Momento Esportes

Com lances duvidosos Flamengo vence o Corinthians no Maracanã e avança na Copa do Brasil

Publicados

em

O Flamengo jogou o tempo todo fora de sua zona de conforto na noite desta terça-feira(04) , quando venceu o Corinthians por 1 a 0 para se classificar às quartas de final da Copa do Brasil. No Maracanã, o Rubro-Negro foi pressionado e até surpreendido em certos momentos, mas se ajustou o suficiente para ir às redes com Rodrigo Caio e eliminar o Alvinegro.
 
Classificado, o Flamengo agora aguarda um sorteio para conhecer seu próximo adversário na Copa do Brasil – a definição dos oito sobreviventes acontece nos próximos dias. O Rubro-Negro agora volta as atenções ao Fla-Flu de domingo (9), um dia após o Corinthians visitar o Cruzeiro, também pelo Brasileirão.
 
A intensidade foi fundamental para equilibrar o jogo e compensar alguns erros individuais perigosos. O Corinthians esteve perto do gol nos períodos do jogo em que disputou mais, parecendo sempre um passo à frente dos visitantes. Porém, sofreu quando o Flamengo pensou o jogo. Quando partiu para o desespero com três centroavantes, voltou a perder disputa aérea em sua área e sofreu o gol que sacramentou a eliminação.
 
Quando o Flamengo parecia sufocado e sem alternativas, Éverton Ribeiro levantou falta na área e achou Rodrigo Caio completamente livre para abrir o placar. Tão livre que a arbitragem de campo originalmente marcou impedimento, voltando atrás apenas após Leandro Pedro Vuaden ser corrigido corretamente pelo VAR. Minutos depois, Jadson acertou uma bomba na trave, o que deixou ainda mais claro que não era mesmo o dia do Corinthians.
 
FICHA TÉCNICA FLAMENGO 1 x 0 CORINTHIANS Data: 4 de junho de 2019, terça-feira
 Local: Estádio Jornalista Mário Filho (Maracanã), Rio de Janeiro-RJ
Hora: 21h30 (de Brasília) Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS) Assistentes: Rafael da Silva Alves e Jorge Eduardo Bernardi (ambos do RS) VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
Cartões Amarelos: Léo Duarte e Gabigol (Flamengo); Michel e Clayson (Corinthians) Cartão Vermelho: não houve Gol: Rodrigo Caio aos 42 minutos do segundo tempo (Flamengo)
Flamengo: Diego Alves; Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Piris da Motta, Willian Arão (Ronaldo), Éverton Ribeiro (Berrío) e Diego; Bruno Henrique (Vitinho) e Gabigol. Treinador: Marcelo Salles.
Corinthians: Cássio; Michel, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf (Régis), Junior Urso (Boselli) e Sornoza (Gustagol); Jadson, Clayson e Vagner Love. Treinador: Fábio Carille.
Leia Também:  Fluminense e Junior Barranquilla empatam em 1 a 1 pela Libertadores
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Momento Esportes

América vence Cruzeiro de novo e vai à final do Campeonato Mineiro

Publicados

em


Depois de vencer a partida de ida por 2 a 1, o América bateu o Cruzeiro pela segunda vez na semifinal do Campeonato Mineiro, desta vez por 3 a 1 e se garantiu na  decisão do título dee 2021. O adversário será o Atlético, que se classificou neste sábado (8) ao passar pelo Tombense. Rodolfo, artilheiro da competição com sete gols, marcou duas vezes de pênalti. Matheus Barbosa fez o gol da Raposa, que ainda viu Ramon balançar as redes no último lance e sacramentar a vitória do Coelho.

A partida no Estádio Independência foi bastante movimentada. Foram 35 finalizações no total. No primeiro tempo, após cruzamento da esquerda, Juninho, do América, cabeceou no contrapé do goleiro Fábio, que viu a bola bater na trave. Mais tarde, em uma sobra de um escanteio, Bruno José, do Cruzeiro, acertou um chute forte que tinha as redes como endereço, mas o goleiro Matheus Cavichioli fez defesa sensacional.

Leia Também:  América vence Cruzeiro de novo e vai à final do Campeonato Mineiro

Na reta final da primeira etapa, Bruno José empurrou Eduardo Bauermann dentro da área em cobrança de escanteio. O árbitro de vídeo alertou e o árbitro do campo, Felipe Fernandes de Lima, apitou o pênalti. Rodolfo cobrou e marcou, aos 48.

A desvantagem inicial, somada ao resultado da primeira partida, forçavam o Cruzeiro a ter que marcar três vezes para chegar à final. No começo do segundo tempo, o time conseguiu começar a se aproximar disso.

Aos 18, Matheus Barbosa recebeu cruzamento da esquerda e subiu mais alto que todos para cabecear para o gol, empatando a partida. 

No entanto, logo depois o VAR voltaria a deixar a Raposa em maus lençois. Aos 26, após finalização errada de Ribamar dentro da área, a bola tocou na mão de Ramon. Novamente após consideração do árbitro de vídeo, foi marcado pênalti para o Coelho. Rodolfo cobrou de novo e marcou mais uma vez. Foi o sétimo gol dele no campeonato, se tornando o artilheiro isolado da competição.

Leia Também:  Internacional goleia Juventude e garante vaga na final do Gauchão

Precisando de gols, o Cruzeiro se lançou ao ataque, mas não conseguiu mais marcar. Pelo contrário: no último lance da partida, em contra-ataque aos 50 minutos, Ramon recebeu de frente para o goleiro Fábio, livre e tocou no canto direito para decretar a vitória por 3 a 1.

O América agora tenta chegar ao 17º título mineiro de sua história. Diante do Atlético, por ter feito campanha pior, o Coelho terá que superar a vantagem que o regulamento oferece ao adversário, que joga por dois resultados iguais. O Galo está na 15ª decisão estadual consecutiva e nesta sequência fez duas finais com o América: em 2012, o campeão foi o Atlético e em 2016 deu América.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA