Momento Entretenimento

Morre Parrerito, do Trio Parada Dura, aos 67 anos, vítima da Covid-19

Publicados

em


source

The Music Journal Brazil

O cantor Eduardo Borges, mais conhecido como Parrerito e membro do Trio Parada Dura, faleceu neste domingo (13) em Belo Horizonte (MG). Voz principal do grupo, Parrerito morreu às 21h30 após complicações causadas pelo coronavírus.

Parrerito
Reprodução/Youtube

Parrerito ficou internado por 16 dias antes de morrer


Parrerito foi internado há 16 dias no Hospital Unimed, em Belo Horizonte (MG), com sintomas do covid-19 e, por ser do grupo de risco pela idade e diabético, precisou ser mantido na UTI em estado grave. Batalhou muito, mas não resistiu às complicações da doença.

“Familiares e a equipe Trio Parada Dura agradecem todas as correntes de orações e fé formadas durante a luta de Parrerito pela vida. Elas mostraram o quanto ele era tão querido e estimado por todos. E é desta forma que vamos sempre lembrar dele”, disse o comunicado oficial. O cantor deixa mulher, filhas e netos.

Leia Também:  Careta de Anitta ao falar o que é "fada sensata" divide opiniões: "Sem motivos"

Fonte: IG GENTE

Propaganda

Momento Entretenimento

Ex-modelo descoberta por Giovanna Antonelli no lixão muda de vida

Publicados

em


source

A atriz Giovanna Antonelli estava gravando cenas da novela “Da cor do pecado” quando conheceu Cris Andrade, que era catadora Lixão de Gericinó, em Bangu, no Rio de Janeiro. A global ficou encantada com beleza e o porte de modelo que Cris tinha aos 22 anos e, graças a ela, a catadora de lixo teve uma oportunidade como modelo em São Paulo. Após 16 anos, ela saiu da extrema pobreza, virou empresária e é grata pelo empurrãozinho dado pela artista.

Giovanna Antonelli com Cris no lixão e Cris atualmente
Reprodução

Cris Andrade foi descoberta por Giovanna Antonelli no lixão

“Não tenho mais contato com ela, mas nunca vou esquecê-la. Vou batizar minha primeira neta, que nasce em janeiro, com o nome de Giovanna”, contou Cris, que está com 39 anos, em entrevista ao jornal Extra. “Quero mostrar para Giovanna que, graças ao empurrão que ela me deu, a vida me deu muitas oportunidades. Ela mudou minha vida completamente. Ela não tem noção de quanto me ajudou.”

Leia Também:  Wesley Safadão, Bruno e Marrone e mais: lives do fim de semana

O caminho como modelo não seguiu a diante, mas Cris aproveitou a oportunidade e, hoje, é dona de um bufê com diversos funcionários. “O mundo da moda sem ter alguém que invista em você é complicado. Eu já tinha 22 anos na época, e ficava esperando para ser chamada para trabalhos. Mas não sou uma pessoa frustrada por isso”, falou a empresária que já é mãe de dois filhos, um de 12 e outro de 19 anos.


Ela morou por 13 anos em São Paulo e, como não conseguiu trabalhos como modelo, Cris usou seus novos contados na cidade para conseguir um trabalho como garçonete em um restaurante de luxo. Com esse emprego, ela aprendeu muito e isso a motivou a abrir seu próprio negócio. “Não voltei fracassada para Bangu. Quando Giovanna me descobriu no lixão, eu morava num barraco de dois metros quadrados. Hoje tenho moto, kombi e minha casa, tudo no meu nome. Não estou milionária, mas estou estável.”

Leia Também:  Lidi Lisboa se distrai admirando Mariano e quase bate de cara na porta
Fonte: IG GENTE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA