Momento Educação

Governo de SP abre 9 mil vagas em cursos de qualificação profissional

Publicados

em


.

Alunos do ensino médio da rede pública de São Paulo poderão se inscrever para uma das 9.060 vagas de qualificação profissional que estão sendo oferecidas pelo governo paulista no programa Novotec Expresso. Segundo o governo paulista, poderão se inscrever estudantes do ensino médio da rede pública estadual, da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e os concluintes do ensino médio em dezembro de 2018 e 2019.

São 11 opções de cursos rápidos, todos eles gratuitos, que oferecem novas oportunidades de profissionalização para os jovens do ensino médio de São Paulo.

As aulas semipresenciais terão início no dia 5 de outubro e vão até o dia 18 de dezembro. A maior parte da carga horária será realizada online e ao vivo na plataforma Microsoft Teams, mas haverá também encontros presenciais, respeitando os protocolos de saúde e de segurança durante a pandemia do novo coronavírus.

Segundo o governo paulista, os encontros presenciais poderão ser aulas pontuais em laboratórios, visitas de campo, palestras e atividades de integração.

Leia Também:  SP subsidia compra de computador para professor da rede estadual

Os cursos são: Comunicação e Projeto de Vida para o Mercado de Trabalho; Criação de Conteúdo para Redes Sociais; Excel Básico; Informática Básica; Introdução à Programação de Computadores; Noções de Cibersegurança; Operador de Telemarketing;  Princípios do Empreendedorismo; Produção Multimídia; Recepção e Atendimento ao Cliente; e Vendas em Redes Sociais

As inscrições, também gratuitas, podem ser feitas até o dia 23 de setembro pela internet.

Curso de inglês

O governo paulista também vai oferecer 17 mil bolsas em curso online e gratuito de inglês por meio da plataforma EF – Education First. Poderão se inscrever para bolsas os estudantes do ensino médio da rede pública estadual, da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e os concluintes do ensino médio de dezembro de 2018 e 2019. As inscrições também podem ser realizadas pela internet.

Ao realizar a inscrição, o estudante vai receber um e-mail permitindo o acesso à plataforma da Education First para iniciar o curso. As aulas deverão ser concluídas em até três meses.

Edição: Lílian Beraldo

Propaganda

Momento Educação

Covid-19: SP fará testes em professores e alunos da rede municipal

Publicados

em


.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, disse hoje (25) que vai realizar um Censo da Educação antes de decidir sobre a volta às aulas na cidade de São Paulo. As aulas da rede municipal estão suspensas desde março deste ano, por causa da pandemia do novo coronavírus.

Até este momento, a prefeitura só liberou aulas presenciais, a partir de 7 de outubro, para alunos do Ensino Superior ou para atividades extracurriculares do ensino infantil, fundamental e médio.

Segundo o prefeito, o Censo não é como os inquéritos sorológicos, que são feitos por amostragem. Dessa vez, serão testados todos os professores e todos os alunos da rede municipal de Educação. “A ideia é definir e estabelecer dados que possam orientar a prefeitura, saber quem está imune e organizar o retorno às aulas da forma mais segura possível”, disse o prefeito.

O Censo será feito por meio de testes sorológicos, que identificam a presença de anticorpos, ou seja, identificam casos passados de infecção pelo vírus. “São testes sorológicos para poder verificar como está a prevalência do coronavírus em todos os alunos da rede municipal e nos profissionais da educação”, disse o prefeito.

Leia Também:  Covid-19: SP fará testes em professores e alunos da rede municipal

Ao todo, segundo ele, serão testadas 777 mil pessoas. Desse total, 675 mil são estudantes acima de quatro anos de idade e 102 mil são profissionais da área, entre professores e demais funcionários das escolas. A expectativa da prefeitura é de realizar todos esses testes entre 30 e 40 dias. A prefeitura disse que ainda estuda ainda como irá fazer testes nas crianças menores de três anos.

A primeira fase desse censo terá início na próxima quinta-feira (1º) envolvendo 181 mil pessoas: 93 mil profissionais com até 60 anos de idade, 45 mil alunos do nono ano do Ensino Fundamental, 41 mil do terceiro ano do Fundamental e 2,4 mil do Ensino Médio. Os resultados dessa primeira fase devem sair em meados de outubro.

Edição: Valéria Aguiar

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA