Momento Esportes

Sasha se diz adaptado à variação de Sampaoli e pede foco ao Santos no “dever de casa”

Publicados

em

 

   O atacante Eduardo Sasha é um dos principais responsáveis pela boa fase do Santos no Campeonato Brasileiro.
 
      Artilheiro da equipe no Brasileirão com cinco gols, o camisa 27 tem se destacado no setor ofensivo e ganhou a confiança do técnico Jorge Sampaoli.
 
     No entanto, para virar um homem de confiança no ataque santista, Sasha tem feito mais de uma função e alcançou a principal característica pedida pelo treinador argentino: a versatilidade.
 
     – Tenho jogado tanto no meio quanto aberto. Jogar constantemente causa adaptação e custa um pouco de tempo, sim, mas não é problema. Fiz as duas funções e é algo mais rápido – disse.
 
     Vice-líder do Campeonato Brasileiro, com 26 pontos, ao lado do Palmeiras, o Santos disputa ponto a ponto com o rival a primeira colocação da competição. No entanto, Eduardo Sasha explicou que o time precisa pensar em fazer o "dever de casa", sem pensar no desempenho do time da capital.
 
     – Não pensamos dessa forma, de torcer contra ou a favor para se manter em outras competições e jogar com times alternativos. Pensamos na gente, no dever de casa, não importa como estão se não fizermos o nosso papel. Pensamos só nos três pontos e depois olhamos nossas vitórias e nossa real situação.
 
     Assim, Sasha garantiu que o Santos tem força para desbancar o Palmeiras e buscar "grandes voos" no Brasileirão.
 
     – Estamos concentrados para buscar o melhor. Temos força, elenco, time, treinador, um conjunto que nos fez crescer e nos faz brigar na parte de cima. Trabalhando com pé no chão, vamos buscar grandes voos.
 
     O Santos  treinou nesta quinta(25) e trabalha no CT Rei Pelé até sábado(27), quando encerra a preparação para enfrentar o Avaí, no domingo(28), às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro. O Peixe é o vice-líder do Brasileirão, com 26 pontos, mesma pontuação do Palmeiras, que segue na liderança por conta do saldo de gols.
Leia Também:  Copa América: após folga, seleção treina para enfrentar Colômbia
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Momento Esportes

Tóquio 2020 proíbe álcool, comemorações e pedidos de autógrafos

Publicados

em


Consumo de álcool, comemorações do tipo ‘bate aqui’ e conversas em voz alta serão proibidos para o número reduzido de portadores de ingresso da Olimpíada que terão acesso aos locais de competição, e os organizadores reconheceram que o “clima de comemoração” será limitado nos Jogos já adiados em um ano devido ao novo coronavírus (covid-19).Decisão de Seiko Hashimoto, presidente do Comitê de Tóquio, levou em conta alerta de autoridades de saúde, segundo as quais a bebida incentivaria contatos e interação em bares.Os organizadores levam adiante os preparativos da Olimpíada, ainda chamada de Tóquio 2020, apesar do grande temor do público japonês de que receber atletas de todo o mundo poderia resultar em mais surtos de covid-19.

Reportagens segundo as quais os organizadores estão cogitando permitir o consumo de álcool nos locais de competição de Olimpíada provocaram revolta nesta semana, e a hashtag “cancelem os Jogos Olímpicos” atraiu dezenas de milhares de tuites.

“Já que o Comitê Organizador quer realizar os Jogos de maneira segura e protegida, é nossa responsabilidade fazê-los acontecer”, disse a presidente da Olimpíada de Tóquio, Seiko Hashimoto, a repórteres nesta quarta-feira (23), um mês antes da cerimônia de abertura de 23 de julho. “Então, se nossos cidadãos têm receios [sobre servir álcool de Olimpíada], acho que teremos que desistir. É por isso que decidimos proibir a venda de álcool.”

A venda de álcool foi limitada dentro e ao redor de Tóquio depois que autoridades de saúde alertaram que beber incentivaria contatos próximos e interação em bares, o que poderia ajudar a disseminar o vírus.

Leia Também:  Uefa diz não ter planos de tirar semifinais e final da Euro de Wembley

O patrocinador Asahi Breweries disse que concorda com a decisão de proibir a venda de álcool e que a considera natural.

*Reportagem adicional de Antoni Slodkowski, Ju-min Park, Rocky Swift e Ami Miyazaki

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA