Momento Esportes

“JUBs 2019 foram um sucesso”, avalia presidente da CBDU

Publicados

em

Os Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) chegaram hoje (27) ao seu último dia. Foram 2,5 mil pessoas, entre atletas e equipe técnica, que desembarcaram em Salvador (BA) para disputar 13 modalidades. Foi o retorno do evento à Bahia depois de 51 anos. Na avaliação do presidente da Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU), Luciano Cabral, os jogos foram um sucesso.

“Nós alcançamos sim o nosso objetivo de reestabelecer o esporte universitário na Bahia, trazer o JUBs para cá e desenvolvermos a competição. Ela foi tecnicamente muito boa, superou as nossas expectativas”, disse Luciano à Agência Brasil. Para ele, outro ponto importante foi ajudar no desenvolvimento do esporte na Bahia.

“A gente sabe que a fase final dos JUBs impulsiona muito o esporte universitário. Quando os JUBs passam por uma cidade, é natural que nos anos que se seguem o esporte universitário comece a crescer. A gente tinha essa necessidade com relação à Bahia.”

Luciano conversou com a reportagem no lobby do hotel onde grande parte das delegações está hospedada. É lá também que foi montado o Boulevard dos Atletas, um espaço de convivência para promover a integração entre universitários de todo o país. No local, shows e jogos como tênis de mesa, totó e futmesa entretinham os jovens atletas em períodos de descanso. Segundo ele, a ideia é investir mais nesse espaço nas próximas edições.

Leia Também:  Uberlândia-MG derruba invencibilidade do Joinville-SC na Série D
Cheerleading estreia nos JUBs e mostra evolução da modalidade no Brasil

Cheerleading estreia nos JUBs e mostra evolução da modalidade no Brasil – Washington Alves/Light Press/CBD

“Para que o atleta não fique ocioso na cidade buscando diversão, a gente acaba acolhendo aqui dentro. Não é permitido bebida alcoólica no boulevard, tem um controle. Eles vão se divertir, mas dentro da nossa margem de segurança, de controle. Então, a cada ano a gente investe mais para que eles se interessem mais por esse espaço.”

Na avaliação do presidente da CBDU, os JUBs chegaram ao seu ápice de crescimento. A reunião de milhares de atletas, somando toda a equipe da CBDU envolvida nos jogos, traz uma mobilização muito grande, inviável para muitas cidades do país. O impacto na rede hoteleira, que já chegou disponibilizar 6 mil leitos em uma das últimas edições, além da existência de instalações esportivas, como ginásios e piscinas adequadas, deve ser considerado.

“Tem capitais que já não conseguem suportar isso. Quando você cresce muito o Jubs fase final você cria dificuldades para executar. O que a gente tem feito é aumentar o calendário da CBDU. As modalidades que a gente não consegue inserir no JUBs, a gente vai inserindo no JUBs Modalidades. Temos de futebol de campo, de Rugby, JUBs Raquetes e a edição de Lutas”, conta.

Leia Também:  Com jogadores do futebol inglês, Tite convoca seleção brasileira

Mas uma das modalidades que conquistou seu espaço foi o cheerleading. A modalidade estreou nos JUBs este ano e foi considerada um sucesso. Tanto é que veio para ficar. “Foi uma surpresa. Existia uma discussão se [a modalidade] de fato existia no Brasil, se teríamos equipes participantes, e foi um grande sucesso. Não só em relação às equipes, mas das pessoas que quiseram assistir. Foi uma modalidade que colocamos como teste, mas que garantiu seu espaço no programa em definitivo”.

*O repórter viajou a convite da Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU)

Edição: Bruna Saniele
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Momento Esportes

Uberlândia-MG derruba invencibilidade do Joinville-SC na Série D

Publicados

em


Caiu o último invicto da Série D do Campeonato Brasileiro. Neste domingo (26), o Uberlândia-MG bateu o Joinville-SC por 1 a 0 no Parque do Sabiá e saiu na frente no confronto pelas oitavas de final da competição. A partida em Uberlândia (MG) foi transmitida ao vivo pela TV Brasil.

O duelo de volta será no próximo sábado (2), às 15h (horário de Brasília), na Arena Joinville. O Alviverde do Triângulo tem a vantagem do empate. O Tricolor precisa ganhar por dois ou mais gols de saldo para seguir na briga do acesso. Caso os catarinenses triunfem por um gol de diferença e igualem o placar agregado, a decisão da vaga será nos pênaltis.

A primeira chance foi do Joinville, aos 11 minutos, em chute de fora da área do meia Renan Oliveira, que avançou com liberdade pelo meio e finalizou, para defesa do goleiro Rafael Roballo. A partir daí, o Uberlândia foi mais impositivo e esteve mais perto do gol antes do intervalo. Aos 19 minutos, o meia Ingro cruzou rasteiro na esquerda e o atacante Alípio concluiu perto da pequena área, mas o goleiro Rafael Pascoal salvou com o pé.

Leia Também:  Tênis de mesa: Calderano está nas semifinais do 1º torneio pós-Tóquio

Aos 30 minutos, o zagueiro Bruno Maia tentou encobrir o camisa 1 do JEC em cobrança de falta no campo de defesa. O arqueiro quase foi pego de surpresa, mas conseguiu evitar o gol. Nos acréscimos, o lateral Kellyton soltou uma bomba da intermediária, em cobrança de falta, que explodiu no peito de Rafael Pascoal.

O Tricolor iniciou a segunda etapa tentando ser mais agressivo, mas foi o Alviverde do Triângulo quem balançou as redes. Aos 11 minutos, Alípio cobrou escanteio pela esquerda e Ingro, de cabeça, colocou os anfitriões na frente. O segundo quase saiu na sequência, mas Rafael Pascoal salvou o Joinville duas vezes no mesmo lance. Primeiro, o goleiro defendeu o chute de Kellyton, de fora da área. No rebote, salvou a conclusão de Bruno Maia na pequena área.

O Joinville teve uma boa oportunidade para empatar aos 18 minutos, em chute de Paulo Victor na pequena área, após rebote da zaga do Uberlândia, mas o atacante mandou para fora. Os catarinenses passaram a encontrar dificuldades para avançar, ao passo que deixavam espaços para os contra-ataques dos mineiros. Em um deles, aos 40 minutos, o atacante Pedro Vitor invadiu na área pela esquerda e levou a bola para a perna direita, mas chutou por cima da meta. Foi a última chance do jogo.

Leia Também:  CBG convoca seleção para Mundial de ginástica artística em Kitakyushu

Mais Série D

Outras três partidas movimentaram as oitavas de final da Série D neste domingo. Na Arena Ytacoatiara, em Piripiri (PI), o ABC-RN buscou o empate por 1 a 1 com o 4 de Julho-PI. O duelo de volta será no Frasqueirão, em Natal, domingo que vem. Rival do ABC, o América-RN bateu o Moto Club-MA na Arena das Dunas por 1 a 0. Os potiguares têm a vantagem da igualdade daqui uma semana, no Nhozinho Santos, em São Luís. Por fim, no Estádio Albino Turbay, em Cianorte (PR), o time da casa ficou no zero a zero com o Aparecidense-GO. As equipes se reencontram sábado, no Estádio Aníbal Toledo, em Aparecida de Goiânia (GO).

Edição: Fábio Massalli

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA