Momento Entretenimento

Claudia Leitte planeja apresentações da turnê “The Wagon” nos EUA

Publicados

em


source
Claudia Leitte planeja apresentações da turnê “The Wagon” nos EUA
The Music Journal Brazil

Claudia Leitte planeja apresentações da turnê “The Wagon” nos EUA

A cantora Claudia Leitte anunciou nesta quarta-feira (9) que realizará shows na Flórida (EUA). Ela já vinha recebendo convites para eventos no estado e com a abertura gradual no país, ela, assim como outros artistas, resolveu retomar suas atividades, depois de mais de 1 ano sem subir aos palcos.

Nos EUA, a grande maioria da população está vacinada contra o novo coronavírus e os eventos já estão liberados.

Para a volta aos palcos, Claudia Leitte escolheu seu projeto The Wagon , que já estava marcado para acontecer no país em 2020, mas foi adiado por conta da pandemia. A ideia do The Wagon nasceu em 2019, quando a cantora começou a planejar levar o trio elétrico para as ruas dos EUA. “O objetivo é fazer um intercâmbio cultural, mostrar um pouco mais sobre como é o carnaval, as festas do Brasil para os americanos. Primeiro eu queria apresentar algo semelhante ao trio, mas que tivesse referência da história deles, para então levar o carnaval para lá de verdade. Por isso, nasceu o ‘The Wagon’, fazendo alusão ao Band Wagon, muito famoso em Nova Orleans, só que com todo o agito brasileiro” , explicou Claudia.

Leia Também:  Após 'sumiço', Britney diz que fará pausa das redes sociais para curtir noivo

Band Wagon era um estilo de carroça que carregava uma banda em cima, enquanto andava pelas ruas da cidade, levando a música para seus habitantes. As pessoas costumavam seguir o veículo pelo percurso, dançando.

Você viu?

Seguindo essas inspirações, O The Wagon traz características próprias: não será feito em trio e sim em um palco. Ele será uma introdução para um projeto futuro, ainda sem data confirmada para acontecer: o Carnaval nos EUA (ideia que também teve que ser adiada por conta da pandemia).

A data de estreia está marcada para 17 de julho em Orlando, versão On The Street . Os interessados já podem adquirir seus ingressos através do site groovooapp.com/e/thewagon .

Fonte: IG GENTE

Propaganda

Momento Entretenimento

Rachel Sheherazade processa Jean Wyllys por danos morais

Publicados

em


source
Rachel Sheherazade e Jean Wyllys
Instagram

Rachel Sheherazade e Jean Wyllys

Após troca de farpas no Twitter, Rachel Sheherazade recorreu à Justiça para remover uma publicação de Jean Wyllys e ainda está pedindo uma indenização do político. O ex-deputado federal ainda deve ser citado na ação, já que atualmente reside ele no exterior. O processo foi protocolado na última terça-feira, e tramita em uma das Varas do Juizado Especial Cível da Comarca de Barueri, em São Paulo.

ex-contratada do SBT acusa Wyllys de ter insinuado, por meio de sua conta no Twitter, que possui mais de 1 milhão de seguidores, que ela seria racista e isso, segundo a jornalista, prejudica sua honra e imagem. Na petição inicial, a defesa da jornalista afirma que “o conteúdo publicado pelo réu (Wyllys), ao afirmar que a autora (Sheherazade) é racista e hipócrita, imputa a prática de atos gravíssimos e infundados, aptos a repercutir na honra e na imagem da autora. Além disso, o conteúdo nitidamente não possui caráter informativo, pois desprovido de fonte ou prévia investigação, não merecendo se enquadrar outrossim, na livre manifestação do pensamento”.

Leia Também:  A Fazenda 13: Arcrebiano Araújo entrou comprometido no reality

Além de exigir uma indenização no valor de R$ 44 mil por danos morais, a apresentadora também quer que o Twitter remova a postagem de Wyllys. “Além das considerações expostas, importa consignar ainda, que as palavras proferidas pelo réu acerca da suposta prática de racismo e hipocrisia afetam diretamente a credibilidade do trabalho desempenhado pela autora, já que é jornalista, somados ao impacto perante a população de uma acusação tão grave desferida por figura pública”, afirma o advogado de Sheherazade.

A briga entre as partes começou no Twitter, no dia 30 de agosto. A jornalista foi quem começou o embate ao criticar o ex-deputado pelo episódio envolvendo uma cuspida dele em Jair Bolsonaro, quando ainda deputado, durante a votação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. “A gênese do bolsonarismo. A esquerda radical e irracional rivalizou com um deputadozinho inexpressivo, que habitava há décadas o submundo do terceiro escalão. Deu palco pra maluco dançar. E ele dançou, deitou, rolou e se elegeu. Esquerda radical, assuma, pois esse filho é seu”, escreveu a jornalista.

Jean Wyllys rebateu com sua opinião que resultou no processo em questão: “Rachel Sheherazade é uma racista hipócritaque quer reescrever o passado, atribuindo a outros o monstro que a direita pariu. Quando eu reagi à indignidade da apologia à tortura (crime que ela também cometeu na tevê) cuspindo num fascista, este já estava criado por gente como ela”.

Fonte: IG GENTE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA