Momento Economia

Mega-sena pode pagar prêmio de R$ 95 milhões no sorteio deste sábado

Publicados

em


.

O sorteio deste sábado (5) da Mega-Sena pode pagar prêmio estimado em R$ 95 milhões. Acumulado há dez edições, o sorteio do concurso 2.296 ocorre às 20h, no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, em São Paulo. O público também pode acompanhar pela televisão (RedeTV) ou pelas redes sociais das Loterias CAIXA (perfil @LoteriasCAIXAOficial no Facebook e canal CAIXA no Youtube).

Segundo estimativa da Caixa, caso apenas um apostador acerte as seis dezenas, o prêmio principal pode render cerca R$ 123 mil por mês, se aplicado na poupança.

Lotofácil da independência

Também neste sábado começam as apostas exclusivas para a Lotofácil da Independência, concurso nº 2.030. O sorteio será realizado no dia 12 de setembro. A estimativa inicial do prêmio é de R$120 milhões.

Assim como nos demais concursos especiais, o prêmio principal oferecido não acumula. Não havendo apostas premiadas com 15 números, o prêmio será rateado entre os acertadores de 14 números e assim sucessivamente.

As apostas podem ser realizadas em volantes específicos da Lotofácil da Independência, já disponíveis nas lotéricas de todo o país. No portal Loterias Caixa é possível adquirir um combo especial do sorteio, com 12 apostas para o concurso 2.030, bem como outros cinco combos contendo apostas de outras modalidades além do concurso especial. Também é possível apostar pelo aplicativo Loterias CAIXA, disponível para usuários da plataforma iOS.

Leia Também:  INSS informa que 69% dos peritos compareceram ao trabalho hoje

Edição: Denise Griesinger

Propaganda

Momento Economia

Esquerda pode se aproveitar da crise para incendiar o Brasil, diz Bolsonaro

Publicados

em


source

Brasil Econômico

bolsonaro diz que esquerda pode incendiar o brasil se aproveitando da crise
Reprodução/Twitter

Presidente disse que oposição pode se aproveitar da crise e cobrou soluções de críticos

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira (29) que a projeção para janeiro de 2021 é que haja 20 milhões de brasileiros “quase sem renda”, devido aos impactos da pandemia do novo coronavírus. Bolsonaro defendeu as ações do governo e alertou para a importância de tentar se antecipar à crise social e econômica, pois, segundo ele, a esquerda pode “aproveitar-se disso [crise] e incendiar o Brasil. Temos que ter alternativas”, defendeu.

“Milhões de empregos e rendas foram destruídos com a política do “fica em casa, a economia a gente vê depois”. Chegou a fatura: a previsão é para que janeiro do ano que vem nós termos 20 milhões de pessoas entre pessoas informais, os invisíveis, o pessoal do Bolsa Família também que vive uma situação complicada, quase sem renda”, disse Bolsonaro em vídeo publicado pela deputada bolsonarista Carla Zambelli (PSL-SP), que é apontado como “grave alerta”.

Leia Também:  INSS informa que 69% dos peritos compareceram ao trabalho hoje

O presidente se defendeu das críticas que o governo está sofrendo após anunciar que o Renda Cidadã , programa social elaborado para substituir o Bolsa Família , seria financiado com parte dos recursos que estavam reservados para o pagamento de precatórios e novas verbas do Fundeb .

“Nós temos que ter uma alternativa para isso, porque senão os problemas sociais serão enormes, mas tudo que o governo pensa, ou gente ligada ao governo, ou líderes partidários pensam, isso aí transformam-se em críticas monstruosas contra nós”, lamentou.

O plano de usar esses recursos para financiar o programa, no entanto, não foi bem recebido. No mercado financeiro, até o termo “pedalada” foi usado, em alusão às manobras fiscais do governo de Dilma Rousseff (PT) . Já os especialistas em contas públicas criticaram bancar um programa social com recursos de pagamento de dívidas já reconhecidas.

“Se esperar chegar em 2021 para ver o que vai acontecer, podemos ter problemas sociais gravíssimos no Brasil. Eu estou falando problemas sociais que é uma forma educada para falar distúrbios sociais, que a esquerda pode aproveitara-se disso e incendiar o Brasil”, alertou Bolsonaro no vídeo publicado por Zambelli.

Leia Também:  Taxa média de juros para famílias cai, diz Banco Central

“Alguns falam, pega dos precatórios, vende as estatais… Vender estatal não é de uma hora para a outra assim não. É um processo enorme, e você tem que ter um critério para isso, você não pode queimar estatais, você tem que vender a estatal por uma finalidade”, disse o presidente.

“Para o pessoal do mercado [financeiro], não estou dando recado para vocês não. Se o Brasil for mal, todo mundo vai mal. Aquele ditado “estamos no mesmo barco” é o mais claro que existe no momento. O Brasil é um só. Se começar a dar problema, todos sofrem. Nós queremos obviamente estar de bem com todo mundo. Nos ajudem com sugestões, e não com críticas. Quando tiver que criticar alguém, não é o presidente: é quem destruiu o emprego de mais de 20 milhões de pessoas. Não queiram estar em meu lugar, agora eu vou fazer o possível para buscar a solução, e digo mais, eu vou com uma máxima militar: pior que uma decisão mal tomada é uma indecisão. Eu não vou ficar indeciso”, garantiu.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA