Momento Esportes

Inversão de valores: Vuaden anula gol ilegal do Flamengo e VAR confirma, descaradamente

Publicados

em

 

    O árbitro de vídeo (VAR, na sigla em inglês) voltou a interferir,  ilegalmente, num jogo do Campeonato brasileiro de futebol.  Foi  neste domingo(21), em Itaquera.  Sem pudor e, altamente  tendenciosos, os árbitros que se localizam em esconderijo dos Estádios, desta vez prejudicaram o Corinthians.
 
      As atribuições do VAR  estão,  completamente, equivocadas.  Na ciência da lógica, o  árbitro que conduz o jogo  é quem deveria, na dúvida,  consultar o VAR.  Esse instrumento  colocado em prática pela “gloriosa” FIFA, vem prestando um desserviço ao futebol.
 
     O VAR não poderia, jamais, apitar uma partida de futebol, colocando em cheque as  decisões  de quem tem a responsabilidade de apitar uma partida, no caso o árbitro central do espetáculo. E, quando um árbitro confirma uma decisão ilegal do VAR, está sendo conivente com o erro. É o caso do gaúcho, Leandro Pedro Vuaden(foto), no clássico deste domingo(21) no Itaquerão.
 
      Depois de quase seis minutos de paralisação para análise do VAR, o árbitro Leandro Vuaden validou um gol de Gabriel, já no fim do jogo, determinando o empate em 1 a 1, em jogo válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.
 
     O lance polêmico ocorreu aos 39 do segundo tempo: Willian Arão cabeceou, Cássio deu rebote e Gabigol mandou para a rede, mas o bandeirinha deu impedimento. A validação veio com o VAR. Na opinião do comentarista Sálvio Spinola, a posição de Gabriel era legal, e o VAR acertou ao validar o lance.
 
      Antes,  Clayson havia aberto o placar, no primeiro pênalti do Corinthians em 2019. Com o resultado, o Flamengo fica na terceira posição com 21 pontos, cinco atrás dos líderes Palmeiras e Santos. Já o Corinthians fica em oitavo, com 16 e um jogo a menos do que os rivais mais próximos.
Leia Também:  Brasileiro: Ceará domina Inter fora de casa, mas duelo acaba empatado
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Momento Esportes

Tóquio 2020 proíbe álcool, comemorações e pedidos de autógrafos

Publicados

em


Consumo de álcool, comemorações do tipo ‘bate aqui’ e conversas em voz alta serão proibidos para o número reduzido de portadores de ingresso da Olimpíada que terão acesso aos locais de competição, e os organizadores reconheceram que o “clima de comemoração” será limitado nos Jogos já adiados em um ano devido ao novo coronavírus (covid-19).Decisão de Seiko Hashimoto, presidente do Comitê de Tóquio, levou em conta alerta de autoridades de saúde, segundo as quais a bebida incentivaria contatos e interação em bares.Os organizadores levam adiante os preparativos da Olimpíada, ainda chamada de Tóquio 2020, apesar do grande temor do público japonês de que receber atletas de todo o mundo poderia resultar em mais surtos de covid-19.

Reportagens segundo as quais os organizadores estão cogitando permitir o consumo de álcool nos locais de competição de Olimpíada provocaram revolta nesta semana, e a hashtag “cancelem os Jogos Olímpicos” atraiu dezenas de milhares de tuites.

“Já que o Comitê Organizador quer realizar os Jogos de maneira segura e protegida, é nossa responsabilidade fazê-los acontecer”, disse a presidente da Olimpíada de Tóquio, Seiko Hashimoto, a repórteres nesta quarta-feira (23), um mês antes da cerimônia de abertura de 23 de julho. “Então, se nossos cidadãos têm receios [sobre servir álcool de Olimpíada], acho que teremos que desistir. É por isso que decidimos proibir a venda de álcool.”

A venda de álcool foi limitada dentro e ao redor de Tóquio depois que autoridades de saúde alertaram que beber incentivaria contatos próximos e interação em bares, o que poderia ajudar a disseminar o vírus.

Leia Também:  Athletico-PR vira para cima do Atlético-GO e lidera o Brasileirão

O patrocinador Asahi Breweries disse que concorda com a decisão de proibir a venda de álcool e que a considera natural.

*Reportagem adicional de Antoni Slodkowski, Ju-min Park, Rocky Swift e Ami Miyazaki

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA