Momento Esportes

Athletico-PR derrota Cuiabá na Arena da Baixada e se afasta do Z4

Publicados

em


O Athletico-PR derrotou o Cuiabá por 1 a 0 na noite desta sexta-feira (3), na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O único gol do jogo foi marcado por Pedro Rocha aos 12 minutos da etapa final. O atacante aproveitou rebote dado pelo goleiro Walter para mandar a bola para o fundo das redes e definir o placar.

Com esse resultado o Furacão se afastou da zona de rebaixamento. O campeão da Copa Sul-Americana subiu quatro posições e ocupa a 12ª posição com 45 pontos. A diferença para o Z4 é de cinco. Do outro lado, o Dourado tem 43 pontos e é o primeiro clube fora da zona de rebaixamento. No 16º lugar, o time está a 3 pontos de distância do Bahia (que abre o Z4). Os dois times voltam a atuar na segunda-feira (6). O Athletico atuará novamente na Arena da Baixada. Dessa vez o adversário será o Palmeiras. Já o Cuiabá recebe o Fortaleza na Arena Pantanal.

Leia Também:  Botafogo empata com Boavista na abertura do Carioca

Edição: Fábio Lisboa

Propaganda

Momento Esportes

Em jogo com quatro participações do VAR, Brasil e Equador empatam

Publicados

em


Brasil e Equador empataram em 1 a 1 no final da tarde desta quinta-feira (27) em jogo válido pela 15ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar. A partida foi disputada no Estádio Casa Blanca em Quito. Mesmo sem a presença do craque Neymar, o time do técnico Tite aproveitou logo a primeira chance e abriu o placar aos cinco minutos de jogo.

Após da rebatida da defesa, Coutinho cruzou, Matheus Cunha tentou e a bola sobrou para o volante Casemiro abrir o placar. Depois, aos 13 minutos, ocorreu o primeiro lance com a participação do árbitro de vídeo. O atacante Matheus Cunha foi atingido pelo goleiro Domínguez. Após revisão, o árbitro colombiano Wilmar Roldán confirmou que a falta foi fora da área e expulsou o jogador do Equador.

Mas a vantagem do Brasil de jogar com um atleta a mais durou muito pouco. Aos 19 minutos, o lateral-direito Emerson, que já tinha cartão amarelo, acertou Estrada e foi expulso. E, logo na sequência da partida, ocorreu outra participação importante do árbitro de vídeo. Aos 25, o goleiro brasileiro Alisson havia sido expulso depois de atingir Enner Valencia. Mas, Wilmar Roldán acabou voltando atrás e deu apenas o amarelo para o arqueiro da seleção de Tite.

Leia Também:  Campeonato Mineiro: Atlético busca empate com Villa Nova na estreia

No começo da segunda etapa, outra revisão do VAR. Aos 12 minutos, Roldán viu um pisão do atacante Raphinha em Estupiñán dentro da área e marcou pênalti. Só que voltou atrás depois de rever o lance no vídeo. O gol de empate do Equador saiu aos 29 minutos da etapa final. Depois de um cruzamento, Félix Torres subiu junto com Casemiro e mandou de cabeça para o fundo da rede. E, por incrível que pareça, o juiz Wilmar Roldán ainda conseguiu se envolver em mais um lance com o VAR. Aos 45, ele marcou pênalti do goleiro Alisson em cima de Ayrton Preciado. Mas, depois de rever, mudou de ideia e considerou o lance como legal.

Com esse resultado, o Brasil, que já está classificado à Copa do Quatar, continua na liderança das Eliminatórias com 36 pontos. O Equador, em terceiro, com 24 pontos tem a vaga bem encaminhada para o torneio do final deste ano. O Brasil volta a jogar na terça-feira (01/02) contra o Paraguai no Estádio Mineiro em Belo Horizonte. No mesmo dia, o Equador vai até Lima para enfrentar o Peru.

Leia Também:  Presidente da Fifa diz que Copa bienal pode evitar mortes de migrantes

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA