Momento Esportes

Renault se diz preocupada com “autossabotagem” de Hulk e já estuda opções para 2020

Publicados

em

 

     A vida de Nico Hulkenberg(a esq.) na Renault não está nada fácil. Além de ter visto Daniel Ricciardo chegar ao time comprado a peso de ouro, o alemão está atrás do recém-chegado na tabela de pontos.
 
  Para piorar, Hulk desperdiçou a oportunidade de um primeiro pódio ao errar sozinho, bater a abandonar o GP da Alemanha. A futuro de Nico na equipe, que já era incerto, parece ter ficado ainda mais obscuro.
 
   – Vamos ser honestos, este incidente aconteceu em um período de discussões importantes. Nós estamos considerando outras opções para a próxima temporada. E ele sabe disso. É parte do jogo. É um problema sentimental, porque Nico está conosco pelos últimos três anos – afirmou o chefe do time, Cyril Abiteboul, ao jornal francês "AUTOhebdo.fr".
    
A preocupação de Abiteboul é que Hulkenberg possa estar se sabotando em todas as oportunidades que tem de conquistar um bom resultado.
 
     – Temos a impressão de que quando ele está perto de um bom resultado, seja um sexto lugar ou outra coisa, o resultado escapa porque ele se autossabota. Ele parece não querer trabalhar de maneira psicanalítica sobre esse aspecto. Já conversamos sobre isso porque nos preocupa. Mas a única coisa certa é que com tantos acontecimentos na corrida, não podemos colocar a culpa inteira nele – explica.
 
     Hulkenberg  era o quarto colocado na corrida, atrás de Verstappen, Hamilton e Bottas, quando errou sozinho e abandonou a corrida. Em seguida, a dupla da Mercedes viria a se meter em confusões, com Hamilton terminando em 11º e, Bottas, também batendo sozinho e abandonando.
Leia Também:  Athletico-PR vira para cima do Atlético-GO e lidera o Brasileirão
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Momento Esportes

Tóquio 2020 proíbe álcool, comemorações e pedidos de autógrafos

Publicados

em


Consumo de álcool, comemorações do tipo ‘bate aqui’ e conversas em voz alta serão proibidos para o número reduzido de portadores de ingresso da Olimpíada que terão acesso aos locais de competição, e os organizadores reconheceram que o “clima de comemoração” será limitado nos Jogos já adiados em um ano devido ao novo coronavírus (covid-19).Decisão de Seiko Hashimoto, presidente do Comitê de Tóquio, levou em conta alerta de autoridades de saúde, segundo as quais a bebida incentivaria contatos e interação em bares.Os organizadores levam adiante os preparativos da Olimpíada, ainda chamada de Tóquio 2020, apesar do grande temor do público japonês de que receber atletas de todo o mundo poderia resultar em mais surtos de covid-19.

Reportagens segundo as quais os organizadores estão cogitando permitir o consumo de álcool nos locais de competição de Olimpíada provocaram revolta nesta semana, e a hashtag “cancelem os Jogos Olímpicos” atraiu dezenas de milhares de tuites.

“Já que o Comitê Organizador quer realizar os Jogos de maneira segura e protegida, é nossa responsabilidade fazê-los acontecer”, disse a presidente da Olimpíada de Tóquio, Seiko Hashimoto, a repórteres nesta quarta-feira (23), um mês antes da cerimônia de abertura de 23 de julho. “Então, se nossos cidadãos têm receios [sobre servir álcool de Olimpíada], acho que teremos que desistir. É por isso que decidimos proibir a venda de álcool.”

A venda de álcool foi limitada dentro e ao redor de Tóquio depois que autoridades de saúde alertaram que beber incentivaria contatos próximos e interação em bares, o que poderia ajudar a disseminar o vírus.

Leia Também:  OMS debaterá riscos da covid-19 na Olimpíada com Japão e COI

O patrocinador Asahi Breweries disse que concorda com a decisão de proibir a venda de álcool e que a considera natural.

*Reportagem adicional de Antoni Slodkowski, Ju-min Park, Rocky Swift e Ami Miyazaki

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA