Momento Economia

Serasa Limpa Nome prorroga prazo para quitar dívidas até o dia 8

Publicados

em


.

O Serasa prorrogou até a próxima terça-feira (8) o prazo para a quitação de dívidas entre R$ 200 e R$ 1.000. A princípio, o Serasa Limpa Nome ocorreria até ontem (31), mas com a grande procura, o prazo foi estendido.

Dívidas dentro dos valores estipulados, podem ser quitadas por R$ 100. Até o momento foram quitados mais de 2,5 milhões de débitos. A prorrogação dá a oportunidade de quitação de mais de 21,5 milhões de dívidas.

“A ação tem beneficiado muita gente e, para ajudar ainda mais os consumidores, resolvemos estender o prazo para que as pessoas possam aproveitar essa condição”, disse o diretor do Serasa Limpa Nome, Lucas Lopes.

Para participar é preciso acessar o site ou baixar o aplicativo no celular; digitar o CPF (Cadastro de Pessoa Física) e preencher um cadastro para ter a garantia de que só o usuário tem acesso aos dados. O consumidor também pode regularizar débitos financeiros pelo número de WhatsApp (11) 98870-7025.

Ao entrar na plataforma, todas as informações financeiras do consumidor já aparecerão na tela, devidamente explicadas, incluindo as dívidas que tiver. Se quiser conhecer as condições oferecidas para pagamento, basta clicar para ser direcionado até uma nova página, onde serão apresentadas as mais variadas opções para renegociar cada débito.

Leia Também:  Grupo com renda mais baixa do MCMV pagará juros no Casa Verde Amarela

Parcelas

Ao escolher uma das opções de valor, é só indicar se vai ser à vista ou em parcelas, e a melhor data de vencimento. Em seguida, a plataforma gera um ou mais boletos, dependendo da forma de pagamento escolhida, já com a data de vencimento escolhida.

“Com o boleto o consumidor pode optar em pagar pelo aplicativo do banco em que tiver conta, que consegue ler o arquivo diretamente do computador, ou então imprimir a via e pagar na agência ou nas casas lotéricas”, explica a empresa.

As agências da Serasa em todo o Brasil ainda não têm data para retomar o atendimento presencial ao público. A empresa aguarda orientações das autoridades de saúde para voltar a receber os consumidores com segurança, tanto para o público quanto para seus colaboradores.

Edição: Kleber Sampaio

Propaganda

Momento Economia

Após Magalu, Bayer também anuncia programa de trainee exclusivo para negros

Publicados

em


source

Brasil Econômico

Print do site da Bayer
Reprodução

Bayer anuncia 19 vagas para trainee exclusivas para pessoas negras


Na última sexta-feira (18), a Bayer anunciou inscrições para o seu programa de trainee exclusivo para candidatos negros: Programa Trainee Liderança Negra . São 19 vagas com salário de R$ 6,9 mil. As inscrições são feitas pelo site , e os candidatos interessados têm até 21 de outubro para se inscrever.

Os interessados em participar do processo seletivo devem ter graduação, em bacharel ou tecnólogo, ou pós-graduação com conclusão do curso entre dezembro de 2017 e dezembro deste ano. Caso o candidato seja aprovado, será necessário ter disponibilidade para trabalhar 40 horas semanais.

Segundo um comunicado da Bayer, “será realizada uma análise do perfil de cada candidato, levando em consideração diversas necessidades do programa, além das especificações de cada vaga”.

Leia Também:  "Véio" da Havan entra no Top 10 dos mais ricos do Brasil

A empresa diz ainda que o objetivo do programa é “compor uma maior representatividade racial em nossa futura liderança ” e explica parte do processo: “durante 18 meses, você terá uma mentoria individual com executivos, além de vivências que apoiarão na construção de sua carreira”.

Projeto de trainee do Magalu gera discussões nas redes sociais

Também na sexta passada, o Magazine Luiza repercutiu, sofrendo críticas e recendo elogios, ao anunciar o seu programa de trainee para 2021, exclusivo para negros . Segundo a empresa “O objetivo do Magalu com o programa é trazer mais diversidade racial para os cargos de liderança da companhia, recrutando universitários e recém-formados de todo Brasil, no início da vida profissional”, em discurso e proposta similares aos da Bayer.

Nas redes sociais, ocorreram diversos debates acalorados sobre o assunto,  abordando temas como racismo e políticas compensatórias.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA