Momento Jurídico

PGJ destaca investimentos em tecnologia e qualidade de vida

Publicados

em


O Procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira realizou nesta sexta-feira (16) a penúltima reunião de 2020 da Comissão de Apoio Institucional, criada no primeiro ano da sua gestão para aproximar a administração superior das promotorias do interior do estado, apresentar projetos e ações criados com o objetivo de melhorar a infraestrutura física e tecnológica das unidades do MP e as condições de trabalho dos membros e servidores. Na abertura da reunião, realizada por meio virtual, ele fez um balanço das reuniões deste ano e destacou a importância dessa aproximação com os membros do MP para ouvir suas demandas e, dessa forma, tomar medidas que resultem na melhoria dos serviços prestados aos cidadãos.

“No ano passado e início deste ano fizemos as reuniões de forma presencial, visitando todos os polos, mas, com a pandemia, tivemos que passar a fazê-las de forma virtual. Mesmo assim, os resultados continuam sendo muito bons, o feedback tem sido positivo, pois pudemos apresentar o que temos feito e conhecer melhor a realidade de cada unidade”, disse José Antônio Borges, dirigindo-se aos promotores do Polo 2, integrado pelas comarcas de Barra do Garças, Água Boa, Canarana, Campinápolis, Novo São Joaquim, Nova Xavantina, Ribeirão Cascalheira, Querência, Porto Alegre do Norte e São Félix do Araguaia.

Leia Também:  TCE-MT realiza projeto Consciência Cidadã nas Escolas na próxima terça-feira (27)

O procurador-geral relatou os investimentos da atual gestão na área tecnológica, com o fortalecimento e modernização do Departamento de Tecnologia da Informação, o que proporcionou avanços importantes como o desenvolvimento da Versão 3 do Simp (Sistema Integrado do Ministério Público), dando mais agilidade, eficiência e segurança à tramitação de processos e facilitando o trabalho dos membros e servidores da instituição. Outras áreas estão sendo contempladas, como o Departamento de Gestão de Pessoas, que deverá estar totalmente informatizado até dezembro deste ano. “Para tanto, tivemos que investir, inclusive, na contratação de profissionais altamente capacitados, que fomos buscar no mercado”, afirmou.

Outro assunto abordado na reunião foi o programa “Vida Plena – MPMT Pensando em Você”, implantado em abril de 2019 e que atende à Recomendação 052/2017 do Conselho Nacional do Ministério Público, que trata da Política Nacional de Gestão de Pessoas. A promotora Auxiliar da PGJ, Hellen Ulliam Kuriki, observou que “o programa, voltado para a melhoria da qualidade de vida, tem abrangência total na nossa instituição, contemplando os membros, servidores e terceirizados”.

Leia Também:  Faltam 23 dias: eleitores contam com assistente virtual para tirar dúvidas

O Vida Plena, explicou a promotora, possui quatro frentes: melhoria do ambiente de trabalho, integração, saúde e realização de campanhas e sensibilização. “E já estamos trabalhando para abrir uma outra frente, a de sustentabilidade”, anunciou Hellen Kuruki.

“Antes não tínhamos essa estrutura do Vida Plena, havia apenas as comemorações e confraternizações de final de ano. Estamos investindo na saúde e na qualidade de vida dos membros e servidores”, disse José Antônio Borges.

Durante a reunião também foi feita uma apresentação sobre “Perspectivas Orçamentárias para 2021”, quando os promotores puderam conhecer a realidade orçamentária e financeira do MPMT hoje e projeções para o próximo ano. Com o surgimento da pandemia da Covid-19, foi criado um cenário de incertezas, o que levou a administração a adotar medidas preventivas como o contingenciamento de despesas, revisão de contratos e acompanhamento constante da execução orçamentária, o que possibilitou que hoje a instituição desfrute de uma situação financeira equilibrada.

Fonte:

Propaganda

Momento Jurídico

Credenciamento de imprensa para o CDE Virtual começa no sábado (24)

Publicados

em


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) abre neste sábado (24) as inscrições para o credenciamento de veículos de comunicação e de profissionais de imprensa que desejam acompanhar, de forma virtual, a apuração das Eleições Municipais de 2020, que ocorrerão nos dias 15 de novembro, em primeiro turno, e 29 do mesmo mês, em segundo turno, onde houver.

Os interessados devem acessar formulário – disponível no Portal do Tribunal – para requerer o acesso ao Centro de Divulgação das Eleições (CDE) Virtual, criado para evitar aglomerações e, assim, evitar eventual disseminação do novo coronavírus. O credenciamento poderá ser feito até o dia 29 de novembro, pelo site.

Para o CDE Virtual, os cadastros podem ser realizados pelos próprios profissionais de imprensa. A aprovação do registro do jornalista para acesso ao CDE Virtual será feita pela Assessoria de Comunicação do TSE. Verificado o preenchimento correto do formulário, a Assessoria enviará um e-mail com a liberação das credenciais.

De posse dos dados preenchidos no credenciamento, a Ascom do Tribunal vai criar quatro grupos específicos no aplicativo WhatsApp para cada tipo de mídia – rádio, TV, imprensa escrita e fotojornalismo. Todas as informações produzidas pela Assessoria de Comunicação do Tribunal serão encaminhadas para os grupos, no formato das respectivas mídias.

Leia Também:  PDT pede que STF declare que estados e municípios também podem exigir vacinação compulsória

Além disso, todas as informações e todos os dados produzidos pelo CDE 2020 estarão disponíveis na página do Tribunal, nas notícias de rádio e televisão da Corte, no YouTube e nas redes sociais do TSE (Facebook, Twitter e Instagram).

CDE presencial

Os jornalistas também contarão com o CDE Presencial, com acesso limitado. O credenciamento, que vai do dia 3 ao dia 9 de novembro, será feito por veículo de comunicação. Não serão credenciados jornalistas nem outros profissionais individualmente. A medida será adotada para limitar a quantidade de profissionais em um mesmo local e evitar aglomerações.

A Assessoria de Comunicação Social do TSE analisará os pedidos de credenciamento ao CDE Presencial, aprovando ou não as solicitações. A confirmação ou a recusa do credenciamento ocorrerá por intermédio do e-mail informado na solicitação das credenciais.

As credenciais fornecidas por veículo deverão ser compartilhadas entre as equipes designadas para a cobertura das Eleições 2020 e valerão tanto para o primeiro quanto para o segundo turno. O uso da credencial é de responsabilidade do profissional cadastrado para a cobertura. O extravio do documento não dará direito a outra credencial para o veículo de imprensa.

Leia Também:  Candidatos a prefeito têm registro de candidatura indeferido    

Serão fornecidas três credenciais por emissora de TV, uma por emissora de rádio, duas por veículo de mídia digital, duas por agência de notícias e duas por mídia impressa. As credenciais para o CDE Presencial serão distribuídas aos veículos de imprensa nos dias 12 e 13 de novembro de 2020, na Ascom/TSE, mediante identificação do profissional pela área de Segurança do Tribunal. 

Mais informações

Todas as regras de funcionamento do Centro de Divulgação das Eleições (CDE) 2020 estão disponíveis neste endereço https://www.justicaeleitoral.jus.br/cde-2020/ e também podem ser obtidas diretamente na Ascom/TSE, pelos telefones (61) 3030-7080, 3030-7541 e 3030-7091, e pelo e-mail [email protected].

IC/LC, DM

Fonte: TSE

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA