Momento Entretenimento

Netflix lança documentário sobre álbum de Emicida e história da cultura negra

Publicados

em


source

O rapper Emicida se apresentou em 2019 no Theatro Municipal , em São Paulo. A experiência vai virar um documentário da Netflix e estará disponível na plataforma a partir do dia 8 de dezembro. Com o nome de “AmarElo – É Tudo Pra Ontem”, o filme dirigido por Fred Ouro Preto fala sobre o projeto do álbum do rapper e também aborda os últimos 100 anos da história da cultura negra brasileira. 

Emicida
Divulgação

Emicida ganha documentário a Netflix

O documentário gira em torno do show que aconteceu no teatro histórico. Também serão mostradas entrevistas, cenas de bastidores e animações feitas especialmente para o projeto. O show no Theatro Municial foi considerado um grande marco e Emicida comemorou a conquista na época. 

“Quando eu cheguei aqui, tudo era impossível, qualquer coisa que falávamos era tida como problemática e improvável de se realizar. Hoje, não é mais. E é dessa forma que quero que lembrem do meu nome no futuro, como alguém que sabia que o impossível era grande, mas não maior que si. O palco do Municipal abrigou alguns dos mais importantes movimentos da arte do planeta e acho que caminhamos para ser isso”, declarou o rapper no dia da apresentação.

Leia Também:  Ciúmes, brigas, Giulia Be: o que pode ter motivado a separação de Luan Santana
Fonte: IG GENTE

Propaganda

Momento Entretenimento

Equipe da Globo é mantida refém dentro de igreja evangélica no Pará

Publicados

em


source
Nathália Kahwage é mantida refém dentro de igreja no Pará
Reprodução/TV LIberal

Nathália Kahwage é mantida refém dentro de igreja no Pará


Uma repórter e um cinegrafistas da TV Liberal, afiliada da Globo no Pará, registraram boletim de ocorrência por cárcere privado e ameaças de morte após serem mantidos reféns durante uma reportagem. A equipe fazia uma pauta sobre as enchentes no bairro de Curio-Utinga, em Belém, quando entraram em uma igreja evangélica e acabaram presos lá dentro. As informações são do NaTelinha.

Integrantes da igreja tentaram intimidar os profissionais e impedir que a equipe registrasse imagens dentro do templo. Nas gravações, que foram ao ar no LJ1, telejornal local da TV, é possível ouvir um representante do templo dizendo: “Você não vai sair”. A repórter Nathália Kahwage respondeu: “Eu vou processar […] Que palhaçada é essa? Isso aqui é cárcere privado!”.

Leia Também:  Julia Joia desmistifica padrão de beleza e discute auto-estima em "Zen"

Depois de muita insistência, eles conseguiram sair do local e registraram o B.O. Nathália relatou aos delegados que “tentava andar em direção à porta, porém eles seguravam pelo braço e ombro. As pessoas começaram a tentar tirar a câmera das mãos de Wanderley”. A repórter disse também que “o homem (pastor) passou a ameaçar, dizendo que se se a matéria fosse ao ar doe iria matar Wanderley”. 


Fonte: IG GENTE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA