Momento Esportes

Brasileiro: Ceará domina Inter fora de casa, mas duelo acaba empatado

Publicados

em


No único duelo com gols deste domingo (20) à tarde na Série A do Campeonato Brasileiro, Internacional e Ceará empataram por 1 a 1 no Beira-Rio, em Porto Alegre, pela quinta rodada da competição. As equipes foram a cinco pontos e permanecem no meio da tabela. O Vozão é o 11º colocado e o Colorado é o décimo, por ter saldo de gols inferior.

Apesar de o Ceará ter iniciado o jogo no ataque, foi o Inter quem saiu na frente. Aos cinco minutos, o goleiro Vinícius derrubou o atacante Yuri Alberto com um carrinho na risca da grande área, pela esquerda. O pênalti foi marcado com ajuda do árbitro de vídeo (VAR). O volante Edenilson cobrou e colocou o Colorado à frente.

O Vozão chegou a balançar as redes aos 13 minutos, com Messias, mas o lance foi anulado pelo árbitro Diego Pombo por falta do zagueiro. Aos 27, foi assinalado pênalti de Edenilson por toque de mão na área. Na revisão da jogada no vídeo, porém, o árbitro voltou atrás e anulou a penalidade. Aos 45, enfim, o Alvinegro deixou tudo igual, em bela cobrança de falta do meia Lima, que ainda bateu no travessão antes de entrar.

O Ceará continuou mais agressivo que o Inter na volta do intervalo, mas não transformou a superioridade em gols. Aos 45 minutos da etapa final, o meia Stiven Mendoza teve a chance da virada frente a frente com Daniel, após cruzamento do atacante Hélio, mas o goleiro fez a defesa. Nos acréscimos, o atacante Caio Vidal e o meia Patrick tiveram oportunidades para o Colorado, mas pecaram na finalização, para desespero do técnico Diego Aguirre, anunciado no sábado (19) e que acompanhou o duelo nas tribunas do Beira-Rio.

Leia Também:  Tóquio: oitavas do surfe começam neste domingo com quatro brasileiros

Os times voltam a campo na quinta-feira (24), às 19h (horário de Brasília). O Ceará recebe o Atlético-MG na Arena Castelão, em Fortaleza, enquanto o Inter visita a Chapecoense na Arena Condá, em Chapecó (SC). Os duelos valem pela sexta rodada do Brasileirão.

No outro jogo da tarde, Bahia e Corinthians não saíram do zero no estádio de Pituaçu, em Salvador. O Esquadrão de Aço subiu para oito pontos, e se aproximou do G4. O Timão, com cinco, aparece na parte central da classificação.

O primeiro tempo em Pituaçu foi de pouca inspiração ofensiva. Um chute da entrada da área do meia Mateus Vital, aos 16 minutos, e uma cabeçada do zagueiro Juninho, aos 21, ambos para fora, foram as chances mais claras. Apesar de mais movimentada, a etapa final também foi de poucos lances agudos. Aos 11 minutos, o goleiro Matheus Teixeira salvou o Bahia em cabeçada do meia Ramiro. Aos 44, o meia Thonny Anderson fez o giro na área e finalizou, parando em boa defesa do goleiro Cássio.

Leia Também:  Olimpíada: Ítalo Ferreira faz final do surfe contra Kanoa Igarashi

As equipes também têm compromissos pela sexta rodada na quinta-feira. Às 19h, o Corinthians mede forças com o Sport na Neo Química Arena, em São Paulo. Mais tarde, às 21h30, o Bahia encara o Athletico-PR novamente em Pituaçu.

Mais cedo, no Allianz Parque, em São Paulo, o Palmeiras derrotou o América-MG por 2 a 1, de virada. O resultado subiu o Verdão para a terceira posição, com dez pontos, enquanto os mineiros seguem na vice-lanterna, com um ponto. O novo técnico americano, Vagner Mancini, acompanhou a partida no estádio.

O meia Geovane, aos 37 minutos do primeiro tempo, abriu o marcador para o Coelho em chute da entrada da área. No lance seguinte, o atacante Willian empatou de cabeça. Os mineiros tiveram a chance de voltar à frente aos 49, mas o goleiro Jailson defendeu o pênalti batido pelo atacante Ademir e o rebote, que sobrou nos pés de Geovane. Nos acréscimos da etapa final, Willian garantiu o triunfo dos anfitriões em arremate no ângulo, após entrar na área pela esquerda e receber passe do também atacante Luiz Adriano.

O Palmeiras volta a campo pela sexta rodada nesta quarta-feira (23), às 19h, diante do Red Bull Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Na quinta-feira, às 16h, o América recebe o Juventude no Independência, em Belo Horizonte.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Propaganda

Momento Esportes

Brasil ganha ouro no surfe e bronze na natação

Publicados

em


No quinto dia de competições na Olimpíada de Tóquio, o destaque brasileiro foi para o potiguar Ítalo Ferreira, que conquistou a primeira medalha de ouro do país no esporte que estreia nos Jogos Olímpicos.

Ítalo Ferreira  - ouro - surfe, Tóquio - Olimpíada Ítalo Ferreira  - ouro - surfe, Tóquio - Olimpíada

Ítalo Ferreira – ouro – surfe, Tóquio – Olimpíada – Jonne Roriz/COB/Direitos reservados

Além disso, na natação, tivemos o bronze do gaúcho Fernando Scheffer na prova de 200 metros livres.

 Fernando Scheffer, Bronze em Tóquo  Fernando Scheffer, Bronze em Tóquo

Fernando Scheffer, Bronze em Tóquo – Satiro Sodré/SSPress/CBDA/Direitos Reservados

No futebol feminino, invictas na competição, as brasileiras enfrentarão as canadenses nas quartas de final no Estádio de Miyagi, na cidade de Rifu, na sexta-feira (30), às 5h (horário de Brasília). A classificação veio após vitória contra Zâmbia por 1 a 0.

Brasil bate a Zâmbia por 1 a 0 na última partida da fase de classificação de Tóquio 2020. Brasil bate a Zâmbia por 1 a 0 na última partida da fase de classificação de Tóquio 2020.

Brasil bate a Zâmbia por 1 a 0 na última partida da fase de classificação de Tóquio 2020. – Sam Robles/CBF/Direitos Reservados

Já no vôlei de praia, tivemos o êxito de Evandro e Bruno Schmidt por 2 sets 0 (21/14 e 21/16). Entretanto, a dupla Ághata e Duda perdeu para as chinesas Wang e Xia por 2 sets 0 (21/18 e 21/14) e Alisson e Álvaro foram derrotados para os norte-americanos Phil Dalhausser e Nick Lucena por 2 sets a 1 (22/24, 21/19 e 13/15).

Evandro e Bruno Schmidt avançam no vôlei de praia Evandro e Bruno Schmidt avançam no vôlei de praia

Evandro e Bruno Schmidt avançam no vôlei de praia – Reuters/Pilar Olivares/Direitos Reservados

No vôlei feminino, as meninas conseguiram uma vitória apertada contra a República Dominicana em sua segunda partida dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020: 3 sets a 2. As brasileiras perderam o primeiro set (por 22/25) e venceram os dois seguintes (25/17 e 25/13), sendo derrotadas novamente no quarto set (23 a 25). O jogo foi decidido duas horas e meia depois no tie-break, por 15 a 12. Com isso, o Brasil garantiu seis pontos e o segundo lugar no grupo A da primeira fase.

 Brasil vence  Dominicanas  Brasil vence  Dominicanas

Brasil vence Dominicanas – REUTERS/Valentyn Ogirenko
Leia Também:  Mirando liderança do Grupo, seleção feminina pega Zâmbia na Olimpíada

No boxe, o peso-pesado Abner Teixeira estreou com vitória e avançou às quartas de final na manhã desta terça-feira (27) contra o número cinco do mundo Chaeavon Clarke (Grã-Bretanha). Estreante em Olimpíadas, o pugilista paulista, de 25 anos, 14º no ranking mundial, ganhou por 4 a 1, na categoria acima de 91 quilos. Todas as lutas do boxe estão ocorrendo na Ryögoku Kokugikan, onde também ocorrem as lutas de sumô na capital japonesa. 

14.07.2021 Jogos Olímpicos Tóquio 2020 - Base de Ota. Treino de Boxe no Ota General. - Abner Teixeira avança às quartas - boxe 14.07.2021 Jogos Olímpicos Tóquio 2020 - Base de Ota. Treino de Boxe no Ota General. - Abner Teixeira avança às quartas - boxe

 Abner Teixeira avança às quartas – boxe – Rafael Bello/COB/Direitos Reservados

No tênis de mesa, o carioca Hugo Calderano classificou o Brasil pela primeira vez às quartas de final do tênis de um torneio olímpico. O atleta, de 25 anos, avançou nos Jogos Olímpicos de Tóquio (Japão) ao vencer por 4 sets a 3 o sul-coreano Jang Woojin, na manhã desta nesta terça-feira (27), com parciais de 11/7, 9/11, 6/11, 11/9, 4/11, 11/5 e 11/6. Calderano volta a competir amanhã (28), às 9h (horário de Brasília), valendo uma vaga na semifinal. O adversário será o alemão Dimitrij Ovtcharov.

Hugo Calderano avança às quartas de final - Tóquio - tênis de mesa - Olimpíada Hugo Calderano avança às quartas de final - Tóquio - tênis de mesa - Olimpíada

Hugo Calderano avança às quartas de final – Tóquio – tênis de mesa – Olimpíada – Wander Roberto/COB/Direitos Reservados

Já o paulista Gustavo Tsuboi, de 36 anos, foi eliminado nas oitavas de final pelo taiwanês Lin Yun Ju, que o venceu por 4 sets a 2. Após perder os três primeiros sets (parciais de 5/11, 7/11, 2/11), Tsuboi reagiu e ganhou duas parciais em seguida (um duplo 11/9), mas no último set acabou sendo superado por 11-13. Esta foi a quarta participação do brasileiro em Olimpíadas.

No Handebol feminino, a seleção brasileira levou a melhor contra a Hungria por 33 a 27, na madrugada desta terça-feira (27) no Ginásio Nacional Yoyogi, em jogo válido pela segunda rodada do Grupo B da Olimpíada de Tóquio (Japão). 

brasil, handebol, seleção feminina, tóquio 2020, olimpíada, hungria brasil, handebol, seleção feminina, tóquio 2020, olimpíada, hungria

Brasil vence Hungria – Reuters/Gonzalo Fuentes/Direitos Reservados
Leia Também:  Daniel Cargnin fatura primeiro bronze do judô brasileiro na Olimpíada

No tênis, as brasileiras Luisa Stefani e Laura Pigossi avançaram na manhã desta terça-feira (27) às quartas de final da chave de duplas com vitória de virada sobre as tchecas Karolina Pliskova – número 7 de mundo no ranking de simples da WTA – e Marketa Vondrousova (42ª), que eliminaram horas antes a japonesa Naomi Osaka, na chave de simples.

Após perder a primeira parcial por 2/6, a dupla brasileira retomou o controle e deu show em quadra ao fechar os sets seguintes por 6/4 e 13/11, garantindo a classificação. Stefani e Pigossi voltam a competir às 3h40 (horário de Brasília) desta quarta (28) contra as norte-americanas Bethanie Mattek-Sands e Jessica Pegula, cabeças de chave número 4 no torneio.

Stefani e Pigossi avançam às quartas - Tóquiio - tênis - duplas Stefani e Pigossi avançam às quartas - Tóquiio - tênis - duplas

Stefani e Pigossi avançam às quartas – Tóquiio – tênis – duplas – Gaspar Nóbrega/COB/Direitos Reservados

O Brasil também marcou presença na disputa do triatlo da Olimpíada de Tóquio (Japão), na Marina de Odaiba, com Vittoria Lopes, que finalizou a prova na 28ª posição, com o tempo de 2h3min9s. 
 

No badminton masculino, Ygor Coelho estreou com vitória no torneio simples. O brasileiro derrotou Georges Julien Paul, da Maurícia, por 2 a 0 (21/5 e 21/16). Já no badminton feminino, Fabiana Silva estreou com derrota. A brasileira enfrentou a ucraniana Maria Ulitina e perdeu por 2 a 0 (14/21 e 20/22)

Badminton - Ygor Coelho Badminton - Ygor Coelho

Badminton – Ygor Coelho – REUTERS/Leonhard Foeger

No judô tivemos duas quedas sem pódio. O brasileiro Eduardo Yudi perdeu na luta de estreia na categoria até 81kg. Já no feminino, Ketleyn Quadros, após vencer duas lutas e perder uma nas eliminatórias, ela foi para repescagem e acabou derrotada pela holandesa Juul Franssen. Ketleyn ficou em sétimo lugar no geral. 

Edição: Marcio Parente

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA