Momento Esportes

F-1: Hamilton chega a 91 vitórias e iguala recorde de Schumacher

Publicados

em


Lewis Hamilton alcançou neste domingo (11), o recorde de vitórias da Fórmula 1. Quis o destino que ele atingisse o feito justamente na Alemanha, casa do antes único detentor da marca: Michael Schumacher. O inglês liderou o Grande Prêmio de Eifel, no circuito de Nürburgring, praticamente do começo ao fim, para triunfar pela 91ª vez na categoria. De quebra, o piloto da Mercedes está mais perto do sétimo título mundial, o quarto consecutivo.

Lewis Hamilton comemora após vencer a corrida do Grande Prêmio de Fórmula 1 e iguala recorde de 91 vitórias de Michael SchumacherLewis Hamilton comemora após vencer a corrida do Grande Prêmio de Fórmula 1 e iguala recorde de 91 vitórias de Michael Schumacher

Lewis Hamilton comemora após vencer a corrida do Grande Prêmio de Fórmula 1 e igualar recorde de 91 vitórias de Michael Schumacher – BRYN LENNON/Reuters

Hamilton largou na primeira fila, na segunda posição, atrás do companheiro de equipe Valtteri Bottas. Na 12ª volta, o inglês aproveitou erro do finlandês na curva um e assumiu a ponta, mantendo-a até o fim das 60 voltas. O holandês Max Verstappen, da Red Bull, chegou em segundo, com o australiano Daniel Ricciardo, da Renault, completando o pódio. Na premiação, o hexacampeão mundial recebeu o capacete de Schumacher das mãos de Mick, filho do alemão.

Após 11 etapas, Hamilton lidera a edição 2020 da Fórmula 1 com tranquilidade. O inglês soma 230 pontos, contra 161 de Bottas, segundo colocado, e 147 de Verstappen, que desponta em terceiro. O britânico pode igualar, ao final desta temporada, outra marca de Schumacher, que é o recorde de títulos na categoria. Com sete títulos, o alemão é o piloto com mais conquistas.

Já no campeonato de construtores, a Mercedes encabeça a tabela com 391 pontos, ante 211 da Red Bull, e caminha para o sétimo título consecutivo. Para se ter ideia do domínio da equipe alemã em 2020, Hamilton, sozinho, tem mais pontos que a dupla da escuderia austríaca (Verstappen e o tailandês Alexander Albon) junta.

A Fórmula 1 prossegue em 25 de outubro com o Grande Prêmio de Portugal, 12ª etapa da temporada. Na prova que será realizada no Autódromo Internacional do Algarve, na cidade de Portimão, Hamilton pode se isolar como maior vencedor da história da categoria.

Confira a classificação da temporada 2020 da Fórmula 1.

Edição: Aline Leal

Leia Também:  Coluna - Yohansson para a história
Propaganda

Momento Esportes

EUA e Reino Unido denunciam Rússia por ciberataques contra Olimpíada

Publicados

em


O Reino Unido e os Estados Unidos condenaram nesta segunda-feira (19) o que chamaram de ciberataques que teriam sido orquestrados por agentes de serviços de espionagem russos, incluindo tentativas de atingir os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Autoridades britânicas e norte-americanas afirmaram que os ataques foram conduzidos pela Unidade 74455 da agência de espionagem militar russa GRU, também conhecida como Centro Principal de Tecnologias Especiais. O Departamento de Justiça dos EUA afirmou que seis membros da unidade tiveram papéis importantes nos ataques contra alvos que variaram desde a Organização para a Proibição de Armas Químicas às eleições de 2017 na França. As acusações envolvem quatro anos de atividades entre 2015 e 2019.

As autoridades dos EUA não comentaram se o momento da revelação, há poucas semanas da eleição nos Estados Unidos, foi escolhido para alertar sobre a atividade de grupos de hackers apoiados por governos estrangeiros. Já autoridades britânicas afirmaram que os hackers do GRU também conduziram operações de “ciber reconhecimento” contra os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio, que seriam realizados neste ano, mas acabaram sendo adiado para 2021 por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Leia Também:  Bia Haddad conquista quarto torneio de tênis em Portugal

As autoridades britânicas se recusaram a dar mais detalhes sobre os ataques ou a afirmar se foram bem sucedidos, mas disseram que tinham como alvo os organizadores das Olimpíadas, fornecedores e patrocinadores. O secretário do Exterior do Reino Unido, Dominic Raab, afirmou que as “ações do GRU contra as Olimpíadas são cínicas e imprudentes. Condenamos elas nos termos mais fortes possíveis”.

O vice-diretor da polícia federal dos EUA (FBI) David Bowdich afirmou: “O FBI repetidamente tem alertado que a Rússia é um adversário altamente capaz em ciberataques e a informação revelada neste indiciamento ilustra como as atividades cibernéticas da Rússia são invasivas e destrutivas”.

Em dezembro de 2019, a  Rússia foi banida dos Jogos Olímpicos por quatro anos por causa de acusações de doping de seus atletas.

As autoridades britânicas e norte-americanas afirmaram nesta segunda-feira (19) que os hackers russos se envolveram em outros ataques, como o que comprometeu sistemas de computadores dos Jogos de Inverno em 2018, durante a cerimônia de abertura na Coreia do Sul. Este ataque comprometeu centenas de computadores, derrubou acesso à internet e interrompeu as transmissões de mídia.

Leia Também:  Brasileiro conquista bronze inédito na Copa do Mundo de Canoagem

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA