Momento Jurídico

Em parceria com o TSE, Twitter lança recurso para informações sobre as #Eleições2020 e emojis especiais

Publicados

em


O Twitter lança nesta semana, em parceria com o Tribunal Superior Eleitoral (@TSEjusbr), um recurso que dará às pessoas mais acesso a informações sobre as #Eleições2020. Na busca por termos relacionados ao tema na plataforma, o primeiro resultado da pesquisa, apresentado no topo da lista, será uma notificação com um link para página do TSE com dados úteis sobre o processo eleitoral e as medidas sanitárias para a prevenção do contágio pelo novo coronavírus no dia da votação. O serviço tem como intuito deixar a população mais informada a respeito do tema.

Durante o anúncio da parceria, feito nesta sexta-feira (2), o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, agradeceu ao Twitter por se unir à Justiça Eleitoral no enfrentamento da desinformação para que sejam realizadas eleições limpas.

“O Twitter é um dos protagonistas da revolução digital, que trouxe inúmeras coisas boas, mas, como tudo que é novo, precisa de uma educação midiática para que possamos, de forma construtiva, elevar o debate”, disse.

Segundo Barroso, o Twitter dá voz ao cidadão e permite que ele se manifeste em um espaço público. “Nossa parceria valoriza a liberdade de expressão. Esse debate público é muito importante para a democracia, que depende que os eleitores se manifestem a partir do voto, devidamente informados e esclarecidos”, enfatizou Barroso.

Leia Também:  Estado regulamenta lei para dar publicidade a leitos disponíveis do SUS

Democracia

Segundo o presidente do TSE, parte do papel da Justiça Eleitoral é mostrar que uma ideia dita com clareza, verdade e gentileza tem muito mais chance de ganhar adeptos em um espaço público.

“A história é uma missão contínua. Um dos nossos desafios é colocar a tecnologia a serviço do bem, da democracia e de um debate público de qualidade, sem censura, mas combatendo comportamentos inadequados. A verdade não tem dono. Mas mentiras deliberadas e discursos de ódios têm. E são esses que devemos combater”, destacou.

Durante o encontro, o gerente de políticas públicas do Twitter, Fernando Gallo, ressaltou que essa conversa pública que acontece no Twiter nunca é mais importante do que durante as eleições.

“O tema qualidade da informação é muito importante para a integridade das democracias em geral. Acreditamos que alcance político deve ser merecido e não pago. Trabalhar por uma conversa pública de qualidade exige ume esforço de todos nós: empresas, governo e cidadão. Esta parceria com o TSE é fundamental para garantirmos eleições saudáveis e eleitores bem informados”, afirmou Fernando.

Ações

A parceria entre o Twitter e o TSE contempla outras ações, como o apoio à transmissão de eventos ao vivo realizados pelo Tribunal nos momentos-chave do período eleitoral, em especial as coletivas de imprensa concedidas pelo órgão nos dias de votação, de modo a contribuir para a disseminação do conteúdo. A plataforma também amplificará, via perfil do @TwitterBrasil, conteúdo de serviço a eleitores produzido pela conta do TSE.

Leia Também:  Faltam 23 dias: eleitores contam com assistente virtual para tirar dúvidas

Além disso, para incentivar a reunião de conversas sobre as eleições na plataforma, o Twitter também lançou dois emojis exclusivos. Um deles será ativado a partir do uso da hashtag #Eleições2020, para estimular os mais diversos debates em torno do tema.

O segundo é relacionado ao voto. Com a proposta de transmitir à população a força de sua escolha nas urnas, a mensagem de #SeuVotoTemPoder destaca a importância da participação popular no processo eleitoral e é parte da campanha do TSE sobre o assunto.

Também na linha de promover conversas mais saudáveis e de qualidade na plataforma, serão realizadas sessões de treinamentos para as equipes de Comunicação do TSE e dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) sobre as melhores práticas do Twitter, além de treinamento para magistrados e servidores dos Regionais, com explicações sobre o funcionamento da plataforma, as políticas da comunidade e aspectos práticos de contencioso eleitoral.

MM/LC

Fonte: TSE

Propaganda

Momento Jurídico

Prazo para substituição de candidatos termina nesta segunda (26)

Publicados

em


Partidos, coligações e candidatos devem ficar atentos: nesta segunda-feira (26), termina o prazo para o pedido de substituição de candidatos aos cargos de prefeito e de vereador para as Eleições Municipais de 2020.

A Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997) permite que o partido ou a coligação substitua o candidato que for considerado inelegível, renunciar ou falecer após o termo final do prazo do registro ou, ainda, tiver seu registro indeferido ou cancelado.

A substituição pode ser requerida até 20 dias antes do primeiro turno do pleito, ou seja, no caso das Eleições 2020, no dia 15 de novembro, e deve ser feita em até dez dias após o fato que gerou sua necessidade.

A exceção só ocorre em caso de falecimento, caso em que a substituição poderá ser efetivada após essa data, observado, em qualquer situação, o prazo de até dez dias contados do fato – inclusive anulação de convenção – ou da decisão judicial que deu origem à substituição.

Regras

De acordo com a Resolução TSE no 23.609/2019, se o candidato pertencer a uma coligação, a substituição deverá ser feita por decisão da maioria absoluta dos órgãos executivos de direção dos partidos políticos coligados, podendo o substituto ser filiado a qualquer dos partidos que a integram, desde que a legenda à qual pertencia o substituído renuncie ao direito de preferência.

Leia Também:  Ministério Público aciona Estado para que reforme escolas

Se ocorrer substituição após a geração das tabelas para elaboração da lista de candidatos e preparação das urnas, o substituto concorrerá com o nome, número e a fotografia do substituído, sendo destinatário dos votos atribuídos ao substituído.

Na hipótese de substituição, cabe ao partido político ou à coligação do substituto dar ampla divulgação ao fato, para esclarecimento do eleitorado, além da divulgação pela Justiça Eleitoral.

Além disso, será indeferido o pedido de substituição de candidatos quando não forem respeitados os limites mínimo e máximo das candidaturas de cada gênero previstos no artigo 17 da Resolução 23.609.

Confira o Calendário das Eleições 2020 para ficar atento aos prazos.

MM/LC, DM

Fonte: TSE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA