Momento Esportes

Entidade de defesa dos direitos humanos denuncia morte de lutador

Publicados

em


.

A instituição Iran HRM (Monitor de Direitos Humanos do Irã, em tradução livre) anunciou neste sábado (12) que o lutador Navid Afkari foi executado por enforcamento.

Segundo a agência de notícias Reuters, o lutador de 27 anos recebeu duas penas de morte após ser condenado por matar um segurança a facadas e por outras acusações ligadas a protestos antigoverno no ano de 2018.

Porém, segundo familiares de Afkari e ativistas, o atleta teria sido torturado para fazer uma confissão falsa. Além disso, o advogado do atleta disse que não havia provas da culpa de seu cliente.

Lamento do COI

O Comitê Olímpico Internacional (COI) emitiu uma nota neste sábado lamentando a execução do lutador: “A execução do lutador Navid Afkari no Irã é uma notícia muito triste. O COI está chocado com o anúncio de hoje. Em cartas, Thomas Bach, presidente do COI, fez apelos pessoais diretos ao Líder Supremo e ao Presidente do Irã nesta semana e pediu misericórdia para Navid Afkari, respeitando a soberania da República Islâmica do Irã (…). Nossos pensamentos estão com a família e amigos de Navid Afkari”.

Leia Também:  TRT-RJ suspende Palmeiras e Flamengo devido a infectados pela covid-19

Notícia devastadora

Outra entidade a lamentar a morte do atleta foi a United World Wrestling (Federação Internacional de Wrestling, em tradução livre): “É profundamente perturbador que os apelos de atletas de todo o mundo e todo o trabalho de bastidores da United World Wrestling e da Federação Iraniana de Wrestling, em conjunto com o COI junto e o Comitê Olímpico do Irã, não tenham alcançado nosso objetivo. A notícia é devastadora e toda a comunidade do wrestling lamenta a morte”.

Edição: Fábio Lisboa

Propaganda

Momento Esportes

Após imbróglio judicial, Palmeiras e Flamengo empatam em 1 a 1

Publicados

em


.

Após uma batalha jurídica que teve início na sexta-feira (25) e só terminou dez minutos antes do início da partida da tarde deste domingo (27), as equipes do Palmeiras e Flamengo puderam finalmente entrar em campo, no Allianz Park, em São Paulo, pela 12ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O jogo que por pouco não aconteceu, devido a decisões judiciais e recursos impetrados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) acabou em empate em 1 a 1. O resultado deixou, provisoriamente o Palmeiras na quarta posição, com 19 pontos, e o Flamengo em quarto lugar, com 18. Mas o Santos recebe o Fortaleza, daqui a pouco às 20h30 (horário de Brasília), na Vila Belmiro, em São Paulo, O Peixe, oitavo colocado,  soma 16 pontos , e em caso de vitória, pode embaralhar o G4.

Com 20 jogadores infectados pelo novo coronavírus (covid-19), o Rubro-Negro  mandou a campo uma equipe recheada de garotos e o duelo acabou sendo muito mais parelho do que o cenário prévio apontava. O experiente trio Thiago Maia, Gerson e Arrascaeta, com auxílio do talentoso atacante Pedro comandaram a equipe que, praticamente, não chegou a ser ameaçada no primeiro tempo. Os donos da casa até ficaram mais com a bola: media de 60% para o Verdão. Mas os paulistas abusaram demais da lentidão e não conseguiram criar chances efetivas de gol. Inclusive, quem esteve mais perto de marcar foi o time carioca. Pedro e Arrascaeta colocaram o goleiro Weverton para trabalhar. A melhor chance do Verdão foi só nos acréscimos. Zé Rafael chutou de fora da área e Hugo defendeu.

Na volta do intervalo, as equipes pareciam mais animadas a mostrar um bom futebol. Tanto que, aos nove minutos, o Palmeiras abriu o placar, após uma bela roca de passes: Raphael Veiga tocou para o centroavante Luiz Adriano, que ajeitou para Patick de Paula emendar de primeira, de fora da área, O chute saiu forte e desviou em Thiago Maia, tirando o goleiro Hugo do lance. No entanto, na sequência, um minuto depois, o Rubro-Negro empatou. A jogada começou com Arrascaeta que foi até a linha de fundo e cruzou para trás. Como um bom matador, o centroavante Pedro estava onde deveria, e finalizou com categoria. Tudo igual no Allianz Park. O Palmeira insistiu, e aos 13 minutos, quase passou à frente no placar com Matías Viña, que praticamente colocou a bola na cabeça de Luiz Adriano. O artilheiro do Verdão tocou com força no contrapé do goleiro Hugo que salvou o Flamengo.  Depois foi a vez do Flamengo quase ampliar: aos 23 minutos, Lincoln tabelou com Arrascaeta e encontrou Pedro dentro da área. O artilheiro fez o pivô para o uruguaio Arrascaeta ficar sozinho na marca do pênalti. O chute saiu raspando a trave do gol palmeirense. Depois disso, as duas equipes até tentaram, não não conseguiram mudar o marcador, e jogo terminou mesmo em 1 a 1.

Na próxima rodada do Brasileiro, o Palmeiras recebe o Ceará no sábado (3), no Allianz Parque. O Flamengo joga no Maracanã, no domingo (4), contra o Athletico Paranaense. Mas, antes disso, os dois times têm compromissos pela Libertadores no meio de semana. Flamengo e Independiente del Valle devem jogar no Maracanã na quarta-feira (30), pelo Grupo A. E Palmeiras vai receber o Bolívar no Allianz Parque também na quarta-feira. Confira AQUI a tabela de classificação da Série A do Campeonato Brasileiro.

Leia Também:  Após goleada em casa, Carlos Barbosa alcança vice-liderança da LNF

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA