Momento Esportes

Edição 2021 da Maratona de Tóquio é adiada para depois dos Jogos

Publicados

em


A maratona de Tóquio do próximo ano foi remarcada de março para depois dos Jogos Olímpicos por causa das preocupações contínuas causadas pela pandemia do novo coronavírus (covid-19), disseram os organizadores nesta sexta-feira (9).

A corrida estava originalmente marcada para o dia 7 de março, com previsão de participação de cerca de 38 mil corredores.

Mas, por causa das restrições de entrada no Japão, a prova foi adiada para 17 de outubro.

Tóquio é uma das seis maiores maratonas do mundo, junto com Boston, Berlim, Chicago, Nova York e Londres.

As quatro primeiras foram canceladas em 2020 por causa da pandemia, enquanto o evento de Londres foi realizado no último fim de semana apenas com corredores de elite em uma “biosfera controlada e segura” em torno do St. James’s Park.

Leia Também:  Liga Nacional de Futsal: Joinville e Foz Cataratas empatam no sul

O evento 2020 de Tóquio também foi realizado em um formato semelhante em 1º de março.

A decisão de adiar a maratona de Tóquio ocorre em meio a preocupações sobre se os Jogos, que também foram adiados por um ano em razão do surto de coronavírus, pode ser realizada com segurança a partir de 23 de julho de 2021.

Os organizadores propuseram reduzir o número de funcionários nos Jogos do próximo ano e encurtar o período de abertura dos locais de treinamento, como parte de um plano para realizar um evento simplificado em meio à pandemia.

Propaganda

Momento Esportes

Leonardo Santos vence 200 medley com recorde pessoal, na Hungria

Publicados

em


O nadador Leonardo Santos  foi o destaque brasileiro nesta segunda-feira (26) na abertura da quarta etapa da Liga Internacional de Natação (ISL, na sigla em ingês), em Budapeste (Hungria). Integrante do Team Iron masculino, o carioca venceu a prova dos 200 metros medley com o tempo de 01min52seg84. Foi a melhor marca pessoal do atleta e a segunda da temporada. O tempo anterior obtido pelo nadador  foi 1min53seg38, no Mundial de Piscina Curta, em 2018, Hangzhou (China). Leonardo Santos e dois compatriotas – Guilherme Basset e Nicholas Santos – fazem parte do Team Iron, equipe com outros 13 nadadores de várias nacionalidades.
Ontem (25), o Brasil já havia se destacado nas disputas individuais ,com três atletas chegando em terceiro lugar, em três provas distintas.  Luiz Altamir completou os 200 m borboleta em 01min52seg87, Marcelo Chierighini fechou os 100 m livre em 46seg49, e Breno Correia encerrou os 200 m livre  01min43min27, fecharam as provas em terceiro lugar. O trio faz parte da equipe Aqua Centurions, com outros 12 atletas estrangeiros.

O que é a ISL? 

A Liga Internacional de Natação é um evento disputado por equipes de atletas de vários países. A edição deste ano inclui dez etapas classificatórias, todas na capital húngara. Em cada uma delas, os times somam pontos de acordo com a classificação de seus integrantes nas provas. Depois das disputas classificatórias, previstas para ocorrer até o dia 10 de novembro, ocorrerão as semifinais, entre os dias 14 e 16 de novembro. A final está programada para os dias dias 21 e 22 de novembro.  

Leia Também:  Brasileiro Feminino: Corinthians vence Grêmio em Porto Alegre

Confira abaixo os atletas brasileiros e suas respectivas equipes no ISL: 

Brandonn Almeida  (New York Breakers) 

Marco Antonio Ferreira, Fernando Scheffer e Felipe França (LA Current) 

Guilherme Guido e Vinicius Lanza (London Roar)

Guilherme Basseto, Nicholas Santos e Leonardo Santos (Iron Aquatics)

Bruno Fratus (Tokyo King Frogs)

Matheus Santana (DC Trident )

Breno Correia, Marcelo Chierighini, Pedro Spajari, Leonardo de Deus, Luiz Altamir Mello, Gabriel Santos, e Fábio Santi ( Aqua Centurions / masculina)

Larissa Oliveira e Etiene Medeiros (Aqua Centurions / feminina) 

Felipe Lima (Energy Standard)

Jhennifer Conceição Alves (Toronto Titans) 

 

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA