Momento Entretenimento

Com Covid-19, Miss Brasil vai à padaria comprar pão e diz temer preconceito

Publicados

em


source
Com Covid-19%2C Elis Miele foi comprar pão na padaria
Reprodução/Instagram

Com Covid-19, Elis Miele foi comprar pão na padaria


A Miss Brasil 2019 Elis Miele ficou com tanta vontade de comer pão que, mesmo com Covid-19, foi até uma padaria perto de casa. Enquanto dirigia, a modelo gravou stories para seu Instagram comemorando que a atendente do estabelecimento não foi preconceituosa e a atendeu — apesar do novo coronavírus.

Elis contou que mandou mensagem para uma padaria perto de sua casa perguntando se eles entregavam as compras em casa. Como a resposta foi negativa, ela questionou se poderia ir até a padaria buscar os pães presencialmente.

“Ela falou que sim. Admito que fiquei tão aliviada, porque fiquei com tanto medo dela falar: ‘A gente não entrega porque você está com Covid-19 ‘. Eu sei que existe um preconceito muito grande com a doença, não foi o caso dela, graças a Deus, mas eu fiquei com medo, sabe? Por não quererem me atender por causa da Covid-19! É tão ruim essa sensação, juro!”


Fonte: IG GENTE

Leia Também:  Solange Couto rebate críticas de que furou a fila para tomar vacina
Propaganda

Momento Entretenimento

Faa Morena mistura poesia e erotismo em livro de receitas da quarentena

Publicados

em


source
Faa Morena
Divulgação/Andréa Dallevo

Faa Morena

Se, por um lado, o distanciamento social adia vida e planos, por outro, dá margem a novos sonhos e possibilidades. Que o diga Faa Morena, ex-apresentadora do programa “Ritmo Brasil”, da RedeTV!, que está dedicando parte de seu tempo para registrar suas incursões na cozinha. O intuito? Lançar um projeto literário, contendo poesia e erotismo. “Porém, bem leve e elegante”, como fez questão de frisar durante rápido bate-papo com o iG Gente. 

Ainda de acordo com a psicóloga, que deu lugar à paixão e à arte de apresentar, cantar e escrever, o pontapé inicial para esse trabalho se deu enquanto fazia a atualização do seu caderno de culinária, “já que algumas receitas não deram certo por serem muito complicadas ou por estarem com ingredientes ultrapassados”. A partir daí, nasceram os primeiros versos associados a um prato e a um momento que a faz se lembrar de sua família. 

Desde então, não parou mais. “Depois, pensei em outra experiência gastronômica e, instantaneamente, fiz outra poesia, mas aí já não tinha mais a ver com uma situação familiar. Era mais erótica. E assim foram surgindo as ideias. Resolvi  mesclar todas elas”, confidenciou a artista, que, embora confinada, mantém seu ritmo de escrita: “Estou gostando do que vejo e até me divertindo, porém ainda está no início, mas tenho certeza de que vai dar caldo, e de feijão”. Alguém duvida?

Fonte: IG GENTE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA