Momento Esportes

Surto de covid-19 obriga Cabo Verde a desistir de Mundial de Handebol

Publicados

em


A Federação Internacional de Handebol (IHF, sigla em inglês) anunciou nesta segunda-feira (18) a desistência da seleção de Cabo Verde do Campeonato Mundial masculino da modalidade, no Egito. A equipe africana vive um surto de casos do novo coronavírus (covid-19) que a deixou com apenas nove atletas à disposição no elenco. O regulamento prevê um mínimo de dez jogadores aptos para jogar.

O grupo cabo-verdiano viajou com 15 atletas. Quatro deles, porém, foram diagnosticados com a covid-19 ao chegarem no Egito. Com 11 jogadores disponíveis, a seleção estreou com derrota por 34 a 27 para a Hungria. Em nova bateria de testes, antes do segundo jogo, contra a Alemanha, mais dois casos do novo coronavírus foram confirmados, o que impossibilitou a realização da partida, válida pelo Grupo A. Os alemães ganharam por W.O., o equivalente a uma vitória por 10 a 0.

Leia Também:  Paulista quer ser primeiro sul-americano a cruzar Estreito de Tsugaru

O último compromisso de Cabo Verde pela primeira fase seria nesta terça-feira (19), diante do Uruguai. Segundo a nota divulgada pela IHF, “como a seleção encontrava dificuldades para reunir ao menos dez jogadores aptos para competir, conforme o regulamento, a decisão foi por deixar o campeonato”. Ainda de acordo com a federação, o time africano será considerado derrotado por W.O. nos jogos que faria pela Copa Presidente, que reunirá as equipes que não passassem à segunda fase.

Com a desistência, Hungria, Alemanha e Uruguai, demais participantes do Grupo A, estão automaticamente classificados à sequência do Mundial. Os três melhores de cada um dos oito grupos irão à segunda fase, em que as seleções serão divididos em quatro chaves de seis times. As duas melhores equipes de cada grupo prosseguirão às quartas de final.

Futuro brasileiro

Após empates com Espanha e Tunísia, o Brasil decide o futuro no Mundial do Egito nesta terça, às 16h30 (horário de Brasília), contra a Polônia. Os espanhóis lideram o Grupo B com três pontos, acumulando uma vitória (que vale dois pontos) e um empate (um ponto), seguidos por poloneses (uma vitória e uma derrota) e brasileiros, com dois pontos. Os tunisianos estão em último, com um ponto (um empate e uma derrota). Na segunda fase, os times que avançarem dos grupos B e A estarão na mesma chave.

Leia Também:  Magnus e Minas Tênis Clube se enfrentam pela Supercopa de Futsal

Edição: Marcio Parente

Propaganda

Momento Esportes

Minas e Dois Vizinhos brigam por vaga na final da Supercopa de Futsal

Publicados

em


Após a definição do Magnus Sorocaba-SP como o primeiro finalista da Supercopa de Futsal de 2021, Minas Tênis Clube e Dois Vizinhos-PR jogam neste sábado (27), às 11h (horário de Brasília), pela outra vaga na decisão. A partida na Arena Sorocaba, ginásio no interior paulista que recebe o evento, será transmitida ao vivo pela TV Brasil.

O duelo encerra a primeira fase do torneio, iniciado na última quinta-feira (24) e que reúne os campeões de 2020 da Liga Nacional de Futsal (Magnus), da Taça Brasil (Minas) e da Copa do Brasil (Dois Vizinhos). As duas melhores campanhas do triangular avançam à final. O campeão será conhecido neste domingo (28) – outra vez às 11h e com transmissão ao vivo da TV Brasil – e disputará com o Corinthians, ganhador da Supercopa em 2020, o posto de representante do Brasil na Libertadores deste ano. O Timão jogaria a competição sul-americana do ano passado, mas a mesma foi cancelada pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Tanto Dois Vizinhos como Minas foram superados pelo Magnus em suas primeiras partidas no triangular – 1 a 3 e 3 a 7, respectivamente. Por ter melhor saldo de gols (-2 contra -4), a equipe paranaense possui a vantagem do empate. Precisando vencer para se classificar, o time mineiro terá o desfalque do pivô Renatão, expulso na derrota para os sorocabanos.

Leia Também:  Boxe: Bia Ferreira triunfa e avança no Torneio de Strandja

Esta é a sexta edição do torneio, mas a primeira com participação de Minas e Dois Vizinhos. O Magnus esteve na competição em 2018 como representante da sede (Arena Sorocaba) e levou o troféu ao derrotar o Atlântico-RS na final. Atual campeão, o Corinthians é o maior vencedor da Supercopa, com dois títulos (2019 e 2020). Jaraguá-SC (2016) e Carlos Barbosa-RS (2017) são os outros vencedores.

Edição: Carol Jardim

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA