Momento Esportes

Venezuela tem surto de covid-19 antes da estreia na Copa América

Publicados

em


No final da noite desta sexta-feira (11), a Federação Venezuelana de Futebol (FVF) confirmou 12 casos positivos de covid-19 nos integrantes da delegação que está no Brasil para participar da Copa América.

A competição começa neste domingo (13), a partir das 18h (horário de Brasília), com Brasil e Venezuela se enfrentando no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Além desses casos, a seleção do país vizinho já havia deixado de fora da lista Wilker Ángel e Rolf Feltscher, que testaram positivo antes da viagem. O capitão Tomás Rincón, com quadro viral, segue em isolamento em Caracas.

Além desses casos, Juan Otero, atleta do Santos Laguna-MEX, não foi chamado para integrar a seleção colombiana. Na Argentina, o goleiro Franco Armani, que já tinha sido desfalque nas Eliminatórias, continua testando positivo. Apesar de estar assintomático e poder participar da competição de acordo com o regulamento da Conmebol ele ficará de fora desse início do torneio.

Outra baixa importante no torneio é Alexis Sánchez do Chile. Ele apresentou uma lesão muscular e o tempo de recuperação é superior a primeira fase do torneio. Dessa forma, ele segue fazendo tratamento no Chile. No Equador, Carlos Gruezo, que já teve que ser cortado da lista antes do jogo contra o Peru pelas Eliminatórias, ficou fora do grupo da Copa América.

Leia Também:  Série D: Madureira busca reabilitação e São Bento tenta 1ª vitória

Brasil e Venezuela estão no Grupo B. Além deles, Colômbia e Equador também jogam nessa chave às 21h. A seleção peruana é a quinta integrante do grupo e folga na primeira rodada. No grupo A, Argentina e Chile jogam na segunda-feira (14), a partir das 18h. Paraguai e Bolívia fecham a rodada às 21h. Uruguai folga na rodada inicial.

Edição: Gustavo Faria

Propaganda

Momento Esportes

Alison e Álvaro vencem mexicanos e vão às quartas do vôlei de praia

Publicados

em


Alison e Álvaro Filho serão os representantes do Brasil nas quartas de final do vôlei de praia masculino na Olimpíada de Tóquio (Japão). A dupla avançou após vitória sobre os mexicanos Josue Gaxiola e Jose Rubio por 2 sets a 0, com parciais de 21/14 e 21/13, na manhã desta segunda-feira (2), no Parque Shiokaze, na capital japonesa.

Nas quartas de final, às 9h (horário de Brasília) da próxima quarta (4),  os brasileiros vão encarar os letões Martins Plavins e Edgars Tocs, que eliminaram os compatriotas Bruno Schmidt e Evandro nas oitavas de final por 2 sets a 0 (21/19 e 21/18). Os duelos das quartas de final masculinas estão programados para começar às 9h (horário de Brasília).  

Jogo

O primeiro set foi equilibrado apenas até o placar marcar 4 a 4. Em seguida, Alison e Álvaro se impuseram e abriram vantagem de quatro pontos (8 a 4). Entretanto, os mexicanos reagiram e diminuíram para 8 a 6. Foi nesta altura do jogo que os brasileiros emplacaram diferença de seis pontos (14 a 8). O Brasil manteve a superioridade até o final do set, vencendo por 21 a 14.

Leia Também:  Marcus D´Almeida se despede da Olimpíada em 9º no tiro com arco

Assim como no primeiro set, em nenhum momento a dupla brasileira viu seus adversários na frente no placar. Logo no início da segunda parcial, Alison e Álvaro abriram vantagem de quatro pontos (7 a 3). Com tranquilidade, eles conseguiram ampliar botando uma diferença de sete pontos no marcador (18 a 11). A superioridade deles foi até o final do set, que terminou 21 a 13.

Ana Patrícia e Rebecca

Logo mais, ás 22h, as brasileiras  Ana Patrícia e Rebecca disputam as quartas de final contra as suíças Anouk Verge-Depre e Joana Heidrich. A partida será às 22h, no Parque Shiokaze, em Tóquio. 

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA