Momento Esportes

Brasileiro: Atlético-MG supera Inter no Beira-Rio com gol relâmpago

Publicados

em


O Atlético-MG emplacou a terceira vitória consecutiva na edição 2021 da Série A do Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira (16), o Galo derrotou o Internacional por 1 a 0 no Beira-Rio, em Porto Alegre, na abertura da quarta rodada da competição.

Mesmo com vários desfalques, sendo quatro só por convocações da Copa América, o Alvinegro chegou aos mesmos nove pontos de Fortaleza (que ainda joga na rodada) e Athletico-PR (que teve o duelo contra o Flamengo adiado e ainda não remarcado), que lideram o Brasileiro. O Colorado, com quatro pontos, está na metade de baixo da tabela.

Um minuto é o que precisou o Atlético-MG para abrir o placar. O volante Jair tomou a bola no meio-campo e ligou o contra-ataque com Hulk na direita. O atacante soltou para o meia Nathan, que invadiu a área passando, entre dois marcadores, e finalizou na saída do goleiro Daniel. Em vantagem, o Galo controlou as ações em boa parte da etapa inicial. Nos dez minutos que antecederam o intervalo, o Internacional melhorou e assustou aos 35, em chute para fora do volante Edenilson, após passe de calcanhar do atacante Thiago Galhardo na marca do pênalti.

No segundo tempo, o Colorado teve grande chance logo aos oito minutos. O zagueiro Rever errou na saída de bola e deixou Thiago Galhardo frente a frente com Everson. O atacante driblou o goleiro, mas o lateral Guilherme Arana apareceu na hora certa para afastar o perigo. Aos 17, Maurício – que entrou no lugar do também meia Taison, contundido – recebeu um cruzamento de Galhardo pela direita e, de carrinho, mandou por cima. Os gaúchos se mantiveram no ataque, mas exageraram nas bolas alçadas na área e passaram em branco.

Leia Também:  Histórico: Calderano põe Brasil nas quartas do tênis de mesa em Tóquio

O Inter volta a campo neste domingo (20), às 16h (horário de Brasília), diante do Ceará, no Beira-Rio. O Atlético só joga na próxima segunda-feira (21), às 20h, contra a Chapecoense, no Mineirão.

Empate no Morumbi

O Verdão do Oeste, aliás, somou nesta quarta-feira o segundo ponto no Brasileiro ao empatar por 1 a 1 com o São Paulo no Morumbi, na capital paulista, também pela quarta rodada da competição. O Tricolor tem a mesma pontuação, mas fica à frente dos catarinenses no saldo de gols (-3 a -5) e tem pela frente, no domingo, o clássico com o Santos, às 18h15, na Vila Belmiro, em Santos (SP), pela quinta rodada.

Com apenas um zagueiro de ofício (Bruno Alves) em campo, o São Paulo foi soberano nas ações ofensivas do primeiro tempo até os 41 minutos, quando o meia Rodrigo Nestor foi expulso, com auxílio do árbitro de vídeo. Antes de ficarem com um atleta a menos, os anfitriões já tinham obrigado o goleiro João Paulo a duas boas defesas, acertado o travessão em cabeçada de Bruno Alves e balançado as redes com o atacante Eder, de cabeça, após cruzamento pela direita do meia Emiliano Rigoni, aos 12 minutos.

Leia Também:  Olimpíada: Fernando Scheffer fatura bronze na natação

A Chape, então, equilibrou o jogo. Antes do intervalo, o goleiro Tiago Volpi precisou se esticar no ângulo para evitar um golaço do meia Lima. No segundo tempo, o Tricolor até seguiu com mais presença ofensiva, mas pecando na finalização. Aos 21 minutos, o atacante Pablo teve chance na pequena área, depois de chute cruzado do lateral Wellington. Três minutos depois, veio a punição: Lima cruzou pela direita, a bola desviou no volante Liziero, subiu e sobrou para o atacante Kaio deixar tudo igual, de cabeça.

Os catarinenses quase viraram aos 41. Primeiro com Lima, que acertou a trave em finalização frente a frente com Tiago Volpi. Depois com Kaio, que pegou o rebote, mas teve o chute salvo por Wellington no limite da linha. Nos acréscimos, foi a vez de o São Paulo assustar em um voleio do meia Gabriel Sara que desviou na zaga e parou na trave da Chape. Foi a última oportunidade da partida.

Edição: Fábio Lisboa

Propaganda

Momento Esportes

Stefani e Pigossi vencem de virada e avançam às quartas em Tóquio

Publicados

em


As brasileiras Luisa Stefani e Laura Pigossi avançaram na manhã desta terça-feira (27) às quartas de final da chave de duplas com vitória de virada por 2 sets a 1 sobre as tchecas Karolina Pliskova – número 7 de mundo no ranking de simples da WTA – e Marketa Vondrousova (42ª), que eliminara horas antes a japonesa Naomi Osaka, na chave de simples. Stefani e Pigossi voltam a competir às 3h40 (horário de Brasília) desta quarta (28) contra as norte-americanas Bethanie Mattek-Sands e Jessica Pegula, cabeças de chave número 4 no torneio.

Após perder a primeira parcial por 2/6, a dupla brasileira retomou o controle e deu show em quadra ao fechar os sets seguintes por 6/4 e 13/11, garantindo a classificação.

“Ótima vitória, nos safamos bastante, um jogo duríssimo, uma montanha-russa de emoções. Em boa parte do jogo estava mais para elas, então foi uma grande virada. Muito feliz pela maneira como nos mantivemos lutando, nos recompondo e as coisas começaram a mudar no final do segundo set. Pegamos mais confiança, crescemos, sentimos que o momento veio mais para o nosso lado”, analisou Stefani após a partida, em depoimento à sua assessoria.

E também nesta quarta (28), às 23h, Stefani tem jogo de estreia na dupla mista ao lado do mineiro Marcelo Melo. Parada duríssima contra o número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic que jogará ao lado da compatriota Nina Stojanovi. 

Leia Também:  Olimpíada: Brasil empata com Costa do Marfim no futebol masculino

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA