Momento Economia

“Talvez eu desista”, diz Paulo Guedes sobre novo imposto

Publicados

em


source

Brasil Econômico

Guedes
Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr

Paulo Guedes disse que talvez desista da criação do novo imposto, nos moldes da CPMF

Nesta quinta-feira (15), o ministro da Economia,  Paulo Guedes, disse à emissora CNN Brasil, em Brasília, que talvez desista do novo imposto sobre transações, que é tido por analistas como uma nova CPMF.

“Não existe aumento de imposto. Só entraria (um novo imposto) se fosse para desonerar. Talvez eu desista “, disse Guedes.

O novo imposto sobre transações que o ministro proprõe seria para bancar o pacote econômico que ele defende – com a ampla desoneração nas folhas de pagamento das empresas e com a criação do Renda Brasil, um Bolsa Família mais robusto.

Guedes tem defendido que o imposto não aumentaria carga tributária por se tratar de uma troca. Ele seria aprovado, e outros seriam cortados. A discussão sobre a nova CPMF foi aceita pelo presidente Jair Bolsonaro por ter esse caráter.

Leia Também:  Pacote comercial abre caminho para acordo mais amplo, diz governo

No ano passado, o presidente tinha dito que o debate sobre uma nova CPMF estava “demonizado” e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, é um forte opositor à criação do imposto.

Propaganda

Momento Economia

Senado autoriza que BNDES faça empréstimo internacional

Publicados

em


source

Agência Brasil

.
Waldemar Barreto/Agência Senado

O empréstimo será feito pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID)


O Senado aprovou, nesta terça-feira (20), um projeto de resolução que  autoriza  o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a contratar um  empréstimo internacional de US$ 750 milhões  para ser utilizado no financiamento de micro, pequenas e médias empresas.


O empréstimo será feito pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), terá garantias da União e será obtido por meio do 2º Programa do Convênio de Linha de Crédito Condicional BID-BNDES.

A relatora da matéria, senadora Kátia Abreu (PP-TO), disse que os recursos se destinam a  ajudar pequenas empresas  que têm pouco acesso aos sistemas bancários.

A senadora destacou a importância da oferta de crédito para micro e pequenos empresários como forma de incentivar a economia nacional . “São 7,5 milhões de micro e pequenas empresas, que representam 28 milhões de empregos”, disse.

Leia Também:  Líderes religiosos são condenados por trabalho escravo no Distrito Federal

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA