Momento Esportes

Seleção inicia Eliminatórias sem titulares incontestáveis nas laterais

Publicados

em


Uma posição na qual a seleção não tem titulares incontestáveis é na lateral (tanto na direita como na esquerda). E nesta quarta (7), os dois jogadores vistos como principais candidatos a titulares para atuarem na posição na estreia das Eliminatórias para a Copa de 2022 (Catar) falaram em entrevista coletiva por videoconferência, exibida pela CBF TV.

Em busca de espaço na direita

Sem poder contar com o veterano Daniel Alves (São Paulo), que se recupera de lesão, Tite chamou a novidade Gabriel Menino (Palmeiras) e Danilo, que, aos 29 anos e com uma participação em Copa do Mundo no currículo, não é uma novidade, mas ainda busca garantir um espaço cativo na seleção.

E agora, quando se inicia a caminhada em busca da vaga da seleção brasileira no Mundial de 2022, Danilo espera ter um papel importante neste desafio: “Coloco como objetivo o próximo ciclo da seleção brasileira. Penso em trabalhar para estar em todas as convocações e ajudar nas partidas, com o objetivo de estar na Copa do Mundo e poder vencer”.

Leia Também:  PSG empata com Brugge na estreia do trio Messi, Neymar e Mbappé

Porém, o jogador da Juventus (Itália) sabe que, quando se trata de seleção, o torcedor brasileiro não quer apenas vitórias, mas quer triunfos com futebol bonito: “Não é só vencer. Acho importante a forma como se vence, é jogar bem para vencer. Tite sempre bate nessa tecla de jogar bem para vencer (…). A seleção, com a qualidade que tem, se jogar bem, vai vencer a maioria dos jogos”.

Primeira chance na esquerda

Se na direita Danilo chega com certa experiência, na esquerda Renan Lodi está ansioso pela sua primeira partida oficial pela seleção principal (o jogador do Atlético de Madrid disputou quatro amistosos pela equipe em 2019): “Se começar o jogo, vai ser meu primeiro oficial pela seleção brasileira. Vai ser como se fosse o primeiro jogo como profissional. Tenho que fazer o meu aqui, respeitando meus companheiros de posição”.

Mas o jovem, de 22 anos, sabe que terá que realizar mais do que um bom jogo para garantir a titularidade em uma posição que sempre foi ocupada por jogadores de grande qualidade técnica, como Marcelo e Roberto Carlos: “[Quero] pegar esses nomes como exemplos e fazer o meu, respeitando os companheiros nessa disputa sadia, em que todos querem o bem. Estou muito feliz de estar aqui novamente, fazendo quase um ano de seleção. Todos sabem que é uma pressão grande, tem que ter personalidade”.

Leia Também:  Ginastas criticam investigação do FBI sobre casos de abuso sexual

Estreia nas Eliminatórias

Brasil e Bolívia jogam pela primeira rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa de 2022 na próxima sexta-feira (9), às 21h30 (horário de Brasília), na Neo Química Arena, em São Paulo. O duelo seguinte, contra o Peru, será na próxima terça-feira (13), às 21h, em Lima, capital peruana.

Transmissão da Rádio Nacional

Você acompanha Brasil e Bolívia, a partir das 21h30 (horário de Brasília) ao vivo na Rádio Nacional, com locução de André Marques, comentários de Mário Silva, reportagens de Maurício Costa e plantão de Luiz Ferreira. Você escuta a Rádio Nacional aqui:

Edição: Fábio Lisboa

Propaganda

Momento Esportes

Com gol contra, Remo vence Avaí em confronto de Leões pela Série B

Publicados

em


No jogo entre os Leões Azul e da Ilha, melhor para o representante do Pará. Nesta quinta-feira (16), o Remo derrotou o Avaí por 2 a 1 no Baenão, em Belém, pela 24ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

A vitória levou os paraenses aos mesmos 33 pontos do Vasco, ficando atrás do Cruzmaltino pelo saldo de gols e permanecendo na 11ª posição. Os catarinenses, com a derrota, caíram para sexto lugar com 37 pontos, ultrapassados pelo Guarani (que ainda jogará na rodada e soma a mesma pontuação) por terem menos gols marcados.

O primeiro tempo foi de pouca inspiração de ambos os lados. Aos quatro minutos, Getúlio ficou na frente do goleiro Vinícius após desvio de cabeça do também atacante Vinícius Leite, mas bateu na rede pelo lado de fora. A resposta do Remo veio aos 14, em pancada da entrada da área do atacante Matheus Oliveira, que o goleiro Gledson defendeu no reflexo. Aos 43 minutos, quando o jogo caminhava empatado para o intervalo, Matheus Oliveira deixou o atacante Victor Andrade livre na área para finalizar na saída de Gledson e abrir o marcador.

O Avaí empatou na etapa final. Aos dez minutos, Vinícius deu rebote após uma falta batida com força pelo lateral Edilson. Na sequência, Marlon derrubou o atacante Jonathan Copete na área. A infração do zagueiro foi alertada pelo árbitro de vídeo e a penalidade foi marcada. Edilson cobrou, o goleiro defendeu, mas o próprio camisa 2 aproveitou a sobra.

Leia Também:  Com dois de Pedro, Flamengo derrota Grêmio e avança na Copa do Brasil

A igualdade durou apenas 16 minutos. Aos 26, o volante Pingo levantou a bola na área pela esquerda e o zagueiro Fagner Alemão, tentando afastar o perigo, acabou cabeceando contra a própria meta, recolocando o time da casa à frente. A missão catarinense ficou mais difícil aos 31 minutos, quando Edilson recebeu o segundo amarelo e foi expulso ao chutar a bola na direção do banco do Remo. Mesmo com um a menos, o Avaí se lançou ao ataque, mas não teve êxito e ainda cedeu contra-ataques ao Leão Azul, que não aproveitou.

Os dois times voltam a jogar na próxima terça-feira (21). Às 16h (horário de Brasília), o Remo visita o Guarani no Brinco de Ouro, em Campinas (SP). Mais tarde, às 19h, o Avaí recebe o Goiás na Ressacada, em Florianópolis. Os compromissos valem pela 25ª rodada da Série B.

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA