Momento Esportes

WTA suspende torneios na China por situação de Peng Shuai

Publicados

em


A Associação de Tênis Feminino (WTA) informou nesta quarta-feira (1) que decidiu suspender os torneios na China por causa das preocupações com a segurança da tenista chinesa Peng Shuai, ex-número um do mundo no ranking de duplas.

“Não vejo como posso pedir aos nossos atletas para competirem lá quando Peng Shuai não está autorizada a se comunicar livremente e tem sido aparentemente pressionada a contradizer sua alegação de agressão sexual”, disse o presidente da WTA, Steve Simon, em comunicado.

“Dado o atual estado de coisas, também estou muito preocupado com os riscos que todas as nossas jogadoras e funcionários poderiam enfrentar se realizássemos eventos na China em 2022”, acrescentou.

O paradeiro de Peng tornou-se um assunto de preocupação internacional após ela ter postado uma mensagem em uma rede social alegando que o ex-vice-primeiro-ministro chinês Zhang Gaoli a havia agredido sexualmente.

Leia Também:  Gento, maior campeão europeu e ídolo do Real Madrid, morre aos 88 anos

Em 21 de novembro, o presidente do COI, Thomas Bach, participou de uma videochamada de 30 minutos com Peng (que os apoiadores dizem que pode estar sob coação política), durante a qual ela lhe disse que estava a salvo e com a família e amigos.

Mas Simon, que disse que a decisão de suspender os torneios na China teve o apoio total da diretoria do WTA, não está convencido de que tudo esteja bem com Peng.

“Enquanto agora sabemos onde Peng está, tenho sérias dúvidas de que ela esteja livre, segura e não sujeita a censura, coerção e intimidação”, declarou.

“A WTA foi clara sobre o que é necessário aqui, e repetimos nosso apelo para uma investigação completa e transparente [sem censura] sobre a acusação de agressão sexual de Peng Shuai”, concluiu.

Propaganda

Momento Esportes

Com vitória tranquila, Nadal vai à 3ª rodada do Aberto da Austrália

Publicados

em


Rafael Nadal disse que seu jogo está melhorando a cada partida desde sua volta de um longo período lesionado, após a vitória do espanhol sobre Yannick Hanfmann por 6/2, 6/3 e 6/4 para chegar à terceira rodada do Aberto da Austrália nesta quarta-feira (19).

O único ex-campeão remanescente no torneio masculino em Melbourne Park, Nadal tem 20 títulos de Grand Slam, empatado com o lesionado Roger Federer e com o número um do mundo, Novak Djokovic, que foi deportado da Austrália antes do início do torneio. 

Um segundo título no Aberto da Austrália não apenas quebraria o empate triplo no topo da lista história do esporte, mas também tornaria Nadal o segundo homem a vencer duas vezes os quatro títulos de Grand Slam desde a profissionalização do esporte em 1968. 

Nadal, no entanto, disse repetidamente que seu único objetivo no primeiro torneio de Grand Slam do ano era continuar saudável, em sua volta ao circuito após se recuperar de um longo problema no pé e contrair covid-19 no mês passado. 

“Eu disse antes do início do torneio, as coisas não vão ser perfeitas, mas cada dia que eu passar na quadra, as chances de jogar melhor serão maiores”, disse Nadal, que venceu um torneio de aquecimento para o Aberto da Austrália neste mês, em sua primeira competição desde agosto do ano passado. “Eu acho que estou fazendo as coisas bem. Estou empolgado com o fato de que estarei jogado em uma terceira rodada por mais uma vez aqui, depois de tudo que estou passando. Eu não estou sentindo uma grande pressão sobre os meus ombros, sinceramente. Não sinto isso.”

* É proibida a reprodução deste conteúdo.

Leia Também:  Primeira fase da Copa do Brasil tem confrontos definidos por sorteio
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA