Momento Esportes

Jogos precisam ocorrer em 2021 "a qualquer preço", diz Seiko Hashimoto

Publicados

em


.

A Olimpíada de Tóquio precisa ser realizada “a qualquer preço” em 2021, disse a ministra da Olimpíada do Japão, Seiko Hashimoto, nesta terça-feira (8). Falando em uma coletiva de imprensa, Hashimoto disse que os Jogos deveriam acontecer para o bem dos atletas, independentemente dos desafios impostos pela pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Em março, o governo japonês e o Comitê Olímpico Internacional (COI) tomaram a decisão inédita de adiar os Jogos – agendados originalmente para começar em julho deste ano –  para  2021 por causa da pandemia.

“Todos os envolvidos com os Jogos estão trabalhando juntos para se prepararem, e os atletas também estão fazendo esforços consideráveis para o ano que vem”, afirmou  Hashimoto na coletiva.

“Acho que temos que realizar os Jogos a qualquer preço”, acrescentou. “Quero concentrar todos nossos esforços em medidas contra o novo coronavírus.”

Autoridades do governo japonês, do governo municipal de Tóquio e do comitê organizador dos Jogos se reuniram pela primeira vez na semana passada para determinar passos para conter a disseminação da covid-19 no evento.

Leia Também:  Vila Nova derrota Imperatriz pela Série C do Campeonato Brasileiro

Propaganda

Momento Esportes

Luisa Stefani e Hayley Carter estão na final em Estrasburgo

Publicados

em


.

Ao lado da norte-americana Hayley Carter, a brasileira Luisa Stefani, 23 anos, garantiu, nesta quinta-feira (24), uma vaga na decisão do WTA International de Estrasburgo, na França.

A vaga na grande final, que será a quarta decisão de WTA Internacional da carreira da dupla, veio com a vitória sobre a canadense Gabriela Dabrowski e a letã Jelena Ostapenko. A conquista em sets diretos (6/4, 6/3) foi uma revanche já que as rivais desta quinta haviam eliminado a brasileira e a norte-americana no Aberto da Austrália deste ano.

As rivais da final, prevista para sábado, saem do duelo entre a americana Nicole Melichar e a holandesa Demi Schuurs, e a cabeça de chave 3, as japonesas Shuko Aoyama e Ena Shibahara.

Esta é a quarta final de WTA International da carreira de Luisa. Ao lado da americana Carter, ela tem dois títulos, em Tashkent e em Lexington. A brasileira já atinge a posição 32 no ranking de duplas.

 

 

Edição: Lílian Beraldo

Leia Também:  Coluna - A covid-19 encara de frente a Libertadores-20
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA