Momento Jurídico

MPMT destaca integração e comemora viabilização de Cetras

Publicados

em


Em meio à crise provocada pelo desmatamento e queimadas em Mato Grosso, uma boa notícia: um dos Centros de Triagem e Reabilitação de Animais Silvestres (Cetras), previsto no plano de ação do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, começou a operar. Localizado no município de Lucas do Rio Verde, a 332 Km de Cuiabá, o funcionamento da unidade conta com auxílio da Prefeitura Municipal de Lucas do Rio Verde e da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, sob a coordenação da Organização Não-Governamental “AMIBEM”. Atualmente 70 animais, vítimas de acidentes, maus tratos e de queimadas, estão sendo atendidos no local.

A presidente da Ong, Roseana Spindeler, explica que a viabilização da obra foi coordenada pela Procuradoria de Justiça Especializada em Defesa do Meio Ambiente e da Ordem Urbanística. Os recursos foram aplicados na construção da sede do caseiro, escritório, ambulatório veterinário, setor de alimentação e a parte elétrica e hidráulica. A câmera fria foi adquirida com recursos repassados pela Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente em Lucas do Rio Verde. Outras Promotorias de Justiça efetuaram destinações para aquisição dos equipamentos do ambulatório e auxílios para a manutenção.

Leia Também:  CNJ institui política de prevenção e enfrentamento ao assédio

INTEGRAÇÃO – Segundo o procurador de Justiça Luiz Alberto Esteves Scaloppe, tem sido fundamental a integração na defesa do meio ambiente. “A somatória de esforços não se resume à construção do Cetras. A articulação e integração dos órgãos que atuam na defesa do meio ambiente também têm alcançado excelentes resultados em outras frentes, em especial contra o desmatamento ilegal e no combate ao incêndio, especialmente ao provocado criminosamente”.

Ele explica que a formação do Comitê Estratégico para o Combate ao Desmatamento Ilegal, à Exploração Florestal Ilegal e aos Incêndios Florestais (CEDIF-MT), uma coordenação com todos os órgãos envolvidos no combate ao desmatamento e ao incêndio florestal, foi fundamental para responder à crise ambiental atual, inclusive com a articulação com as Ong´s que foram vitais para o atendimento à fauna silvestre ameaçada.

O procurador de Justiça destaca, por exemplo, a aplicação de autos de infração em valor superior a um bilhão de reais em face do desmatamento e incêndios no estado, representado por quase 200 mil autos de infração. O Ministério Público, inclusive, recomendou esforços dos seus integrantes para efetivar a destruição de equipamentos utilizados nas atividades criminosas.

Leia Também:  MPMT apoia 11ª edição da campanha "Outubro Rosa - MTmamma" 

“Aprendendo, os Ministérios Públicos dos Estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul estão se organizando para tomarem medidas de prevenção, em face do aumento da exploração insustentável das florestas, cerrado e pantanais e para as consequências dos incêndios ilegais à saúde, com aumento das ações de proteção dos animais silvestres”, afirmou.

Fonte:

Propaganda

Momento Jurídico

Credenciamento de imprensa para o CDE Virtual começa no sábado (24)

Publicados

em


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) abre neste sábado (24) as inscrições para o credenciamento de veículos de comunicação e de profissionais de imprensa que desejam acompanhar, de forma virtual, a apuração das Eleições Municipais de 2020, que ocorrerão nos dias 15 de novembro, em primeiro turno, e 29 do mesmo mês, em segundo turno, onde houver.

Os interessados devem acessar formulário – disponível no Portal do Tribunal – para requerer o acesso ao Centro de Divulgação das Eleições (CDE) Virtual, criado para evitar aglomerações e, assim, evitar eventual disseminação do novo coronavírus. O credenciamento poderá ser feito até o dia 29 de novembro, pelo site.

Para o CDE Virtual, os cadastros podem ser realizados pelos próprios profissionais de imprensa. A aprovação do registro do jornalista para acesso ao CDE Virtual será feita pela Assessoria de Comunicação do TSE. Verificado o preenchimento correto do formulário, a Assessoria enviará um e-mail com a liberação das credenciais.

De posse dos dados preenchidos no credenciamento, a Ascom do Tribunal vai criar quatro grupos específicos no aplicativo WhatsApp para cada tipo de mídia – rádio, TV, imprensa escrita e fotojornalismo. Todas as informações produzidas pela Assessoria de Comunicação do Tribunal serão encaminhadas para os grupos, no formato das respectivas mídias.

Leia Também:  Partidos questionam decreto que altera regras para apuração de infrações ambientais

Além disso, todas as informações e todos os dados produzidos pelo CDE 2020 estarão disponíveis na página do Tribunal, nas notícias de rádio e televisão da Corte, no YouTube e nas redes sociais do TSE (Facebook, Twitter e Instagram).

CDE presencial

Os jornalistas também contarão com o CDE Presencial, com acesso limitado. O credenciamento, que vai do dia 3 ao dia 9 de novembro, será feito por veículo de comunicação. Não serão credenciados jornalistas nem outros profissionais individualmente. A medida será adotada para limitar a quantidade de profissionais em um mesmo local e evitar aglomerações.

A Assessoria de Comunicação Social do TSE analisará os pedidos de credenciamento ao CDE Presencial, aprovando ou não as solicitações. A confirmação ou a recusa do credenciamento ocorrerá por intermédio do e-mail informado na solicitação das credenciais.

As credenciais fornecidas por veículo deverão ser compartilhadas entre as equipes designadas para a cobertura das Eleições 2020 e valerão tanto para o primeiro quanto para o segundo turno. O uso da credencial é de responsabilidade do profissional cadastrado para a cobertura. O extravio do documento não dará direito a outra credencial para o veículo de imprensa.

Leia Também:  CNJ institui política de prevenção e enfrentamento ao assédio

Serão fornecidas três credenciais por emissora de TV, uma por emissora de rádio, duas por veículo de mídia digital, duas por agência de notícias e duas por mídia impressa. As credenciais para o CDE Presencial serão distribuídas aos veículos de imprensa nos dias 12 e 13 de novembro de 2020, na Ascom/TSE, mediante identificação do profissional pela área de Segurança do Tribunal. 

Mais informações

Todas as regras de funcionamento do Centro de Divulgação das Eleições (CDE) 2020 estão disponíveis neste endereço https://www.justicaeleitoral.jus.br/cde-2020/ e também podem ser obtidas diretamente na Ascom/TSE, pelos telefones (61) 3030-7080, 3030-7541 e 3030-7091, e pelo e-mail i[email protected].

IC/LC, DM

Fonte: TSE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA