Momento Educação

Inscrições da Fuvest são abertas nesta segunda-feira

Publicados

em


.
A Fuvest, vestibular que serve de entrada para a Universidade de São Paulo (USP), abriu nesta segunda-feira (31) inscrições para processo seletivo. O Manual do Candidato foi disponibilizado no dia 24 deste mês, e as inscrições para o exame ficam abertas até 23 de outubro no site www.fuvest.br. A taxa de inscrição para o vestibular é de R$ 182, e o pagamento pode ser feito até 27 de outubro.

A primeira fase será realizada no dia 10 de janeiro do ano que vem e as provas da segunda etapa, nos dias 21 e 22 de fevereiro.

Durante o exame, os candidatos deverão usar a máscara de proteção, que somente será retirada para realização do procedimento de reconhecimento facial. Além disso, serão tomadas as medidas sanitárias indicadas pela Organização Mundial da Saúde e pelo governo do estado de São Paulo.

Conforme informou a USP, os exames de habilidades específicas sofreram alterações em decorrência da pandemia de covid-19. As provas de música de São Paulo e Ribeirão Preto serão feitas em formato virtual, e a de artes cênicas, em formato misto. A área de artes visuais, por sua vez, excluiu a prova de habilidades específicas neste ano.

Leia Também:  Covid-19: SP fará testes em professores e alunos da rede municipal

Para o próximo ano, serão oferecidas 11.147 vagas, das quais 8.242 destinadas à seleção pelo vestibular da Fuvest. As 2.905 vagas destinadas pela Universidade de São Paulo à seleção de estudantes pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu)/Enem estão mantidas.

Calendário

Período de inscrição: 31 de agosto a 23 de outubro de 2020

Prova da primeira fase: 10 de janeiro de 2021

Provas da segunda fase: 21 e 22 de fevereiro de 2021

Divulgação da primeira lista de aprovados: 15 de março de 2021.

Edição: Nádia Franco

Propaganda

Momento Educação

Covid-19: SP fará testes em professores e alunos da rede municipal

Publicados

em


.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, disse hoje (25) que vai realizar um Censo da Educação antes de decidir sobre a volta às aulas na cidade de São Paulo. As aulas da rede municipal estão suspensas desde março deste ano, por causa da pandemia do novo coronavírus.

Até este momento, a prefeitura só liberou aulas presenciais, a partir de 7 de outubro, para alunos do Ensino Superior ou para atividades extracurriculares do ensino infantil, fundamental e médio.

Segundo o prefeito, o Censo não é como os inquéritos sorológicos, que são feitos por amostragem. Dessa vez, serão testados todos os professores e todos os alunos da rede municipal de Educação. “A ideia é definir e estabelecer dados que possam orientar a prefeitura, saber quem está imune e organizar o retorno às aulas da forma mais segura possível”, disse o prefeito.

O Censo será feito por meio de testes sorológicos, que identificam a presença de anticorpos, ou seja, identificam casos passados de infecção pelo vírus. “São testes sorológicos para poder verificar como está a prevalência do coronavírus em todos os alunos da rede municipal e nos profissionais da educação”, disse o prefeito.

Leia Também:  Terminam hoje inscrições em pós-graduação gratuita para professores

Ao todo, segundo ele, serão testadas 777 mil pessoas. Desse total, 675 mil são estudantes acima de quatro anos de idade e 102 mil são profissionais da área, entre professores e demais funcionários das escolas. A expectativa da prefeitura é de realizar todos esses testes entre 30 e 40 dias. A prefeitura disse que ainda estuda ainda como irá fazer testes nas crianças menores de três anos.

A primeira fase desse censo terá início na próxima quinta-feira (1º) envolvendo 181 mil pessoas: 93 mil profissionais com até 60 anos de idade, 45 mil alunos do nono ano do Ensino Fundamental, 41 mil do terceiro ano do Fundamental e 2,4 mil do Ensino Médio. Os resultados dessa primeira fase devem sair em meados de outubro.

Edição: Valéria Aguiar

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA