Momento Economia

Mudanças na Timemania prometem mais benefícios para os clubes

Publicados

em


source
Mudanças na Timemania prometem mais benefícios para os clubes
Divulgação

Mudanças na Timemania prometem mais benefícios para os clubes

Foi publicado no Diário Oficial da União de hoje (14) um decreto presidencial que pretende tornar a Timemania mais atraente para torcedores que fazem apostas nessa modalidade lotérica e, consequentemente, levar mais benefícios aos clubes de futebol.

A medida altera o Decreto nº 6.187 – publicado em agosto de 2007, que regulamenta a Timemania e apresenta critérios de participação e adesão dos clubes de futebol profissional, de forma a parcelar dívidas junto ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Já o Decreto nº 10.941, publicado hoje, prevê que metade dos recursos será dividida igualmente entre os 80 clubes das séries A, B, C e times de futebol profissional qualificados no ranking da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

A outra metade será destinada aos clubes conforme a proporção de apostas indicadas como Time do Coração em cada concurso, o que possibilitará ao torcedor ajudar o clube de sua preferência.

De acordo com a Secretaria-Geral da Presidência da República, a expectativa é de que, com a mudança, haja maior engajamento e participação dos clubes de futebol na divulgação da Timemania para o seu torcedor que, ao realizar a aposta, contribui para o time de sua preferência.

“A mudança será importante especialmente pela atualização periódica de clubes esportivos participantes, ao mesmo tempo em que representará uma ajuda para os clubes com baixa capacidade arrecadatória”, informou, em nota, a Secretaria.

Propaganda

Momento Economia

Conselho da Petrobras vende ações após Bolsonaro falar em cortar preço

Publicados

em


source
Conselho da Petrobras vende ações após Bolsonaro falar em diminuir preço
Felipe Moreno

Conselho da Petrobras vende ações após Bolsonaro falar em diminuir preço

Um dos membros do conselho de administração da Petrobras (PETR4) vendeu 6.400 ações preferenciais da empresa no dia 6 de dezembro, ao preço médio de R$ 28,995, mostra a posição consolidada da empresa. Com isso, o membro do conselho embolsou R$ 185.568 naquela data.

O conselho, inteiro, tinha 8.400 ações – então os 6.400 representam quase a totalidade das ações. A data chama a atenção pela coincidência: Jair Bolsonaro, presidente da República, havia afirmado um dia antes, em uma entrevista ao Poder360, que a companhia reduziria os valores de combustível.

Leia Também

Talvez prevendo uma queda, com medo dessa “ameaça”, ou sabendo que ela era verdade, o membro do conselho liquidou essa posição no dia seguinte, usando a Planner Corretora. No fim, a Petrobras acabou mandando um comunicado ao mercado negando tal queda nos preços, embora destacasse estar sempre atenta as movimentações de mercado e as ações terminaram em leve alta naquele dia.

Leia Também:  IBGE oferece 266 mil oportunidades de emprego até 21 de janeiro

Entre nos nossos grupos de WhatsApp! Lá você vai receber todos os nossos conteúdos – matérias, relatórios, e-books, testes, ferramentas, guias! É só clicar aqui .

Leia Também

Outras vendas

Não foram as únicas vendas no período de dezembro entre os grupos que precisam sinalizar suas operações. Membros de órgãos técnicos ou consultivos ligados à Petrobras venderam 10.500 ações PN, PETR4, e 1.000 ações ON, PETR3, nos dias 2 e 3 de dezembro, totalizando R$ 312.500. Dia 3 de dezembro foi o pregão anterior à entrevista do presidente, o que, claro, pode ser só uma coincidência.

Saiba mais lendo a matéria completa em 1Bilhão , parceiro do iG.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA