Momento Esportes

Em jogo com quatro participações do VAR, Brasil e Equador empatam

Publicados

em


Brasil e Equador empataram em 1 a 1 no final da tarde desta quinta-feira (27) em jogo válido pela 15ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar. A partida foi disputada no Estádio Casa Blanca em Quito. Mesmo sem a presença do craque Neymar, o time do técnico Tite aproveitou logo a primeira chance e abriu o placar aos cinco minutos de jogo.

Após da rebatida da defesa, Coutinho cruzou, Matheus Cunha tentou e a bola sobrou para o volante Casemiro abrir o placar. Depois, aos 13 minutos, ocorreu o primeiro lance com a participação do árbitro de vídeo. O atacante Matheus Cunha foi atingido pelo goleiro Domínguez. Após revisão, o árbitro colombiano Wilmar Roldán confirmou que a falta foi fora da área e expulsou o jogador do Equador.

Mas a vantagem do Brasil de jogar com um atleta a mais durou muito pouco. Aos 19 minutos, o lateral-direito Emerson, que já tinha cartão amarelo, acertou Estrada e foi expulso. E, logo na sequência da partida, ocorreu outra participação importante do árbitro de vídeo. Aos 25, o goleiro brasileiro Alisson havia sido expulso depois de atingir Enner Valencia. Mas, Wilmar Roldán acabou voltando atrás e deu apenas o amarelo para o arqueiro da seleção de Tite.

Leia Também:  Bragantino perde em casa e se complica na Libertadores

No começo da segunda etapa, outra revisão do VAR. Aos 12 minutos, Roldán viu um pisão do atacante Raphinha em Estupiñán dentro da área e marcou pênalti. Só que voltou atrás depois de rever o lance no vídeo. O gol de empate do Equador saiu aos 29 minutos da etapa final. Depois de um cruzamento, Félix Torres subiu junto com Casemiro e mandou de cabeça para o fundo da rede. E, por incrível que pareça, o juiz Wilmar Roldán ainda conseguiu se envolver em mais um lance com o VAR. Aos 45, ele marcou pênalti do goleiro Alisson em cima de Ayrton Preciado. Mas, depois de rever, mudou de ideia e considerou o lance como legal.

Com esse resultado, o Brasil, que já está classificado à Copa do Quatar, continua na liderança das Eliminatórias com 36 pontos. O Equador, em terceiro, com 24 pontos tem a vaga bem encaminhada para o torneio do final deste ano. O Brasil volta a jogar na terça-feira (01/02) contra o Paraguai no Estádio Mineiro em Belo Horizonte. No mesmo dia, o Equador vai até Lima para enfrentar o Peru.

Leia Também:  Libertadores: Corinthians segura empate com o Boca na Bombonera

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Propaganda

Momento Esportes

Brasil terá 7 árbitros na Copa do Catar, entre eles Neuza Inês Back

Publicados

em

A Fifa anunciou nesta quinta-feira (19) a lista de 129 árbitros que atuarão nas partidas da Copa do Mundo do Catar, sendo sete deles brasileiros. Pela primeira vez a entidade convoca mulheres para o Mundial masculino: serão ao todo seis e entre elas está a catarinense Neuza Inês Back, que atuará como assistente.

Além de Neuza, o Brasil será representado pelos juízes principais Wilton Pereira e Raphael Claus, e quatro assistentes Bruno Pires, Bruno Boschilia, Danilo Manis, e Rodrigo Figueiredo.  

Wilton Pereira - árbitro - juiz - Copa do Mundo - Catar 2022 Wilton Pereira - árbitro - juiz - Copa do Mundo - Catar 2022

Wilton Pereira (foto) e Raphael Claus atuarão como juizes principais na Copa do Catar, com início em 21 de novembro – Cesar Greco/Palmeiras/Direitos Reservados

O número de profissionais do país é recorde na história da arbitragem brasileira. Ao lado da Argentina, o Brasil conta com o maior número de profissionais no Mundial.

“A confiança da FIFA nos dá muito orgulho e confiança para seguirmos trabalhando. Sabemos o tamanho da responsabilidade que nos foi entregue, mas estaremos prontos para atuar no mais alto nível possível, não só na Copa do Mundo, como em nossas competições”, afirmou Wilson Seneme, presidente da Comissão de Arbitragem da CBF. 

Os árbitros escalados pela Fifa terão pela frente uma série de atividades preparatórias, cujo objetivo é padronizar a atuação dos profissionais. Entre elas, estão seminários, análise de vídeos e aulas práticas.

Leia Também:  Boxe: Bia Ferreira atropela italiana e vai à final do Mundial feminino

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA