Momento Economia

PIS/Pasep: mais de 8,5 milhões de pessoas ainda não sacaram até R$ 1100

Publicados

em


source
Mais de 8,5 milhões ainda não sacaram o abono
Luciano Rocha

Mais de 8,5 milhões ainda não sacaram o abono

O abono salarial PIS/Pasep exercício 2020/2021 ainda não foi sacado por 8,5 milhões de trabalhadores. O saque pode ser realizado até 30 de junho de 2021. O cronograma de pagamentos começou em julho do ano passado e seguiu até o dia 9 de fevereiro, com a liberação do dinheiro para trabalhadores nascidos maio e junho que receberiam os valores devidos a partir do dia 17 de março. Com a antecipação do calendário , esses beneficiários receberão juntamente com os nascidos em março e abril.

Segundo a Caixa , responsável pelo PIS, até o momento mais de 14 milhões de pessoas já sacaram os valores do abono, o que corresponde a R$ 10,8 bi em recursos. O total previsto é de R$ 17 bilhões para 22,2 milhões de trabalhadores.Recebem o benefício na Caixa os trabalhadores vinculados a entidades e empresas privadas. As pessoas que trabalham no setor público têm inscrição Pasep e recebem o benefício no Banco do Brasil.

Para receber, é preciso ter trabalhado por pelo menos 30 dias em 2019 e ter recebido, em média, até dois salários mínimos.

Quem já é correntista da Caixa recebe o dinheiro na conta existente. Quem não é, por outro lado, vai ter uma conta poupança social digital criada gratuita e automaticamente para o benefício ser depositado.

Mas, caso o abono salarial não possa ser creditado em conta existente ou na poupança social, o trabalhador privado poderá sacar o benefício a partir de 11 de fevereiro nas agências, terminais de autoatendimento, unidades lotéricas e nos correspondentes Caixa Aqui.

Você viu?

Já o Banco do Brasil, responsável pelo Pasep, realizou o pagamento do abono salarial para 2,7 milhões de trabalhadores, totalizando R$ 2,5 bilhões. Desse total, cerca de 2,2 milhões de trabalhadores já fizeram o saque do benefício, totalizando R$ 2,2 bilhões. Ainda não sacaram cerca de 477 mil trabalhadores, totalizando um saldo de R$ 373 mi.

Quem tem direito

Podem receber o Abono Salarial 2020/2021 os trabalhadores inscritos no PIS há pelo menos cinco anos e que tenham trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2019, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. Também é necessário que os dados tenham sido informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) ou eSocial, conforme categoria da empresa.

Leia Também:  Com vetos parciais, Bolsonaro sanciona Orçamento de 2021 no limite do prazo

Se tiver dúvidas, o trabalhador pode procurar uma agência da Caixa Econômica ou baixar o aplicativo Caixa Tem para verificar se foi criada conta poupança para seu depósito.

Formas de recebimento do Abono:

Caso possuam conta na Caixa, os trabalhadores poderão movimentar os valores com a utilização do cartão da conta ou ainda pelo Internet Banking, pelo celular ou computador.

Para quem não possui, foram abertas de forma automática e gratuita contas poupança digital que são movimentadas pelo Caixa Tem, aplicativo criado para o pagamento do auxílio emergencial.

Nos casos em que o valor do Abono Salarial não possa ser creditado em conta existente ou em Conta Poupança Social Digital, o trabalhador poderá realizar o saque com o Cartão do Cidadão e senha nos terminais de autoatendimento, unidades lotéricas e nos Correspondentes Caixa Aqui, bem como nas agências, a partir do dia 11/02.

Propaganda

Momento Economia

Governo autoriza segunda rodada de excedentes da cessão onerosa

Publicados

em


O presidente Jair Bolsonaro aprovou as regras que autorizam a realização da segunda rodada de licitação dos volumes excedentes da cessão onerosa do pré-sal nos campos de Atapu e Sépia. Os parâmetros técnicos e econômicos estão na Resolução nº 5, de 20 de abril de 2021, do Conselho Nacional de Política Energética. 

Em nota, a Subchefia para Assuntos Jurídicos da Presidência informa que a nova rodada refere-se aos campos que não foram arrematados em 2019. De acordo com o órgão, o modelo da licitação pretende dar maior atratividade e competitividade ao leilão, “aumentando a possibilidade de sucesso na contratação das áreas remanescentes”. 

“A resolução aprovada constitui de mais uma etapa importante na estruturação do respectivo leilão e autoriza à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) a realizar o certame, além de prever os blocos a serem ofertados e os parâmetros técnicos e econômicos da licitação, assim como dos contratos de partilha a serem firmados com os novos contratados com vistas a promover o devido aproveitamento racional dos recursos petrolíferos nacionais”, diz a nota. 

Leia Também:  Com vetos parciais, Bolsonaro sanciona Orçamento de 2021 no limite do prazo

Edição: Fábio Massalli

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA