Momento Esportes

Clubes brasileiros ganham mais 4 milhões de inscritos em redes sociais

Publicados

em


.

A volta do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, no mês de agosto, fizeram com que o crescimento de inscrições nas redes sociais oficiais dos 50 maiores clubes de futebol do Brasil se mantivesse em alta. No período pós-pandemia, o mês de agosto registrou a entrada de 4 milhões de seguidores, o que representa a segunda maior alta, desde janeiro de 2017 – em julho passado foi registrado o recorde histórico de 4,7 milhões de inscrições. Os dados são do ranking digital do IBOPE Repucom, divulgado mensalmente com base em cinco plataformas – Facebook, Twitter, Instagram, YouTube e TikTok.

Desses aplicativos, o TikTok respondeu por 56% de todas as novas inscrições e já conta com 6,2 milhões de seguidores entre os times de futebol do país. O Top 5 do ranking digital de clubes se manteve com Flamengo, Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Santos. Outros destaques foram o Internacional, que com 100 mil novos inscritos superou a Chapecoense e está de volta ao Top 10; o Paraná, que subiu duas posições no ranking e agora está em 32º lugar; e o Campinense, da Paraíba, que ultrapassou o Londrina, do Paraná, e ocupa a 50ª posição, passando a aparecer no ranking digital divulgado.

Os clubes brasileiros ganharam 4 milhões de seguidores no mês de agosto, segundo o ranking divulgado pelo IBOPE RepucomOs clubes brasileiros ganharam 4 milhões de seguidores no mês de agosto, segundo o ranking divulgado pelo IBOPE Repucom

Os clubes brasileiros ganharam 4 milhões de seguidores no mês de agosto, segundo o ranking divulgado pelo IBOPE Repucom – Divulgação / IBOPE Repucom

Leia Também:  Terça cheia na Série B: Cuiabá e Náutico encerra noite de sete jogos

Flamengo supera 35 milhões de seguidores

Pelo 20º mês consecutivo o Flamengo liderou o crescimento mensal, com 980 mil novos inscritos, dos quais 51% no TikTok. O Rubro-Negro foi quem mais cresceu em todas as cinco plataformas usadas para a formulação do ranking e, agora, totaliza 35,2 milhões de seguidores.

Já o Corinthians apresentou seu melhor desempenho mensal em 2020, com 624 mil novos inscritos. O TikTok respondeu por 65% desse número. O Timão, agora, supera a marca de 24,5 milhões de seguidores. Seu grande rival, o Palmeiras, quarto colocado no ranking, também apresentou crescimento recorde em agosto, com 410 mil novos seguidores, quase o resultado da soma de janeiro a julho, quando o Verdão conquistou 426 mil novas inscrições. O Palmeiras tem 11,8 milhões de seguidores, ainda um pouco distante do São Paulo, terceiro colocado, com 15,7 milhões, e que apresentou o quinto melhor desempenho em agosto.

Canal no YouTube impulsiona o Vasco

Mas se o Santos, com 8,7 milhões de seguidores, figura em quinto lugar no ranking digital, quem busca entrar nesse grupo seleto é o Vasco. Ainda atrás do Grêmio, sexto colocado com 8,5 milhões de inscritos em suas redes sociais, o time carioca foi o que apresentou o quarto maior crescimento em agosto, por dois motivos bem específicos: dos 235 mil novos seguidores, 35% vieram da “Vasco TV“, canal oficial no YouTube, e 32% da conta no TikTok. Há dois meses o Vasco figura entre os maiores crescimentos do ranking e já soma mais de 7,7 milhões de seguidores em suas plataformas digitais.

Leia Também:  Série C: invicto em casa, Santa Cruz enfrenta o Jacuipense no Recife

Por Sergio du Bocage, repórter da TV Brasil.

Edição: Verônica Dalcanal

Propaganda

Momento Esportes

Médico alemão admite ter ajudado atletas com doping por vários anos

Publicados

em


Um médico esportivo alemão, identificado apenas como Mark S., que vem sendo julgado por comandar uma rede internacional de doping para atletas, admitiu nesta terça-feira (29) ter ajudado, por anos, atletas com doping sanguíneo, mas disse que não teve lucro. O réu responde por várias acusações, entre elas, a ter colaborado com pelo menos 23 atletas, de oito países, a obterem vantagem injusta ao longo de vários anos.

“Não tive lucro com o doping”, afirmou ele em um comunicado lido por seus advogados no tribunal. O réu também disse que nunca colocou em risco a saúde dos atletas, mas admitiu o doping sanguíneo. “Para mim sempre foi importante não prejudicar a saúde dos atletas”.

O caso é resultado da Operação Bloodletting, em que a polícia invadiu o Campeonato Mundial de Esqui Nórdico na Áustria, em fevereiro de 2019, prendendo atletas poucas horas antes do início de um evento. Mark S. foi preso na Alemanha.

Os promotores dizem que ele está por trás das transfusões de sangue para melhorar o desempenho, principalmente para esquiadores e ciclistas. Eles acreditam que o médico esteve envolvido neste tipo delito, pelo menos desde o final de 2011.

Leia Também:  Jogos de Tóquio: cavaleiro Nilson Moreira obtém um índice para CCE

Quatro outros suspeitos estão em julgamento, acusados de ajudá-lo na coleta e fornecimento de sangue. Se condenado, o médico pode ser colocado atrás das grades por um período de um a dez anos. O julgamento deve continuar até pelo menos meados de dezembro

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA