Momento Esportes

Foz e Cascavel buscam reabilitação na Liga Nacional de Futsal

Publicados

em


.

Atrás da primeira vitória na edição 2020 da Liga Nacional de Futsal (LNF), o Foz Cataratas recebe, neste domingo (13), o Cascavel, que tenta a reabilitação após duas derrotas seguidas. A TV Brasil transmite a partida ao vivo, direto do ginásio Costa Cavalcanti, em Foz do Iguaçu (PR), a partir das 11h (horário de Brasília).

Após largar com derrotas para Carlos Barbosa (1 a 2), Joinville (0 a 2) e Marreco (1 a 2), o Foz mostrou poder de reação contra o Atlântico, saindo de uma desvantagem de dois gols para buscar o 2 a 2 em Erechim (RS). O empate rendeu o primeiro ponto ao Azulão das Três Fronteiras, que é o último no Grupo B. A equipe é a atual bicampeã paranaense e a melhor campanha, em nível nacional, foi o terceiro lugar em 2007, ano de estreia na Liga.

Leia Também:  Com vitórias simples, Grêmio e Inter irão às oitavas da Libertadores

“Sabíamos que eles [Atlântico] proporiam o jogo o tempo todo. Focamos mais a marcação, com objetivo de correr o menor risco possível. Era o nosso terceiro jogo na semana, então não teríamos tanta força física para mandar no jogo. Deu certo, até certo ponto. A efetividade tem de ser feita a partir de uma vitória, mas pontuar contra uma equipe forte nos deu uma tranquilidade maior para trabalhar”, avalia o técnico Marlus Socoloviski.

O resultado parece ter realmente virado a chave no Foz, que venceu os dois compromissos seguintes, ambos em casa: pela Liga Paraná (3 a 1 sobre o Dois Vizinhos) e Campeonato Paranaense (3 a 2 contra o Toledo). “A expectativa [para enfrentar o Cascavel] é a melhor possível. Tivemos resultados positivos e esperamos conquistar a primeira vitória [na LNF]”, afirma o goleiro João Paulo, destaque no empate com o Atlântico.

Ao contrário do rival de domingo, o Cascavel atuou pela Liga Paraná na semana retrasada, com vitórias sobre Marechal Rondon (5 a 1) e Palmas (4 a 0), e teve os últimos dias ocupados com os jogos pelo Grupo B da LNF. A Serpente tropeçou fora de casa, contra Carlos Barbosa (2 a 0) e Atlântico (2 a 1). A equipe segue com os mesmos três pontos da estreia, quando derrotou o Marreco, em Francisco Beltrão (PR), por 2 a 1.

Leia Também:  Série C: Santa Cruz e Jacuipense-BA empatam no Arruda

Do time que encerrou a primeira fase em quinto lugar no ano passado, caindo nas oitavas de final para os catarinenses do Joaçaba, ficaram a comissão técnica e cinco atletas. Entre eles o fixo Carlão, capitão e artilheiro do Cascavel em 2020, com seis gols, sendo três pela LNF. O ala Eduardo Jabá, que é um dos 12 reforços trazidos para a temporada, é o principal assistente, com três passes para gol no ano.

Confira a classificação da Liga Nacional de Futsal.

Edição: Fábio Lisboa

Propaganda

Momento Esportes

Botafogo-SP vence Oeste e fica fora do Z4 da Série B

Publicados

em


O Botafogo-SP venceu o Oeste por 1 a 0, na Arena Barueri, quebrando uma sequência de quatro derrotas consecutivas. O Pantera chegou a 11 pontos, saiu provisoriamente da zona do rebaixamento e ainda deixou o rival da noite desta terça-feira (29) na lanterna da Série B do Campeonato Brasileiro, com apenas 6 pontos conquistados. A partida foi marcada pela dificuldade das equipes em criar chances de gol e pela queda de luz da Arena Barueri no primeiro tempo.

Antes do apagão, o Botafogo-SP teve uma boa chance, aos 5 minutos de jogo. Ronald avançou pela direita, entrou na área do Oeste e chutou no canto esquerdo de Caíque França, que espalmou para escanteio. Aos 24 minutos, o goleiro do time da casa fez outra grande defesa. Rafinha recebeu lançamento, cortou pra dentro e chutou cruzado de esquerda, mas Caíque França salvou.

Aos 38 minutos, alguns refletores da Arena Barueri apagaram. Depois de 13 minutos de espera, o jogo recomeçou. O Oeste voltou melhor da parada e passou a ameaçar. Aos 61 minutos, Betinho, de cabeça, completou cruzamento que veio da esquerda e a bola passou perto do gol de Darley. A última chance do primeiro tempo foi do Botafogo. Wellington Tanque dominou na entrada da grande área e chutou no canto esquerdo para Caíque França espalmar.

Leia Também:  Fórmula 1: "Estão tentando me parar", diz Hamilton após punições

O segundo tempo da partida foi ruim tecnicamente. As equipes não conseguiam criar oportunidades e tinham dificuldades de finalizar para o gol. Até que, aos 22 minutos, Ronald avançou pela direita e cruzou na área. A bola sobrou para Rafinha, que dominou e bateu rasteiro, colocado, no canto esquerdo de Caíque França para abrir o placar.

O Oeste tentou responder, mas não oferecia grande perigo ao gol de Darley. O Pantera quase ampliou com Wellington Tanque. Aos 35 minutos, o camisa 9 aproveitou chutão de Robson e finalizou. Caíque França fez a defesa.

Sem forças para empatar, time da casa ainda terminou o duelo com um jogador a menos. Aos 43 minutos, Cauã deu um carrinho por trás em Luketa e recebeu cartão vermelho.

Na próxima rodada, o Oeste enfrenta o Figueirense, sexta-feira (2), às 16h30, no Orlando Scarpelli. O Botafogo-SP recebe o Paraná no mesmo dia, às 21h30, no Estádio Santa Cruz.

Edição: Fábio Massalli

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA