Momento Esportes

Tênis: Bia Haddad vai bem em torneio em Portugal

Publicados

em


.

A tenista brasileira Bia Haddad derrotou nesta quinta (3) a eslovaca Viktoria Morvayova, por duplo 6/2. Com isto, a brasileira avançou às quartas de final do W25 de Montemor-o-Novo, em Portugal.

O torneio é o primeiro do qual a tenista toma parte após 13 meses sem disputar competições profissionais por causa do cumprimento de uma suspensão por doping. Na sexta-feira, Bia terá pela frente a espanhola Marina Bassols Ribera.

 
 
 

 
 
 
 
 

 
 

 
 
 

?Montemor-o-Novo, GRATIDÃO ???? ❤️ ???‍♀️?

Uma publicação compartilhada por biahaddadmaia (@biahaddadmaia) em 1 de Set, 2020 às 11:16 PDT

Além da boa campanha no torneio de simples, a brasileira também avançou nas duplas. Jogando com a portuguesa Maria Inês Fonte, Bia garantiu um lugar na semifinal. A classificação veio após vitória sobre a espanhola Julia Payola e a portuguesa Ana Filipa Santos por 2 sets a 1 (parciais de 6/7 [5/7], 6/4 e 10/7).

Leia Também:  Organizadores de Tóquio propõem redução de funcionários nos Jogos

Brasileiros eliminados

Ainda no W25 de Montemor-o-Novo, Carolina Meligeni e Ingrid Gamarra foram eliminadas. A primeira perdeu para a russa Daria Mishina por 2 sets a 1 (parciais de 6/3, 0/6 e 6/2). Já Ingrid foi superada pela número um do torneio, a britânica Jodie Anna Burrage, por 2 sets a 0 (duplo 6/3).

Já Felipe Meligeni caiu nas duplas no Cordenons Challenger, na Itália. O brasileiro e o espanhol Sergio Martos perderam para o argentino Andrés Molteni e o monegasco Hugo Nys por 2 sets a 0 (parciais de 6/3 e 6/2).

Edição: Fábio Lisboa

Propaganda

Momento Esportes

Regata Santos-Rio terá duelo entre medalhistas da família Grael

Publicados

em


.

A família Grael estará em peso na edição de número 70 da regata Santos-Rio, que tem largada prevista para o dia 23 de outubro. Martine, que brilhou nos Jogos de 2016 (Rio de Janeiro) e venceu um Campeonato Mundial em 2014 ao lado de Kahena Kunze, fará sua terceira participação na regata, que é considerada a mais difícil do país. Pai de Martine, Torben Grael, bicampeão olímpico e dono de cinco medalhas nos Jogos, também marcará presença, assim como Lars Grael, irmão de Torben e tio de Martine, dono de duas medalhas de bronze. Todos estarão em barcos diferentes.

Martine destaca a disputa saudável em família e a experiência a favor de seu pai e tio. Torben tem cinco conquistas como comandante, e Lars um título: “Acho que rola disputa entre todos os barcos. E é claro que todos imaginam ganhar. Mas tenho um respeito enorme pelo meu pai e meu tio, e a experiência dos demais velejadores. Não vou para chegar atrás, mas também não seria nenhum vexame. Aliás, é minha terceira Santos-Rio. E com esse negócio de barco a vela, já viu que experiência conta, e muito”, diz.

Leia Também:  Organizadores de Tóquio propõem redução de funcionários nos Jogos

“A Santos-Rio é a síntese da história da vela de oceano no Brasil. Será minha 18ª participação, fui muito ativo nas décadas de 1980 e 1990, e agora [chego] motivado por tudo que está passando no país e também pela vela de oceano celebrando a 70ª edição dessa regata, que é a mais importante do Brasil”, afirma Lars Grael.

Além deles, já estão confirmados outros grandes nomes da modalidade como Kiko Pelicano, Samuel Gonçalves, Samuel Albrecht, e Henry Boening, o Maguila, proeiro de Robert Scheidt. É esperada a participação de mais de 40 barcos.

Vale lembrar que os veleiros de oceano farão parte do programa dos Jogos Olímpicos de 2024 (Paris), com barcos de 30 pés e dupla mista com um homem e uma mulher como tripulantes. “Será, sem dúvida, um grande evento. Estamos preparando uma competição especial com todos os cuidados e protocolos diante da pandemia do novo coronavírus (covid-19)”, diz Mario Martinez, comodoro da Associação Brasileira de Veleiros de Oceano (ABVO).

Leia Também:  Atlético-GO e Fluminense lutam por vaga na Copa do Brasil

“Todos os campeões da Santos-Rio presentes nessa edição serão homenageados na largada, teremos a presença de uma fragata da Marinha do Brasil, um desfile de barcos a partir das 10h30 na Ponta da Praia em Santos e uma salva de canhão para cada barco vencedor da história da Santos-Rio”, encerra Martinez.

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA