Momento Esportes

Atlético-GO e Botafogo empatam em 1 a 1 no estádio Olímpico

Publicados

em


.
Empate que não foi bom para ninguém. Atlético-GO e Botafogo ficaram no 1 a 1, no Estádio Olímpico, em um jogo marcado pela superioridade das defesas. Com o resultado, o Dragão chegou a 13 pontos, na 13ª posição, mas pode ser ultrapassado pelo Coritiba, que joga contra o Fluminense, na segunda-feira (28). O Glorioso agora tem 11 pontos e segue na zona do rebaixamento, ocupando a 18ª colocação.

O Botafogo começou pressionando o Atlético-GO e teve o domínio da partida até os 15 minutos, quando diminuiu o ritmo. O jogo passou a ser mais equilibrado e as equipes encontravam muita dificuldade de criar uma chance real para abrir o placar. As tentativas eram ou por finalizações de longa distância, ou em cruzamentos na área sem ninguém para definir.

O primeiro gol do jogo saiu de um chute da entrada da área. Vitor Luis arriscou de perna esquerda e a bola bateu na mão do lateral-direito João Victor. Pênalti assinalado pelo árbitro Leandro Vuaden. O próprio Vitor Luis foi para a cobrança, bateu forte, no meio, e abriu o placar para o Alvinegro carioca.

O Atlético-GO precisou de apenas quatro minutos para deixar tudo igual no segundo tempo. Depois de um tiro de meta fraco cobrado por Rafael Forster, Hyuri recebeu a bola, passou para Janderson, que tocou rasteiro na entrada da pequena área. Hyuri apareceu e, de carrinho, empatou a partida.

O gol deixou o jogo mais animado, entretanto, as duas defesas mostraram segurança e deram poucas oportunidades para os adversários. Cada equipe teve apenas uma chance clara de marcar.

Leia Também:  Série D: Apesar de empate, ABC-RN mantém liderança do Grupo 8

Aos 23 minutos, Bruno Nazário deixou Luiz Otávio na cara do gol. O volante teve tempo de escolher o canto e bater forte, mas Jean operou um milagre e fez a defesa em dois tempos. Aos 45 minutos foi a vez do Dragão desperdiçar. Nicolas cruzou a bola na cabeça de Júnior Brandão que, sozinho, jogou para fora.

Na próxima rodada, o Botafogo enfrenta o Fluminense, domingo (4 de outubro), às 11h, no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ). O Atlético-GO visita o Fortaleza, no mesmo dia, às 18h15min, no Castelão, na capital cearense.

Ceará 2 x 2 Goiás

Também neste domingo (27), o Ceará em empatou em 2 a 2 com o Goiás, na Arena Castelão, na capital Fortaleza. Com o resultado o Vozão chegou a 14 pontos, ocupando provisoriamente o 12º lugar na tabela de classificação. Já o Goiás, permanece na zona de rebaixamento: soma nove pontos e, por enquanto, está em 19º lugar. 

Mal começou o primeiro tempo e o meia-central Fernando Sobral mandou uma bomba da entrada da área que acertou o travessão do gol de Tadeu.  E logo depois, ainda no primiero minuto de jogo, o Esmeraldino abriu o placar. Após cruzamento de Vinícius, Breno cabeceou e o goleiro Fernando Prass foi na bola, mas deu rebote, e aí Rafael Moura mandou para o fundo da rede. Após sofrer o primeiro gol, o Ceará teve várias chances de empatar com belas jogadas de Rafael Sobis, Vina e Felipe Silva. Aos 43 saiu, após escanteio, o zagueiro Thiago marcou de cabeça, mas o árbitro anulou, alegando que a bola batida do escanteio fez uma curva por fora da linha. Não valeu. E depois, aos 45, Vina arriscou um belo chute, mas o goleiro Tadeu impediu o empate. 

Na etapa final,  o gol de empate saiu aos 23 minutos, com o  volante Charles: ele arrancou com a bola e, mesmo sem ângulo chutou e balançou a rede para o Vozão. Tudo igual no Olímpico. E a equipe cearense não parou por aí. Destaque para o meia Vina, que aos 23 mandou uma bomba perto do travessão e depois, aos 27, virou o placar para o Ceará, após invadir a área e marcar com categoria. E o Ceará ainda teve chance de ampliar com Caju, que desperdiçou uma chance inacreditável, aos 41 minutos,  dentro da pequena área. E, como diz o ditado, quem não faz, leva. E foi o que aconteceu: aos 45 minutos, após cobrança de falta, o zagueiro David Duarte subiu e marcou o gol de empate do Goiás. Confira AQUI a tabela de classificação da Série A do Campeonato Brasileiro.

 

Leia Também:  Presidente da Fifa, Gianni Infantino, é diagnosticado com covid-19

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Propaganda

Momento Esportes

Vasco perde pênalti, mas bate Caracas no fim pela Sul-Americana

Publicados

em


Foi sofrido, com direito a gol nos minutos finais, marcado por um prata-da-casa com histórico goleador na base, mas pouco aproveitado no time principal. Nesta quarta-feira (28), em São Januário, o atacante Tiago Reis, 21 anos, garantiu a suada vitória por 1 a 0 do Vasco sobre o Caracas, da Venezuela, no jogo de ida do confronto pela segunda fase da Copa Sul-Americana.

O triunfo foi o primeiro do técnico português Ricardo Sá Pinto no comando vascaíno e encerrou um jejum de nove partidas sem vitórias da equipe carioca, que pecou na construção de jogadas ao longo dos 90 minutos e ainda desperdiçou um pênalti no segundo tempo. O resultado dá ao Cruzmaltino a vantagem do empate no duelo de volta, na quarta-feira (4), às 21h30 (horário de Brasília), na capital venezuelana. Se balançar as redes fora de casa, o time brasileiro poderá até perder por um gol de diferença.

O ganhador do confronto pega quem avançar entre Defensa y Justicia, da Argentina, e Sportivo Luqueño, do Paraguai. No primeiro jogo, também nesta quarta, em Luque (Paraguai), os argentinos venceram por 2 a 1. O segundo duelo também será na quarta-feira que vem.

Leia Também:  Com um a menos, Santos segura empate com Ceará pela Copa do Brasil

O Vasco tomou conta do campo defensivo do Caracas, com a posse de bola beirando os 70%, mas apresentou dificuldades no último passe e na finalização, escancarando a falta que o meia Martín Benitez e o atacante German Cano – ambos contundidos – fazem. Aos 18 minutos, na melhor oportunidade da primeira etapa, o meia Leonardo Gil cruzou e o atacante Ribamar, livre, cabeceou por cima. Aos 41, os vascaínos ainda pediram pênalti do lateral Luis Casiani no meia Carlinhos, mas o árbitro peruano Michael Espinoza nada assinalou.

Os cariocas mantiveram a postura ofensiva na etapa final. Aos 12 minutos, Casiani derrubou o lateral Henrique na área. Carlinhos, porém, bateu mal demais a penalidade, fraco e a meia altura, facilitando a defesa do goleiro Beycker Velázquez. Para complicar, o atacante Ygor Catatau – que entrou em campo aos 26 minutos – levou o cartão vermelho 10 minutos depois, após uma sequência de faltas.

Se a opção por Ygor não deu resultado, as entradas do meia Guilherme Parede e do atacante Tiago Reis funcionaram melhor do que a encomenda. Aos 42 minutos, quando o duelo caminhava para o empate, Parede recebeu do também meia Andrey e cruzou para Tiago Reis. O artilheiro da Copa São Paulo de Juniores do ano passado, apenas três minutos depois de ir a campo, aproveitou a assistência para garantir a vitória vascaína.

Leia Também:  Eliminatórias: Conmebol confirma datas e horários das próximas rodadas

O Cruzmaltino volta as atenções para a Série A do Campeonato Brasileiro. A equipe carioca visita o Goiás neste domingo (1), às 20h30, pela 19ª rodada da competição. O Vasco é o 17º colocado, primeiro time na zona de rebaixamento, com 18 pontos.

Confira a tabela da Copa Sul-Americana.

Edição: Fábio Massalli

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA