Momento Esportes

Brasileiros fazem jogo duro, mas caem na primeira rodada do US Open

Publicados

em


.

O Brasil não tem mais representantes na chave de simples masculina do US Open. Nesta terça-feira (1), os tenistas Thiago Monteiro e Thiago Wild se despediram na primeira rodada do aberto norte-americano, um dos quatro maiores torneios do circuito mundial, os Grand Slams. Eles foram superados, respectivamente, pelo canadense Félix Auger-Aliassime e pelo britânico Dan Evans.

Monteiro, número um do país e 83º do mundo, vendeu caro a derrota para Auger-Aliassime. Após perder o primeiro set por 6/3, o cearense resistiu ao jogo agressivo do rival, 20º do ranking da Associação de Tenistas Profissionais (ATP), e venceu a parcial seguinte por 7/6, com 9/7 no tie-break. O equilíbrio permaneceu nos sets seguintes, também definidos no tie-break, mas com o canadense (considerado uma das revelações da modalidade na atualidade) levando a melhor, marcando 7/6 (8/6) em ambos.

Esta foi a terceira participação de Monteiro no US Open, novamente caindo na primeira partida. O desempenho, porém, supera o de 2019, quando perdeu do norte-americano Bradley Klahn por 3 a 0. Tanto que no duelo desta terça, contra Auger-Aliassime, cabeça de chave número 15 do torneio, o brasileiro assinalou apenas um ponto a menos que o adversário (148 a 147).

Leia Também:  Copa do Brasil: dois jogos definem primeiros classificados às oitavas

Thiago Wild, por sua vez, fez sua estreia em Grand Slams adultos. Há dois anos, ele foi campeão do US Open na categoria juvenil. Número 113 da ATP, ele foi dominado nos dois primeiros sets por Evans, que ocupa a 28ª posição do ranking mundial e é o cabeça de chave número 23, perdendo por 6/2 e 6/1. O paranaense reagiu na terceira parcial, forçando o tie-break. O britânico, porém, abriu 2 a 0 e manteve a vantagem, fazendo 7/6 (7/5) no terceiro set e fechando o jogo em 3 sets a 0.

O US Open é o primeiro Grand Slam disputado em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19). Desde a chegada aos Estados Unidos, os atletas obedecem a um protocolo de saúde rígido. A competição ocorre sem a presença de torcedores. No caso das duplas, a chave foi reduzida de 64 para 32 parcerias. Alguns nomes importantes do circuito optaram por não disputar o torneio, como o espanhol Rafael Nadal e a canadense Bianca Andreescu, atuais campeões de simples.

Mais Brasil

Quatro tenistas do país seguem na competição, todos nas duplas. Três estreiam nesta quarta-feira (2). No masculino, Marcelo Melo e o polonês Lukazs Kubot, que dividem o sétimo lugar do ranking da ATP e são os cabeças de chave número dois, pegam os belgas Sander Gillé e Joran Vliegen, que ocupam, respectivamente, as posições 36 e 44 do mundo. Já Bruno Soares (27º do mundo) e o croata Mate Pavic (17º) medem forças com o argentino Horácio Zeballos (4º) e o espanhol Marcel Granollers (15º). A previsão é que as partidas iniciem por volta das 14h (de Brasília).

Leia Também:  Novidade na seleção, Ary Borges quer influenciar luta contra racismo

Na chave feminina, a representante brasileira é Luísa Stefani, 39º do ranking da Associação de Tênis Feminino (WTA, na sigla em inglês), que joga ao lado da norte-americana Hayley Carter, 36º do mundo. Por volta das 14h40 (de Brasília), elas encaram as irmãs ucranianas Lyudmyla e Nadiya Kichenok, que ocupam, respectivamente, as posições 35 e 38 da WTA.

A estreia de Marcelo Demoliner (49º do mundo), que forma dupla com o holandês Matwé Middelkoop (62º), será na quinta-feira (3), sem horário definido. Eles terão pela frente o francês Nicolas Mahut (3º) e o alemão Jan-Lennard Struff (48º).

Edição: Fábio Lisboa

Propaganda

Momento Esportes

Copa do Brasil: dois jogos definem primeiros classificados às oitavas

Publicados

em


.

América-MG e Ponte Preta se enfrentam nesta terça-feira (22), às 21h30 (horário de Brasília), na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG), pelo jogo de volta da Quarta Fase da Copa do Brasil. Como a primeira partida terminou em 1 a 1, quem vencer assegura vaga nas oitavas de final. Caso ocorra um novo empate, avança a equipe com melhor desempenho a cobrança de pênaltis. 

Na Série B, os dois clubes concorrem na parte de cima da tabela. A Macaca é a terceira colocada, com 18 pontos, enquanto o Coelho é o quinto, com 17.

No primeiro jogo da noite, às 19h, o Juventude entra em campo para encarar o CRB, no Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL). Com vantagem após vencer o primeiro confronto por 2 a 0, em Caxias do Sul (RS), os gaúchos prosseguem na competição mesmo se perderem por um gol de diferença. Para os alagoanos continuarem sonhando com o título, terão de vencer por três gols de diferença. Se o Galo da Pajuçara ganhar por uma vantagem de dois gols, a classificação às oitavas será definida em disputa de pênaltis.

Os dois clubes também disputam a Série B do Campeonato Brasileiro, e três pontos os separam na tabela. O Juventude é o sétimo colocado, com 16 pontos, e o CRB é o décimo, com 13. A equipe nordestina segue confiante na reviravolta, pois conta com artilheiro da segunda divisão, o atacante Léo Gamalho, com sete gols marcados. Na copa do Brasil, o jogador também vem mostrando serviço:  é o vice-artilheiro, tendo balançado cinco vezes a rede dos adversários. Gamalho fica atrás apenas de Nenê, do Fluminense, com seis gols.

Leia Também:  Novidade na seleção, Ary Borges quer influenciar luta contra racismo

Além da classificação à próxima fase, o clube receberá da CBF a premiação de R$ 2,6 milhões. Confira AQUI a tabela de classificação da Copa do Brasil.

Embates de quarta-feira (23)

A Quarta Fase terá clássico carioca amanhã (23):  Vasco e Botafogo se enfrentam às 21h30, em São Januário. Os alvinegros derrotaram os cruzmaltinos por 1 a 0, no Estádio Nilton Santos. Em caso de empate nesta quarta (23), o Botafogo comandado pelo técnico Paulo Autuori se classifica às oitavas. Já para os vascaínos prosseguirem, terão de vencer por uma vantagem de dois gols. Se ganhar pelo placar mínimo, ao fim dos 90 minutos de jogo, haverá disputa de pênaltis. 

O clássico Vasco e Botafogo será transmitido ao vivo pela Rádio Nacional a partir das 21h. Acompanhe abaixo, com narração de André Luiz Mendes, comentários de Waldir Luiz e reportagens de Mauricio Costa.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA