anual.

O projeto propõe ainda que a ligação telefônica para o segurado pedir benefícios deverá ser gratuita, por ser considerada de utilidade pública, seja de telefone fixo ou celular.

Fique de olho nas datas

O cadastramento é feito levando em conta o mês e o ano em que a última comprovação feita pelo segurado venceu. Se não for feito no mês indicado, o pagamento poderá ser bloqueado ou suspenso pelo INSS.

Após a suspensão, se a prova de vida não for feita em um prazo de até seis meses, o benefício será, enfim, cessado. Ainda assim, o beneficiário terá uma última chance de recuperá-lo. Neste caso, será preciso solicitar a reativação do pagamento pelo Meu INSS.

Leia Também:  Município de Sorriso continua aplicando vacina contra a gripe; vacina é recomendada pelo Ministério da Saúde

A prova de vida do INSS, para a grande maioria dos segurados, é feita nos bancos. Em geral, os beneficiários são informados da necessidade de atualização cadastral pelos terminais de autoatendimento das agências bancárias ou nos guichês de caixa.

Nos casos em que os aposentados e os pensionistas têm biometria facial cadastrada nos bancos de dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e dos Departamentos de Trânsito (Detrans), a prova de vida pode ser feita de forma digital (por meio de selfie), no aplicativo Meu INSS.

Já as pessoas com mais de 80 anos de idade ou que não tenham condições de se locomover podem solicitar a visita de um servidor do órgão para a realização da prova de vida anual domiciliar ou hospitalar.

O pedido pode ser feito pela central telefônica 135 e pelo aplicativo ou portal Meu INSS, mesmo que o idoso ou o incapacitado de se locomover não tenham um procurador ou um representante legal cadastrado junto ao instituto.

Confira o calendário

Mês original x Mês em que deve ser feita

  • Até abril/2020 – Junho/2021
  • Maio e junho/2020 – Julho/2021
  • Julho e agosto/2020 – Agosto/2021
  • Setembro e outubro/2020 – Setembro/2021
  • Novembro e dezembro/2020 – Outubro/2021
  • Janeiro e fevereiro/2021 – Novembro/2021
  • Março e abril/2021 – Dezembro/2021
  • Maio e junho/2021 – Janeiro/2022
  • Julho e agosto/2021 – Fevereiro/2021
  • Setembro e outubro/2021 – Março/2022
  • Novembro e dezembro/2021 – Abril/2022
  • Janeiro e fevereiro/2022 – Maio/2022
  • Março e abril/2022 – Junho/2022
  • Maio e junho/2022 – Julho/2022
  • Julho e agosto/2022 – Agosto/2022

Momento Economia

Mega-Sena: veja o resultado do sorteio deste sábado com prêmio de R$ 7 milhões

Publicados

em


source
Mega-Sena: veja o resultado do sorteio deste sábado com prêmio de R$ 7 milhões
Reprodução: iG Minas Gerais

Mega-Sena: veja o resultado do sorteio deste sábado com prêmio de R$ 7 milhões

Caixa Econômica Federal realiza neste sábado (25) o sorteio 2.412 da Mega-Sena com prêmio estimado de R$ 7 milhões.

Confira os números sorteados:

09 – 16 – 34 – 36 – 49 – 60

Como participar do próximo sorteio?

O próximo concurso da Mega-Sena acontece na quarta-feira (1º), às 20h. É possível apostar até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio , em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa do país.

Também é possível apostar pela internet. O bilhete simples da Mega-Sena, com seis dezenas, custa R$ 4,50.

Como apostar online na Mega-Sena?

Para aqueles que apostarem pela internet, não é possível optar pela aposta mínima, de R$ 4,50. No site da Caixa, o valor mínimo para apostar na Mega-Sena é de R$ 30, seja com uma única aposta ou mais de uma.

Para fazer uma aposta maior, com 7 números, dando uma maior chance de ganhar, o preço sobe para R$ 31,50. Outra opção para atingir o preço mínimo é fazer sete apostas simples, que juntas têm o mesmo valor, R$ 31,50. Além disso, os bolões, disponíveis online, são outra opção viável.

Leia Também:  Auxílio emergencial: governo aprova mais de mil pedidos de contestação

Como funciona a Mega-Sena?

O concurso é realizado pela Caixa Econômica Federal e o vencedor pode receber milhões de reais se acertar as seis dezenas. Os sorteios ocorrem pelo menos duas vezes por semana – geralmente, às quartas-feiras e aos sábados. O apostador também pode ganhar prêmios com valor mais baixo caso acerte quatro ou cinco números, conhecidas como Quadra e Quina, respectivamente.

Na hora de jogar, o apostador pode escolher os números ou tentar a sorte com a Surpresinha. Esse modelo consiste na escolha automática, realizada pelo sistema, das dezenas jogadas. Outra opção é manter a mesma aposta por dois, quatro ou até oito sorteios consecutivos, conhecida como Teimosinha.


Premiação da Mega-Sena

Os prêmios costumam iniciar em, aproximadamente, R$ 3 milhões para quem acertar as seis dezenas. Dessa forma, o valor vai acumulando a cada concurso sem vencedor.

Leia Também:  Rede Globo tem vagas abertas no Rio e em SP; veja oportunidades

Também é possível ganhar prêmios ao acertar quatro ou cinco números dentre os 60 disponíveis no volante de apostas. Para isso, é preciso marcar de seis a 15 números do volante. O prêmio total da Mega-Sena corresponde a 43,35% da arrecadação. Deste valor:

  • 35% são distribuídos entre os acertadores dos seis números sorteados;
  • 19% entre os acertadores de cinco números (Quina);
  • 19% entre os acertadores de quatro números (Quadra);
  • 22% ficam acumulados e distribuídos aos acertadores dos seis números nos concursos terminados em zero ou cinco; e
  • 5% ficam acumulado para a primeira faixa (Sena) do último concurso do ano de final zero ou cinco.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA