Momento Economia

Resultado da Mega-Sena deste sábado (17) é revelado; valor é de R$ 3,2 milhões

Publicados

em


source

Brasil Econômico

cartelas da mega-sena
Agência Brasil

Teve sorte? Confira as dezenas da Mega-Sena deste sábado (17)


Neste sábado (17), a Caixa Econômica Federal sorteou o concurso 2.309 da Mega-Sena . Uma aposta venceu o sorteio na última quarta-feira (14), fazendo o prêmio voltar ao valor inicial, dessa vez de R$ 3.288.991,90. As dezenas sorteadas foram: 09 – 11 – 29 – 30 – 33 – 60


O sorteio aconteceu no Espaço Caixa Loterias, no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo. Também foram reveladas as dezenas dos concursos 5.393 da Quina, 2.059 da Lotofácil e 2.145 da Dupla Sena

Como funciona a Mega-Sena

O concurso é realizado pela Caixa Econômica Federal e o vencedor pode receber milhões de reais se acertar as seis dezenas. Os sorteios ocorrem pelo menos duas vezes por semana – geralmente, às quartas-feiras e aos sábados. O apostador também pode ganhar prêmios com valor mais baixo caso acerte quatro ou cinco números, conhecidas como Quadra e Quina, respectivamente.

Na hora de jogar, o apostador pode escolher os números ou tentar a sorte com a Surpresinha. Esse modelo consiste na escolha automática, realizada pelo sistema, das dezenas jogadas.

Leia Também:  Jet Airways pode voltar a voar no primeiro semestre de 2021

Outra opção é manter a mesma aposta por dois, quatro ou até oito sorteios consecutivos, conhecida como a Teimosinha.

Como apostar online na Mega-Sena

Para aqueles que apostarem pela internet, não é possível optar pela aposta mínima, de R$ 4,50. No site da Caixa, o valor mínimo para apostar na Mega-Sena é de R$ 30, seja com uma única aposta ou mais de uma.

Para fazer uma aposta maior, com 7 números, dando uma maior chance de ganhar, o preço sobe para R$ 31,50. Outra opção para atingir o preço mínimo é fazer sete apostas simples, que juntas têm o mesmo valor, R$ 31,50. Além disso, os bolões , disponíveis online, são outra opção viável.

Propaganda

Momento Economia

Brasil vai ter o menor investimento na década desde os anos 80, diz FGV

Publicados

em


source

Brasil Econômico

Notas de dólar
Arquivo/Agência Brasil

Investimento internacional vai cair mais no Brasil

Um levantamento do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV) mostra que o Brasil vai ter a menor taxa de investimento em uma década registrada desde os anos 80. Os dados mostram que, entre 2011 e 2020, os investimentos vão ter uma queda média de 2,2% ao ano.

Considerado como o um sinal da recessão pela qual o País passa, o investimento é mais um dado que evidencia a fraqueza econômica na década atual. Um outro levantamento do Ibre também já apontou que o Produto Interno Bruto (PIB) do período de 2011 e 2020 será o pior pelo menos dos últimos 120 anos.

Nos anos recentes, o fraco desempenho dos investimentos se concentrou de 2014 em diante, período a partir do qual a economia brasileira enfrentou uma dura recessão até 2016. Depois disso, o Brasil observou um triênio de lenta recuperação, mas agora em 2020 a economia voltou a ser impactada, dessa pela pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Leia Também:  Confiança do Consumidor tem primeira queda desde maio

Para calcular o dado do investimento na década atual, o Ibre utilizou a projeção para o desempenho do investimento contida no relatório de inflação, do Banco Central. A expectativa é de queda de 6,6% neste ano.

Se não houvesse a crise provocada pela pandemia, porém, o desempenho do investimento continuaria fraco. No relatório de inflação de dezembro do ano passado, portanto, antes de iniciada a pandemia, a expectativa era de alta de 4,1% para os investimentos. Se esse resultado se concretizasse, a década atual ainda apresentaria uma queda média de 1,2%.

A taxa de investimentos é medida pela Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), que apura tudo o que se investe em máquinas, bens duráveis, aumento da capacidade produtiva e construção civil.

O avanço deste componente do PIB é fundamental para que o país consiga colher um crescimento mais sustentável e robusto ao longo dos próximos anos e, assim, aumentar a riqueza da sua população, afirmam os economistas. Mas desde 1980, o avanço médio da taxa investimento no país é de apenas 0,5% ao ano.

Leia Também:  Jet Airways pode voltar a voar no primeiro semestre de 2021

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA