Momento Economia

Peritos do INSS não retornam ao trabalho no RJ e serviço é suspenso

Publicados

em


source

Brasil Econômico

INSS
Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr

Perícias foram suspensas nesta segunda-feira no Rio

O primeiro dia de atendimento presencial das agências do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) no Rio de Janeiro foi marcado por filas e frustração de alguns. Diante da ausência de peritos médicos, que não compareceram às agências, o serviço foi suspenso.

Segurados com serviço agendado previamente precisaram voltar para casa. Além disso, a agência da Praça da Bandeira, uma das maiores da capital, abriu com atraso gerando aglomerações na calçada.

De acordo com reportagem divulgada pelo Bom Dia Rio, o motivo da ausência dos profissionais de saúde é a falta de suporte como adaptações nos consultórios e protocolos rígidos de higiene. A categoria afirma que as mudanças são exigências para o retorno.

Leia Também:  Projeto que fecha empresas públicas em SP pode ser votado nesta segunda
Propaganda

Momento Economia

Auxílio emergencial: com saques até 2021, governo define todas as datas; confira

Publicados

em


source

Brasil Econômico

agencia caixa econômica federal
Agência Brasil

Caixa começa a pagar auxílio de R$ 300 nesta quarta para quem não faz parte do Bolsa Família. Veja programação completa de depósitos e saques

O Ministério da Cidadania publicou na noite desta segunda-feira (28) o calendário completo de todos os pagamentos do auxílio emergencial , prevendo que os saques terminarão apenas em 27 de janeiro de 2021. Os depósitos de R$ 300 para os inscritos no auxílio que não fazem parte do Bolsa Família começam a ser feitos pela Caixa Econômica Federal nesta quarta-feira (30). A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU).

Nesta segunda etapa do auxílio emergencial estão previstas quatro parcelas mensais no valor de R$ 300, até dezembro . Mas nem todos os que receberam os R$ 600 terão direito a todas as parcelas extras. Quanto antes a pessoa começou a receber a ajuda do governo, mais parcelas ela terá direito. O total para quem recebe desde o início são 9 parcelas, sendo 5 de R$ 600 e 4 de R$ 300, totalizando R$ 4.200. No caso das mães solteiras, que têm cota dupla, são 5 de R$ 1.200 e mais 4 de R$ 600, chegando a R$ 8.400.

Segundo estimativas do Ministério da Cidadania,  cerca de seis milhões de beneficiários deverão ficar de fora por causa da fixação de critérios mais rígidos de aferição de renda na medida provisória que prorrogou o benefício, que foi criado para compensar o impacto financeiro da pandemia do novo coronavírus. Até agora, 67 milhões de pessoas já foram beneficiadas pelo menos uma vez pelo auxílio emergencial.

Como serão os pagamentos do auxílio de R$ 300?

Como ocorreu nos calendários anteriores, primeiro será efetuado o crédito em conta digital. Só depois os valores serão liberados para saques e transferências para outras contas. A partir do crédito na conta digital, os beneficiários poderão movimentar os recursos para pagar contas de concessionárias e boletos via aplicativo Caixa Tem .

Pelo calendário da nova etapa divulgado nesta segunda-feira, receberão nesta quarta-feira os beneficiários nascidos em janeiro que receberam a primeira parcela do auxílio em abril. Quem recebeu a primeira em maio começa a receber em 30 de outubro.

Quem recebeu a primeira parcela em junho começa a receber em 22 de novembro, e quem começou a receber em julho terá acesso aos novos depósitos a partir de 13 de dezembro.

Os beneficiários que tenham feito contestação e se tornaram elegíveis entre 20 de julho e 25 de agosto também começam a receber nesta quarta-feira.

Quantas parcelas devo receber?

A quantidade de parcelas a que os beneficiários têm direito depende do mês em que passaram a receber o auxílio. O máximo são nove parcelas, o que fica restrito a quem começou a receber em abril, que, ainda assim, sentirá o valor ser cortado ao meio, para R$ 300. Confira:

  • Recebeu a 1ª em abril: terá direito a 9 parcelas;
  • Recebeu a 1ª em maio: 8 parcelas;
  • Recebeu a 1ª em junho: 7 parcelas;
  • Recebeu a 1ª em julho: 6 parcelas; e
  • Contestou cadastro entre 20 de julho e 25 de agosto e teve auxílio aprovado: 4 parcelas, sendo todas de R$ 600, sem direito ao auxílio residual.

Divisão de pagamentos por ciclos

O governo manteve o pagamento por ciclos, que são agrupamentos de integrantes das diferentes parcelas – ou seja, quem começou a receber em meses diferentes – nascidos no mesmo mês. A novidade foi a reorganização das datas no apertado calendário até o final deste ano. Ao todo, serão seis ciclos de pagamentos do auxílio.

Leia Também:  Mais da metade da população perdeu renda na pandemia em SP, diz Datafolha

A cada ciclo, todos os beneficiários recebem uma nova parcela, que pode ser de R$ 600 ou R$ 300, de acordo com o mês de nascimento. Dentro de um mesmo ciclo, há quem receba os R$ 600 pela primeira vez e quem já esteja mais perto do fim do programa. A divisão é feita pelos meses de aniversário.

No momento, a Caixa conclui o Ciclo 2, que não sofreu alterações. Os depósitos terminam nesta quarta-feira (30) e os saques começaram em 19 de setembro e vão até 27 de outubro.

Do Ciclo 3 em diante, há mudanças na programação antiga. O público que começou a receber o auxílio em abril terá o depósito da 6ª parcela, já com o valor menor, de R$ 300, a partir desta quarta-feira.

A ampliação do auxílio não altera as regras para quem faz parte do Bolsa Família, que já recebe a 6ª parcela, a 1ª de R$ 300, e seguirá recebendo sempre nos últimos 15 dias úteis de cada mês, sendo separados pelo último dígito do Número de Identificação Social (NIS). Os depósitos da 6ª parcela terminam nesta quarta, quando recebem os R$ 300 os que têm NIS de final 0.

Confira os calendários completos de cada ciclo remanescente

Ciclo 2:

Depósitos

  • 28 de agosto – nascidos em janeiro;
  • 2 de setembro – nascidos em fevereiro;
  • 4 de setembro – nascidos em março;
  • 9 de setembro – nascidos em abril;
  • 11 de setembro – nascidos em maio;
  • 16 de setembro – nascidos em junho;
  • 18 de setembro – nascidos em julho;
  • 23 de setembro – nascidos em agosto;
  • 25 de setembro – nascidos em setembro;
  • 28 de setembro – nascidos em outubro e novembro; e
  • 30 de setembro – nascidos em dezembro.

Saques e transferências

  • 19 de setembro – nascidos em janeiro;
  • 22 de setembro – nascidos em fevereiro;
  • 29 de setembro – nascidos em março;
  • 1º de outubro – nascidos em abril;
  • 3 de outubro – nascidos em maio;
  • 6 de outubro – nascidos em junho;
  • 8 de outubro – nascidos em julho;
  • 13 de outubro – nascidos em agosto;
  • 15 de outubro – nascidos em setembro;
  • 20 de outubro – nascidos em outubro;
  • 22 de outubro – nascidos em novembro; e
  • 27 de outubro – nascidos em dezembro.

Ciclo 3 – com alterações:

Depósitos

  • 30 de setembro – nascidos em janeiro;
  • 5 de outubro – nascidos em fevereiro;
  • 7 de outubro – nascidos em março;
  • 9 de outubro – nascidos em abril;
  • 11 de outubro – nascidos em maio;
  • 14 de outubro – nascidos em junho;
  • 16 de outubro – nascidos em julho;
  • 21 de outubro – nascidos em agosto;
  • 25 de outubro – nascidos em setembro;
  • 28 de outubro – nascidos em outubro;
  • 29 de outubro – nascidos em novembro; e
  • 1º de novembro – nascidos em dezembro.

Saques e transferências:

  • 7 de novembro – nascidos em janeiro;
  • 7 de novembro – nascidos em fevereiro;
  • 14 de novembro – nascidos em março;
  • 21 de novembro – nascidos em abril;
  • 21 de novembro – nascidos maio;
  • 24 de novembro – nascidos junho;
  • 26 de novembro – nascidos em julho;
  • 28 de novembro – nascidos em agosto;
  • 28 de novembro – nascidos em setembro;
  • 1º de dezembro – nascidos em outubro;
  • 5 de dezembro – nascidos em novembro; e
  • 5 de dezembro – nascidos em dezembro.
Leia Também:  Auxílio: mulher pede os mil dólares na Justiça após fala de Bolsonaro

Ciclo 4 – com alterações:

Depósitos

  • 30 de outubro – nascidos em janeiro;
  • 4 de novembro – nascidos em fevereiro;
  • 5 de novembro – nascidos em março;
  • 6 de novembro – nascidos em abril;
  • 8 de novembro – nascidos em maio;
  • 11 de novembro – nascidos em junho;
  • 12 de novembro – nascidos em julho;
  • 13 de novembro – nascidos em agosto;
  • 15 de novembro – nascidos em setembro;
  • 16 de novembro – nascidos em outubro;
  • 18 de novembro – nascidos em novembro; e
  • 20 de novembro – nascidos em dezembro.

Saques e transferências

  • 7 de novembro – nascidos em janeiro;
  • 7 de novembro – nascidos em fevereiro;
  • 14 de novembro – nascidos em março;
  • 21 de novembro – nascidos em abril;
  • 21 de novembro – nascidos maio;
  • 24 de novembro – nascidos junho;
  • 26 de novembro – nascidos julho;
  • 28 de novembro – nascidos agosto;
  • 28 de novembro – nascidos em setembro;
  • 1º de dezembro – nascidos em outubro;
  • 5 de dezembro – nascidos em novembro; e
  • 5 de dezembro – nascidos em dezembro.

Ciclo 5:

Depósitos

  • 22 de novembro: nascidos em janeiro;
  • 23 de novembro: nascidos em fevereiro;
  • 25 de novembro: nascidos em março;
  • 27 de novembro: nascidos em abril;
  • 29 de novembro: nascidos em maio;
  • 30 de novembro: nascidos em junho;
  • 2 de dezembro: nascidos em julho;
  • 4 de dezembro: nascidos em agosto;
  • 6 de dezembro: nascidos em setembro;
  • 9 de dezembro: nascidos em outubro;
  • 11 de dezembro: nascidos em novembro; e
  • 12 de dezembro: nascidos em dezembro.

Saques e transferências

  • 19 de dezembro: nascidos em janeiro;
  • 19 de dezembro: nascidos em fevereiro;
  • 4 de janeiro de 2021: nascidos em março;
  • 6 de janeiro de 2021: nascidos em abril;
  • 11 de janeiro de 2021: nascidos em maio;
  • 13 de janeiro de 2021: nascidos em junho;
  • 15 de janeiro de 2021: nascidos em julho;
  • 18 de janeiro de 2021: nascidos em agosto;
  • 20 de janeiro de 2021: nascidos em setembro;
  • 22 de janeiro de 2021: nascidos em outubro;
  • 25 de janeiro de 2021: nascidos em novembro; e
  • 27 de janeiro de 2021: nascidos em dezembro.

Ciclo 6:

Depósitos

  • 13 de dezembro: nascidos em janeiro;
  • 13 de dezembro: nascidos em fevereiro;
  • 14 de dezembro: nascidos em março;
  • 16 de dezembro: nascidos em abril;
  • 17 de dezembro: nascidos em maio;
  • 18 de dezembro: nascidos em junho;
  • 20 de dezembro: nascidos em julho;
  • 20 de dezembro: nascidos em agosto;
  • 21 de dezembro: nascidos em setembro;
  • 23 de dezembro: nascidos em outubro;
  • 28 de dezembro: nascidos em novembro; e
  • 29 de dezembro: nascidos em dezembro.

Saques e transferências – iguais ao Ciclo 5

  • 19 de dezembro: nascidos em janeiro;
  • 19 de dezembro: nascidos em fevereiro;
  • 4 de janeiro de 2021: nascidos em março;
  • 6 de janeiro de 2021: nascidos em abril;
  • 11 de janeiro de 2021: nascidos em maio;
  • 13 de janeiro de 2021: nascidos em junho;
  • 15 de janeiro de 2021: nascidos em julho;
  • 18 de janeiro de 2021: nascidos em agosto;
  • 20 de janeiro de 2021: nascidos em setembro;
  • 22 de janeiro de 2021: nascidos em outubro;
  • 25 de janeiro de 2021: nascidos em novembro; e
  • 27 de janeiro de 2021: nascidos em dezembro.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA