Momento Esportes

Após 16ª vitória, Robson Conceição vira top-15 mundial dos superpenas

Publicados

em


O pugilista baiano Robson Conceição apareceu na 15ª posição da categoria superpenas (até 58,97 quilos) da Organização Mundial de Boxe (WBO, sigla em inglês) na atualização desta quinta-feira (22). É a primeira vez que o brasileiro de 32 anos aparece no ranking mundial desde que se profissionalizou, em 2016, após a conquista da medalha de ouro na Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016.

A presença de Robson Conceição no top-15 da WBO se deu após a vitória sobre o mexicano Juan Antonio Ahumada, no último dia 10, em Tulsa (Estados Unidos). Foi o 16º triunfo do brasileiro como profissional, sendo o oitavo por nocaute. Ele derrubou o rival no início do sétimo round.

“Minha hora chegou! Vamos ajustar os treinos, planejar o fight camp [período de treinos] nos Estados Unidos e dar show”, comemorou Robson em declaração via assessoria de imprensa à Agência Brasil.

Após a luta em Tulsa e o retorno ao Brasil, Robson tirou 15 dias de folga e retoma os treinos na próxima terça-feira (27). O baiano aguarda a Top Rank, empresa promotora de eventos de boxe com sede em Las Vegas (Estados Unidos) agendar a próxima luta, prevista para agosto. O norte-americano Shakur Stevenson é o líder do ranking masculino dos superpenas na WBO. O atual campeão da categoria entre os homens também é dos Estados Unidos: Jamel Herring.

Leia Também:  City conquista título inglês antecipadamente após derrota do United

Outros dois brasileiros aparecem no top-15 dos respectivos pesos em rankings da WBO. O capixaba Esquiva Falcão é o terceiro dos médios (até 72,58 quilos), enquanto o catarinense Patrick Teixeira é o sexto dos médios-ligeiros (até 69,85 quilos). Este último era detentor do cinturão da categoria até fevereiro, quando foi superado pelo argentino Brian Castano.

Edição: Fábio Lisboa

Propaganda

Momento Esportes

Avaí/Kindermann e Minas Brasília deixam Z4 do Brasileiro Feminino

Publicados

em


Dois jogos abriram na tarde desta quarta-feira (12) a sétima rodada da Série A1 (primeira divisão) do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino. As vitórias de Avaí/Kindermann e Minas Brasília sobre Cruzeiro e Ferroviária, respectivamente, mexeram principalmente com a parte de baixo da classificação.

As Leoas Avaianas receberam as Cabulosas no estádio Carlos Alberto da Costa Neves, em Caçador (SC), e venceram por 3 a 1, dando fim a um jejum de cinco jogos sem triunfos. As catarinenses, que iniciaram a rodada na zona de rebaixamento (Z4), foram a sete pontos e subiram para décimo. As mineiras, com cinco pontos, retornaram ao Z4, na 13ª posição.

Atual vice-campeã nacional, a equipe do Avaí/Kindermann teve mais volume ofensivo ao longo da partida e saiu na frente aos 44 minutos do primeiro tempo. A lateral Carol roubou a bola na intermediária e abriu para Larissa pela esquerda. A atacante invadiu a área e bateu rasteiro para inaugurar o placar. No minuto inicial da segunda etapa, a atacante Lelê lançou Larissa, que dividiu com a goleira Mary Camilo. Na sobra, a atacante Catyellen completou para as redes, aumentando a vantagem da casa.

Leia Também:  Governo anuncia plano de vacinação para atletas olímpicos

Entre os 11 e 12 minutos, a meia cruzeirense Duda teve duas oportunidades de finalização na área, mas parou na goleira Bárbara, que defendeu em dois tempos. As Leoas foram mais eficientes. Aos 17 minutos, Larissa foi derrubada na área pela zagueira Jajá. A própria atacante cobrou e converteu. As mineiras descontaram aos 35 minutos. A meia Vanessa bateu falta na área, a lateral Eskerdinha cruzou rasteiro e a volante Capelinha concluiu para o gol. O placar, porém, não se alterou mais.

No próximo domingo (16), o Cruzeiro recebe o Napoli, também de Caçador (SC), às 17h (horário de Brasília), no Sesc Alterosas, em Belo Horizonte. Já na segunda (17), o Avaí/Kindermann encara o Internacional no estádio Cristo Rei, em São Leopoldo (RS), às 15h.

Minas Brasília vence a primeira

No estádio Ciro Machado do Espírito Santo, o Defelê, em Ceilândia (DF), o Minas Brasília superou a Ferroviária, atual campeã da Libertadores, por 1 a 0. Foi o primeiro triunfo da equipe da capital federal no Brasileiro deste ano, enquanto as Guerreiras Grenás sofreram o segundo terceiro revés. As brasilienses subiram para o 12º lugar, com seis pontos. O clube paulista permanece com dez pontos, na sétima posição, mas pode descer na tabela na sequência da rodada.

O gol da vitória saiu aos 17 minutos do primeiro tempo, em pênalti cometido pela meia Duda, por tocar com a mão na bola dentro da área. A meia Karla Alves bateu e balançou as redes. As paulistas tentaram responder aos 26, em chute da entrada da área da meia Amanda que a goleira Karen salvou com a ponta dos dedos. Aos 35, a meia Aline Milene avançou pela esquerda e mandou na trave. Aos 37, Duda soltou a bomba de fora da área, mas Karen se atirou no canto esquerdo para defender.

Leia Também:  Entidades do futebol inglês apoiam nova lei contra bullying virtual

A partir daí, o Minas conseguiu administrar melhor a pressão da Ferroviária. As grenás tiveram somente outra chance clara, aos 38 minutos do segundo tempo, em chute de Aline Milene, dentro da área, que saiu fraco e ajudou a defesa de Karen. As paulistas subiram as linhas no fim, sem assustar a meta das anfitriãs.

O Minas abre a oitava rodada no sábado (15), às 15h, contra o Botafogo, no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro. No domingo, às 20h, a Ferroviária recebe o São Paulo na Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara (SP).

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA