Momento Esportes

Skate brasileiro tem primeiro atleta garantido na Olimpíada de Tóquio

Publicados

em


O paulista Luiz Francisco, conhecido como Luizinho, de 20 anos, é o primeiro atleta do skate brasileiro garantido na Olimpíada de Tóquio (Japão). Nesta terça-feira (12), a World Skate, federação internacional da modalidade, anunciou que o Dew Tour, que será disputado a partir de domingo (16) em Des Moines (Estados Unidos), será o último evento contando pontos para o ranking de classificação olímpica do park, estilo onde a pista tem formato similar ao de uma piscina, com paredes e elementos de rua.

Devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19), a entidade cancelou o Campeonato Mundial de park, previsto inicialmente para o período de 14 a 20 de junho, mas que não tinha local definido. O Dew Tour, portanto, será a última oportunidade de os atletas do estilo somarem pontos e ocuparem um lugar entre os 20 melhores nos rankings masculino e feminino. Luizinho é o número dois do mundo, superado apenas pelo norte-americano Heimana Reynolds, e não perde mais o posto nos Jogos de Tóquio.

“Foram três anos na correria, competindo, viajando. Realmente não foi fácil chegar até aqui. Desde o início era uma coisa que eu queria. Querendo ou não, a Olimpíada é o maior evento que temos de esporte no mundo. Então, fazer parte da primeira seleção brasileira de skate, da primeira Olimpíada com skate, é um marco histórico. Conseguir assinar o meu nome nele é muito gratificante”, comemorou Luizinho em publicação da Confederação Brasileira de Skate (CBSk) no Instagram.

Vice-campeão mundial em 2019, o paulista está reunido com a seleção nacional na Califórnia (Estados Unidos) desde 26 de abril para um período de preparação visando o Dew Tour. Além de Luizinho, a equipe masculina de park conta com Pedro Barros (4º colocado no ranking mundial), Pedro Quintas (6º), Murilo Peres (15º), Mateus Hiroshi (16º) e Héricles Fagundes (27º). O grupo feminino tem Dora Varella (6ª), Isadora Pacheco (10ª), Yndiara Asp (13ª), Victoria Bassi (21ª) e Leticia Gonçalves (24ª).

Leia Também:  Djokovic vence Tsitsipas e é campeão de Roland Garros

A seleção de street, estilo que também será disputado em Tóquio e é praticado em obstáculos de rua, como escadarias ou corrimões, também compete no Dew Tour a partir de domingo. Em seguida, a equipe viaja para Roma (Itália) para o Campeonato Mundial, entre 31 de maio e 6 de junho. O time feminino é formado por Pâmela Rosa (líder do ranking da World Skate), Rayssa Leal (2ª), Leticia Bufoni (4ª), Gabriela Mazetto (8ª), Virginia Fortes Aguas (10ª) e Isabelly Ávila (16ª). O masculino é composto por Kelvin Hoefler (5º do mundo), Giovanni Vianna (15º), Carlos Ribeiro (16º), Lucas Rabelo (19º) e Felipe Gustavo (21º).

Cada país pode levar até 12 atletas à Olimpíada, sendo seis por estilo (três homens e três mulheres em cada). O Brasil possui, atualmente, 18 skatistas neste cenário: nove no feminino (seis no park e três no street) e nove no masculino (quatro no park e cinco no street).

“A conquista da vaga pelo Luizinho representa que o primeiro desses nossos 12 objetivos foi alcançado. É algo que nos emociona e enche de orgulho, tanto pelo Luizinho e pela família dele quanto pelo trabalho que temos realizado”, afirmou Eduardo Musa, presidente da CBSk, em nota à imprensa divulgada pela entidade.

Leia Também:  Brasil erra bastante e perde na Copa América de Basquete feminino

Edição: Fábio Lisboa

Propaganda

Momento Esportes

Brasil abre Copa América com boa vitória sobre a Venezuela

Publicados

em


O Estádio Mané Garrincha, em Brasília, foi palco na noite deste domingo (13) da estreia da seleção brasileira na Copa América de 2021. A equipe nacional fez 3 a 0 na Venezuela pela abertura do Grupo A. Os gols foram marcados pelo zagueiro Marquinhos e pelos atacantes Neymar e Gabriel Barbosa.

Com o resultado, o time verde e amarelo somou os primeiros três pontos e lidera a chave. Ainda neste domingo, às 21h (horário de Brasília), Colômbia e Equador se enfrentam no mesmo grupo na Arena Pantanal. O Peru é o quinto time da chave brasileira e folga nesta rodada inaugural.

Antes do início da partida, ocorreu um rápido cerimonial para abertura da competição. Alguns profissionais da saúde levaram a taça da Copa América até o centro do gramado do Mané Garrincha e o telão do estádio passou imagens alusivas às 10 equipes que participam do torneio e foi organizado um show de fogos de artifício que tomou conta do céu da capital federal.

Com a bola rolando, a primeira partida da Copa América dessa temporada foi totalmente dominada pelo Brasil. Aos sete, quase Richarlison abriu o placar depois de cobrança de escanteio de Neymar. Aos nove, a mesma dupla esteve em ação. Neymar deu um belo lançamento para Richarlison que não conseguiu dominar. Aos 10, Éder Militão por muito pouco não abriu o placar de cabeça. Aos 22, finalmente as redes venezuelanas balançaram. Neymar bateu o escanteio da esquerda e o zagueiro Marquinhos aproveitou o bate e rebate na área para fazer o primeiro gol. Aos 25, Richarlison marcou, mas estava impedido. Aos 29, Neymar fez boa jogada e finalizou rasteiro. A bola passou raspando a trave direita do gol de Graterol.

Na etapa final, o técnico Tite fez duas mudanças, colocando Everton Ribeiro no lugar do Lucas Paquetá e Alex Sandro no lugar de Renan Lodi, e a seleção marcou mais dois gols. Aos 16, o lateral-direito Danilo armou boa jogada e foi derrubado na área. Neymar deslocou o goleiro rival e fez mais um.

Depois, sem forçar muito o ritmo e com Gabriel Barbosa no lugar de Richarlison, Vinícius Júnior na vaga de Gabriel Jesus e Fabinho no lugar de Fred, saiu o terceiro gol aos 43 minutos. Neymar recebeu belo passe de Alex Sandro, driblou o goleiro e largou Gabriel Barbosa sozinho na frente do gol. O atleta do Flamengo empurrou com o peito para o fundo das redes.

A seleção volta a jogar na quinta-feira (17) contra o Peru no Nilton Santos, no Rio de Janeiro. Nesta segunda-feira (14) acontecerão os primeiros dois jogos do grupo A. Argentina e Chile se enfrentam no Nilton Santos, a partir das 18h, e, no Estádio Olímpico de Goiânia, Paraguai e Bolívia se enfrentam a partir das 21h.

Leia Também:  Olimpíada: Brasil avança à final do Pré-Olímpico de nado artístico

Edição: Gustavo Faria

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA