Momento Esportes

Presença de Wellington Nem para Fluminense x Inter ainda não está definida

Publicados

em

 

   Ainda não é certo que será no próximo sábado(03), contra o Internacional, no Maracanã, que Wellington Nem(foto) será relacionado pela primeira vez para uma partida oficial desde seu retorno ao Fluminense.
 
     O atacante de 27 anos completou nesta quinta-feira uma semana de treinos junto com todo o elenco tricolor, mas a comissão técnica adota cautela para lançá-lo nos jogos em razão do tempo de inatividade. Sua última partida oficial foi em 19 de maio.
 
     O cuidado é para que o jogador alcance o condicionamento ideal e que sua reestreia não seja precoce.  Oriundo do Shakhtar Donetsk, Wellington Nem teve férias após o término da temporada europeia, ao fim de maio, e participou apenas de alguns treinos de pré-temporada no clube ucraniano antes de vir para o Tricolor.
 
     O jogador vem treinando bem e chegou ao Flu em forma. O condicionamento ideal vem do trabalho nos treinamentos e o clube estuda dar mais uma semana de preparação para o jogador.
 
     Sua presença na lista de inscritos para a partida contra o Inter será decidida pelo técnico Fernando Diniz apenas após o treino desta sexta-feira. E, caso seja relacionado, a tendência é que o atacante comece no banco de reservas.
 
     Formado nas categorias de base, em Xerém, e campeão brasileiro pelo Fluminense em 2012, Wellington Nem teve o retorno anunciado em 18 de julho. No dia seguinte já iniciou as atividades no campo. Nos primeiros dias, fez trabalhos específicos em separado. Apenas na quinta-feira passada passou a treinar com junto com o restante do elenco.
Leia Também:  Brasileiro: Ceará domina Inter fora de casa, mas duelo acaba empatado
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Momento Esportes

Tóquio 2020 proíbe álcool, comemorações e pedidos de autógrafos

Publicados

em


Consumo de álcool, comemorações do tipo ‘bate aqui’ e conversas em voz alta serão proibidos para o número reduzido de portadores de ingresso da Olimpíada que terão acesso aos locais de competição, e os organizadores reconheceram que o “clima de comemoração” será limitado nos Jogos já adiados em um ano devido ao novo coronavírus (covid-19).Decisão de Seiko Hashimoto, presidente do Comitê de Tóquio, levou em conta alerta de autoridades de saúde, segundo as quais a bebida incentivaria contatos e interação em bares.Os organizadores levam adiante os preparativos da Olimpíada, ainda chamada de Tóquio 2020, apesar do grande temor do público japonês de que receber atletas de todo o mundo poderia resultar em mais surtos de covid-19.

Reportagens segundo as quais os organizadores estão cogitando permitir o consumo de álcool nos locais de competição de Olimpíada provocaram revolta nesta semana, e a hashtag “cancelem os Jogos Olímpicos” atraiu dezenas de milhares de tuites.

“Já que o Comitê Organizador quer realizar os Jogos de maneira segura e protegida, é nossa responsabilidade fazê-los acontecer”, disse a presidente da Olimpíada de Tóquio, Seiko Hashimoto, a repórteres nesta quarta-feira (23), um mês antes da cerimônia de abertura de 23 de julho. “Então, se nossos cidadãos têm receios [sobre servir álcool de Olimpíada], acho que teremos que desistir. É por isso que decidimos proibir a venda de álcool.”

A venda de álcool foi limitada dentro e ao redor de Tóquio depois que autoridades de saúde alertaram que beber incentivaria contatos próximos e interação em bares, o que poderia ajudar a disseminar o vírus.

Leia Também:  Athletico-PR vira para cima do Atlético-GO e lidera o Brasileirão

O patrocinador Asahi Breweries disse que concorda com a decisão de proibir a venda de álcool e que a considera natural.

*Reportagem adicional de Antoni Slodkowski, Ju-min Park, Rocky Swift e Ami Miyazaki

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA