Momento Economia

Produção de petróleo nos contratos de partilha cai 6% em abril

Publicados

em


A produção de petróleo nos contratos de partilha registrou em abril média diária de 55 mil barris. Dos três contratos, a Área de Desenvolvimento de Mero foi responsável por 40 mil barris por dia, seguida de Entorno de Sapinhoá (10 mil) e Tartaruga Verde Sudoeste (6 mil). A média diária foi 6% menor em comparação ao mês anterior, devido à parada programada de Mero para teste de integridade.

As informações constam do Boletim Mensal dos Contratos de Partilha de Produção, divulgado hoje (16) pela Pré-Sal Petróleo (PPSA), gestora dos contratos em nome da União. Desde 2017, quando teve início a série histórica, a produção acumulada em regime de partilha alcança 53,9 milhões de barris de petróleo.

De acordo com o boletim, a média diária do total do excedente em óleo da União nos três contratos de partilha foi de 12,8 mil barris de petróleo em abril, um aumento de 4% em relação a março, sendo 6 mil barris na Área de Desenvolvimento de Mero e 6,7 mil barris no Entorno de Sapinhoá. Em Tartaruga Verde Sudoeste, o excedente em óleo da União continua sendo destinado à quitação do Acerto de Contas com o operador oriundo do Acordo de Individualização da Produção (AIP). A parcela acumulada do excedente em óleo da União desde 2017 é de 9 milhões de barris de petróleo.

Leia Também:  Bolsonaro critica dados da Receita e diz que não haverá aumento de impostos

Gás Natural

A produção de gás natural para venda somou 302 mil metros cúbicos (m³) em média, por dia, referente aos dois contratos com aproveitamento comercial, sendo 261 mil m³ por dia no Entorno de Sapinhoá e 41 mil m³ por dia em Tartaruga Verde Sudoeste. A média diária do total do excedente em gás natural foi de 172 mil m³/dia.

Desde 2017, a produção acumulada de gás natural com aproveitamento comercial soma 235 milhões de metros cúbicos. O excedente em gás natural acumulado da União desde 2017 atinge 70 milhões de m³.

Operação

A PPSA informou que, atualmente, dos 17 contratos que atuam em regime de partilha de produção, somente a Área de Desenvolvimento de Mero (Libra), Entorno de Sapinhoá e Tartaruga Verde Sudoeste estão em produção, operando quatro unidades flutuantes de produção, armazenamento e transferência (FPSOS, do nome em inglês) e 18 poços.

Edição: Fernando Fraga

Propaganda

Momento Economia

Funcionária pública é demitida após falsificar exame de gravidez

Publicados

em


source
TJ-RO
Reprodução/Rede Amazônica

TJ-RO

Uma servidora do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO) foi demitida por apresentar um exame falso de gravidez, com o objetivo de ser enquadrada como grupo de risco da Covid-19. A exoneração da funcionária foi assinada pelo presidente do TJ-RO na última semana. As informações são do G1.

De acordo com o órgão, a falsificação foi descoberta ainda no final do ano passada, quando o exame foi verificado junto ao laboratório. Em dezembro, um processo administrativo contra a funcionária foi aberto, dando início a uma investigação. Após meses de apuração, o Poder Judiciário decidiu pela demissão como uma “penalidade”.

Em nota enviada ao G1, o TJ-RO informou que o “Poder Judiciário de Rondônia atua nos Processos Administrativos Disciplinares em face de servidores e servidoras em cumprimento estrito à legislação e à Constituição Federal, assim como às normas internas de conduta ética, efetivando o devido processo legal e chegando, em algumas situações, a penas que vão de desde a advertência, suspensão (sem remuneração) e demissão, nos termos da Lei Estadual 68/1992”.

Leia Também:  Governo estuda inclusão de consignado com juro de 1,2% no Bolsa Família

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA