Momento Entretenimento

Gloria Perez critica Código Penal Brasileiro após caso do serial killer

Publicados

em


source
Glória Perez critica Código Penal
Divulgação

Glória Perez critica Código Penal


A autora Gloria Perez usou as redes sociais para criticar as saídas temporárias previstas no Código Penal Brasileiro. Ela comentou a procura por Lázaro Barbosa de Sousa, acusado de ter matado quatro pessoas da mesma família em Ceilândia, Brasília, e suspeito de praticar crimes em série na região, para questionar a Justiça .

“Um batalhão de agentes policiais continua em campo, na caça ao serial killer. Lázaro já tinha uma ficha criminal de meter medo. E porque não estava preso? Estava preso sim, mas veio a saidinha da Páscoa. Lázaro foi liberado para festejar a Pascoa e está festejando, a seu modo: com chacinas, roubos, estupros, e a mobilização de mais de 200 agentes para prender de novo!”, escreveu em uma rede social nesta quarta-feira (15).



De acordo com Código penal, os artigos 120 e 121 da Lei nº 7.210/84, a chamada Lei das Execuções Penais, os condenados que cumprem pena em regime semi-aberto podem obter autorização para saída temporária nos seguintes casos: visita à família, que tenha cumprido um sexto da pena total se for primário, ou um quarto se for reincidente, participação em atividades que concorram para o retorno ao convívio social e boa conduta carcerária.

Há dois anos, Gloria também criticou nas redes sociais a demora da Justiça em julgar o acusado pelo assassinato da estudante Gabriela Regattieri Chermont, morta em Vitória há 23 anos, e opinou que as leis brasileiras permitem um réu se valha de uma série de manobras para adiar seu julgamento.

Fonte: IG GENTE

Propaganda

Momento Entretenimento

Ariadna chora após ataques transfóbicos: “A ponto de desistir de tudo”

Publicados

em


source
Ariadna desabafa sobre ataques transfóbicos
Reprodução

Ariadna desabafa sobre ataques transfóbicos


Após expor uma postagem transfóbica do perfil @papodenegao há duas semanas , Ariadna Arantes surgiu no Instagram na noite desta terça-feira (27) chorando por receber diversos ataques.

O dono da página respondeu uma pergunta sobre preferir Ariadna ou Thammy Miranda, ambos transexuais, de maneira ofensiva. A influenciadora postou um vídeo desesperada com os ataques. “Passei o dia inteiro cansada e bloqueando as pessoas. Um monte de ataques e eu não aguento mais esse tipo de situação. Um monte de gente defendendo aquele cara que fez um vídeo ridículo com a minha foto e a foto do Thammy”, iniciou Ariadna chorando.


Você viu?

A ex-BBB e ex-No Limite disse que tentou ser forte e tentou esconder da mãe os ataques. nas mensagens, internautas dizem que Ariadna não é mulher. “Estou recebendo mensagens de mulheres e homens me ofendendo e dizendo que não sou mulher de jeito nenhum. Estou tentando ser forte, mas não estou conseguindo. Cada mensagem que leio eu não consigo me controlar. Passei o dia trancada. É exatamente esse tipo de situação que o cara poderia ter evitado me expondo dessa maneira. Um monte de gente aqui no Brasil pensa como ele. Já bloqueei mais de duas mil mensagens para minha mãe não lidar com isso. Estou exausta”, lamentou Ariadna.

Leia Também:  Datena reclama com equipe ao vivo por causa de barulho: 'Dá para fazer show'

A ex-No Limite avisou que vai levar o caso para a Justiça. “Eu vou com minha advogada nessa ação sim. Fui exposta e não sou chacota e nem palhaça. Essas coisas doem na gente. Eu não aguento mais essas pessoas. Estou a ponto de desistir de tudo porque é muito frustrante ver essa enxurrada de ofensas, que não é coisa de Deus, gente, estou muito cansada. Para mim, não está dando”, completou Ariadna Arantes.

Veja vídeo completo:


Fonte: IG GENTE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA