Momento Economia

Renda Cidadã: 3 milhões de famílias podem ficar fora do programa, entenda

Publicados

em


source

Brasil Econômico

Congresso Nacional
Marcelo Jorge Vieira de Brazil – Flickr

3 milhões de pessoas podem deixar de ser atendidas pelo Renda Cidadã


O programa que vai suceder o Bolsa Família, o Renda Cidadã , pode atender 3 milhões a menos de pessoas do que as 6 milhões estimadas anteriormente, por conta da dificuldade de encaixar o programa dentro do orçamento para 2021 devido ao teto de gastos.


Segundo apuração do jornal Folha de São Paulo, há menos de um mês, líderes do governo no Congresso discutiram que o programa poderia atender 6 milhões de pessoas a mais do que as atendidas hoje, que são 14 milhões. Quem tinha anunciado esse número foi o relator do orçamento de 2021, Márcio Bittar (MDB-AC).

“Estamos trabalhando para garantir renda para mais de 20 milhões de famÍlias”, escreveu   o relator em 23 de setembro ao comentar sobre o programa em uma rede social.

Leia Também:  Petrobras assina acordo para compra da plataforma P-71

Segundo relatos ouvidos pela Folha, o  Renda Cidadã  poderá ter apenas metade da expansão anunciada, passando a atender 3 milhões de famílias a mais em relação a hoje. Mas esse número considera uma média de três pessoas por família, o que levaria a um novo público de quase 10 milhões.

No entanto, giverno e Congresso veem pouco espaço para o programa social em 2021 por ser um projeto muito robusto. Por conta do teto de gastos, o crescimento real de gastos está impedido. Considerando a expansão de 3 milhões de recebedores, seriam necessários R$ 49,5 bilhões por ano para manter o Renda Cidadã, R$ 17,5 bilhões a mais do orçamento atual com o Bolsa Família.

Mas para que o programa social caiba no teto de gastos, alguns cortes deverão ser feitos. No entanto, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vetou o congelamento do reajuste de aposentados e a reformulação de outros programas sociais.

O Renda Cidadã deve ser incluído na PEC Emergencial de forma genérica. Um texto que deve prever que “a União vai criar” um programa social que atende gestantes, a primeira infância, estudantes, e que também tem medidas voltadas a inserção no mercado de trabalho.

Leia Também:  FGTS Emergencial: veja quando e como pode receber

Posteriormente, todos os detalhes devem ser discutidos em projetos de lei.

Propaganda

Momento Economia

TAP confirma data de retorno dos voos em Belém

Publicados

em


source

Contato Radar

undefined
Calebe Murilo

TAP confirma data de retorno dos voos em Belém

A companhia aérea de bandeira portuguesa TAP comunicou hoje, 30, a data para o retorno de suas operações na capital paraense, conectando Belém (BEL) com a Europa, através de Lisboa (LIS).

Com isso, os voos da empresa voltarão acontecer no dia 18 de dezembro de 2020, com frequências nas segundas e sextas-feiras. O voo TAP 046 será operado pelo moderno Airbus A321neo LR e tem a decolagem prevista de Belém às 01:15, com a chegada em Lisboa acontecendo às 09:05.

No sentido contrário, o voo TAP 047 tem saída de Portugal programada para às 15:30, chegando a Belém no mesmo dia às 23:45. O jato A321neo tem capacidade para até 171 passageiros, sendo 16 em classe executiva e 155 em classe econômica.

Ademais, a frequência de duas operações semanais será mantida também durante o mês de janeiro do próximo ano, podendo ser alterada a medida que a demanda for maior nos períodos seguintes.

O post TAP confirma data de retorno dos voos em Belém apareceu primeiro em Contato Radar – Notícias de aviação .

Leia Também:  Petrobras assina acordo para compra da plataforma P-71

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA