Momento Esportes

Surfe: brasileiro fatura título de duplas em piscina com ondas

Publicados

em


.

Logo na primeira competição de surfe após meses de paralisação e cancelamento do Circuito Mundial de 2020 – por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19) – teve final e pódio brasileiros na Califórnia (Estados Unidos), neste domingo (9). Quem se deu muito bem foi o paulista de Ubatuba (SP) Filipe Toledo que venceu, em parceria com a havaiana Coco Ho, o Desafio de Ondas Artificiais, evento de caridade promovido pelo multicampeão Kelly Slater, na piscina idealizada pelo norte-americano na cidade de Lemoore. A dupla de Filipinho superou o duo da compatriota Tatiana Weston-Webb com o japonês Kanoa Igarashi. 

A decisão do título teve direito a show do paulista que executou dois aéreos de direita,conseguindo nota final de 9,67, que somada à nota 6,57 de Coco, resultou em 16,24.. Já dupla adversária obteve apenas 14,63.  

“Minha última chance, minha última onda, e consegui”, comemorou Toledo ao final da prova, em entrevista ao site da Word Surf League (WSL). E completou: “E tenho que agradecer a Coco, ela foi incrível!”.  A dupla doou o valor da premiação – U$ 10 mil, aproximadamente R$ 50 mil – à Surfrider Foundation, uma Organização Não Governamental (ONG), voltada à proteção do meio ambiente.

Leia Também:  Natação: Fernando Scheffer vai à final dos 200 metros livre em Tóquio

Animado com o resultado, Filipinho comentou no Instagram o retorno às competições.

 
 
 

 
 
 
 
 

 
 

 
 
 

O Brasil continua dominando o surf mundial. No retorno das disputas da World Surf League (WSL) após a quarentena do coronavírus, Filipe Toledo foi o dono da festa neste domingo (9) no ‘Michelob Ultra Pure Gold Rumble at the Ranch’, o evento especial na piscina de ondas criada pelo ícone Kelly Slater. Ele fez dupla com a havaiana Coco Ho e na final superando a dupla que teve outra brasileira, Tatiana Weston-Webb, que também fez bonito na competição com a maior nota feminina, junto com o japonês Kanoa Igarashi. O outro brasileiro na disputa, Adriano de Souza ficou em terceiro lugar com a americana Caroline Marks, sendo superado pela dupla Tati e Kanoa. No sábado, no “aquecimento” para o evento principal, Filipe já havia comemorado o primeiro lugar individual em duplas garantiu a vitória com a maior nota, um 9,67, para somarem 16,24 (com o 6,57 da havaiana) contra 14,63 de Tati e Kanoa. Entrevista de Filipe logo após a vitória. Agradecimentos a Ananda Marçal pelo apoio. PARABÉNS FILIPE, TATI E ADRIANO. #brazilianstorm #brasilcampeao #filipecampeao #filipetoledo

Uma publicação compartilhada por FMA Notícias (@fmanoticias) em 9 de Ago, 2020 às 4:50 PDT

 

Leia Também:  Olimpíada: seleção feminina de vôlei estreia neste domingo em Tóquio

A disputa contou ainda com a participação do campeão mundial (2015) Adriano de Souza, o Mineirinho, em parceria com a norte-americana Caroline Marks, mas o duo foi eliminado na semifinal pelo duo Weston-Webb e Igarashi. O evento reuniu 16 surfistas, divididos em oito duplas mistas. 

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Propaganda

Momento Esportes

Tóquio: Abner Teixeira vence e avança às quartas de final no boxe

Publicados

em


O peso-pesado Abner Teixeira estreou com vitória e avançou às quartas de final  na manhã desta terça-feira (27) contra o número cinco do mundo Chaeavon Clarke (Grã-Bretanha). Estreante em Olimpíadas, o pugilista paulista, de 25 anos, 14º no ranking mundial, ganhou por 4 a 1, na categoria acima de 91 quilos. Todas as lutas do boxe estão ocorrendo na na Ryögoku Kokugikan,onde também ocorrem as lutas de sumô na capital japonesa.

O brasileiro, de 25 anos, volta ao ringue às 7h39 (horário de Brasília) da próxima sexta (30) contra Hussein Ishaish, que eliminou um dos favoritos à medalha de ouro, o equatoriano Julio Castillo. Se vencer, Abner jájá assegura a medalha de bronze. 

Natural de Osasco, Abner descobriu o boxe aos nove anos, ao participar de um projeto social em Sorocaba (SP). Percorria a pé seis quilômetros diariamente até chegar à academia. Hoje, na estreia no ringue olímpico, o paulista começou ganhando o primeiro round por 29 a 28 e perde o seguinte por 27 a 30. Na sequência, Abner foi superior, ganhando por 30-27, 29-28 e 29-28.

Leia Também:  LNF: Campo Mourão goleia Brasília e assume liderança do Grupo C

Próximas estreias

Quarta-feira (28)

2h12 – Keno Marley x vencedor (Shabbos Negmatulloev/Tajiquistão) e  Daxiang Chen/China) – categoria 81 kg

Quinta-feira (29)

5h – Hebert Conceição x vencedor (Ashish Kumar/Índia) x Erbieke Thuoheta/China) – categoria 75 kg

7h24 – Grazielli x vencedora  (Tsukime Namiki/Japão x Catherine Nanziri/Uganda) – categoria 51 kg

Sexta-feira (30)

5h – Bia Ferreira x vencedora (Wu Shih-Yi/Taiwan x Agnes Alexiusson/Suécia) – categoria 60 kg

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA