Momento Jurídico

Medidas adotadas pela JE para evitar disseminação da Covid-19 são tema de vídeo para as redes sociais

Publicados

em


.

Assista ao vídeo nas versões em português, inglês e espanhol

As mudanças nas rotinas da Justiça Eleitoral impostas pelo cenário de pandemia da Covid-19 são tema de um vídeo protagonizado pelos ministros Luís Roberto Barroso e Edson Fachin, presidente e vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), além da secretária-geral da Presidência do Tribunal, Aline Osório. O vídeo foi produzido por sugestão do Centro de Assessoria e Promoção Eleitoral do Instituto Interamericano de Direitos Humanos (Capel/IIDH).

O Instituto está compilando peças semelhantes produzidas pelos países-membros para compor uma campanha em suas redes sociais. O objetivo é compartilhar as boas práticas que permitam ativar a cooperação horizontal entre os órgãos eleitorais que fazem parte do IIDH.

A peça foi produzida pelo Núcleo de TV da Assessoria de Comunicação do TSE em três versões: em português, inglês e espanhol. No vídeo, Barroso, Fachin e Aline Osório explicam as medidas que foram adotadas a partir de março deste ano, por meio da norma que instituiu o regime de plantão extraordinário da Justiça Eleitoral.

Leia Também:  Mandetta, Nogueira e Maluf participam de live do TCE-MT nesta quinta-feira, 17

Conforme explicado no vídeo, o teletrabalho para servidores e colaboradores, a realização de sessões de julgamento por videoconferência e a suspensão do uso da identificação biométrica dos eleitores foram algumas das providências adotadas a fim de evitar a disseminação do novo coronavírus entre os servidores da Justiça Eleitoral, os mesários e os eleitores.

Os passos dados pela Justiça Eleitoral para se chegar à proposta de adiamento das Eleições Municipais de 2020, que envolveu a consulta a uma comissão de especialistas e o diálogo com o Congresso Nacional, também mereceram menção especial no vídeo.

“Nós já tomamos medidas e providências de adiar as eleições para escapar do pico da pandemia. Uma eleição nessas circunstâncias exige uma grande quantidade de cuidados para proteger tanto os servidores da Justiça Eleitoral quanto os mesários e os eleitores”, revelou o ministro Luís Roberto Barroso na peça.

RG/LC

Fonte: TSE

Propaganda

Momento Jurídico

Pesquisa de jurisprudência: como solucionar comportamentos atípicos nos resultados

Publicados

em


.

Pesquisa de jurisprudência: como solucionar comportamentos atípicos nos resultados

Nas últimas semanas, a nova página de pesquisa de jurisprudência do Supremo Tribunal Federal passou por diversas atualizações, com o objetivo de oferecer uma melhor experiência aos usuários. Entre as melhorias implementadas, destacam-se a reformulação da pesquisa por legislação, a disponibilização do arquivo PDF das decisões monocráticas assinadas digitalmente e a criação da busca automática por radicais.

Após essas mudanças, alguns usuários têm relatado comportamento atípico da ferramenta: em determinados casos, por exemplo, a lista de resultados não exibe nenhum item, embora os filtros laterais indiquem a existência de resultados. Essas distorções acontecem porque alguns dispositivos continuam armazenando informações (cookies, cache) relativas às versões anteriores da página.

Como resolver?

A solução do problema é simples: o usuário precisa fazer uma limpeza de cookies e cache no seu navegador. Para realizar esse procedimento, consulte os tutoriais do Google Chrome, do Microsoft Edge, do Mozilla Firefox e do Safari.

Uma alternativa temporária à limpeza de cookies e cache é utilizar o navegador em modo anônimo ou privado.

Leia Também:  Clica e Confirma destaca lista de gestores com contas reprovadas pelo Tribunal de Contas da União

Conheça a nova ferramenta

Para conhecer os recursos oferecidos pela nova página de pesquisa de jurisprudência basta consultar o guia rápido, com perguntas e respostas elaborado pela equipe de jurisprudência do Tribunal.

Para informações mais detalhadas sobre o funcionamento da nova plataforma, visite também a página Dicas de pesquisa: clique no ícone em formato de lâmpada, disponível no menu superior da página de pesquisa.

Dê sua opinião

Desde o lançamento, a nova página de pesquisa conta com um canal especialmente destinado a receber a opinião dos usuários. Por meio de um formulário simples e de preenchimento rápido, é possível avaliar a eficiência e a usabilidade da plataforma, compará-la à antiga ferramenta de pesquisa e apresentar críticas e sugestões de aperfeiçoamento.

As respostas ao formulário de avaliação são analisadas diariamente: as críticas e sugestões são selecionadas para estudo e, quando relevantes, podem converter-se em modificações efetivas da página de pesquisa.

O formulário de avaliação da nova página de pesquisa ficará permanentemente à disposição dos usuários. Para acessá-lo, basta clicar sobre o ícone em formato de prancheta, localizado no menu superior direito da página.

Leia Também:  MTI apresenta catálogo de serviços ao Ministério Público

//SDO

 

Fonte: STF

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA