Momento Jurídico

MPMT retoma atividades presenciais de forma gradual a partir desta terça

Publicados

em


.
O Ministério Público do Estado de Mato Grosso retoma as atividades presenciais nesta terça-feira (01) com a adoção de várias medidas preventivas para redução dos riscos de contaminação do novo coronavírus. Reabertura gradual, sistema de rodízio, afastamento dos que integram ou convivem com pessoas do grupo de risco, realização diária de teste de temperatura corporal, utilização de máscaras e manutenção do distanciamento são alguns dos cuidados estabelecidos.

De acordo com Ato Administrativo, nesse primeiro momento apenas o público interno retomará as atividades presenciais, das 13h às 19h (horário local). Até 15 de setembro, o atendimento ao público será realizado durante o horário de expediente por meio de ferramentas tecnológicas, como aplicativos de mensagens instantâneas, videoconferência, etc.

A partir de 16 de setembro de 2020, o atendimento ao público poderá ser realizado presencialmente, no período de 14h às 18h, ou virtualmente, a critério do membro do MPMT.

REDES ABERTAS: Desde do início da pandemia, o Ministério Público do Estado de Mato Grosso reforçou os canais de atendimento virtuais ao público externo. A Ouvidoria passou a contar com novos números de WhatsApp para atendimento ao cidadão. De 20 de março a 26 de agosto, a Ouvidoria recebeu 3.000 manifestações.

Leia Também:  Negado seguimento a HC de ex-secretário-adjunto de Gestão em Saúde do DF

Em todo o estado, membros e servidores do MPMT realizaram 81.565 manifestações, 990 atendimentos, 894 recomendações, 19.881 diligências em procedimentos extrajudiciais, 6.098 denúncias oferecidas e 1.824 petições iniciais protocolizadas.

Fonte:

Propaganda

Momento Jurídico

TSE: em pronunciamento, Barroso pede cuidado com pandemia e fake news

Publicados

em


.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, fez na noite deste sábado (26) um pronunciamento de rádio e TV sobre a campanha eleitoral, que começa neste domingo, e pediu que o eleitor “não abra mão da sua chance de fazer a diferença”. Barroso alertou o eleitor ainda sobre os cuidados por causa de dois “vírus”: a pandemia e as fake news (notícias falsas). 

“Há um outro vírus que ronda as eleições, capaz de comprometer não a saúde pública, mas a própria democracia. Trata-se das notícias falsas, das campanhas de desinformação e de difamação”, disse Barroso, que também é ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Vamos fazer uma campanha com debate público de qualidade, franco e robusto, mas com respeito e consideração pelas pessoas e por suas ideias, mesmo que diferentes das nossas”.

Conforme o presidente do TSE, a pandemia impõe cuidados especiais na campanha para a proteção de eleitores e de candidatos. Com base na informação colhida com especialistas, o TSE recomendou distanciamento social durante a campanha. 

Leia Também:  Justiça Eleitoral realiza primeira audiência de instrução em ambiente virtual

“A principal forma de transmissão da doença ocorre quando uma pessoa fala ou respira próxima da outra. Por essa razão, as recomendações mais importantes são: evitar aglomerações, manter distância mínima de 1 metro das outras pessoas e sempre utilizar máscara. Além disso, reuniões devem ser feitas em lugares abertos e deve-se evitar a distribuição de impressos. Sempre que possível lave as mãos ou utilize álcool gel após ter contato com alguém ou com algum objeto. Com esses cuidados, fica minimizado o risco de contaminação”, disse Barroso. 

Segundo o TSE, 148 milhões de eleitores estão habilitados a votar para prefeitos e vereadores em mais de cinco mil e quinhentas cidades em todo o país.

Edição: Bruna Saniele

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA